Mãe Tigresa

Cachoeiras

Corações

A moda em Paris no século xix

A Arte de I Man Malek

Cachorros

Estufa Fria

Bonecas modernas

Mulheres vintage

Ouriço com Ternura

Jacek Yerka

Sulrreal

Postais Vintage

Recantos e Cesarios

Roubo de Indentidade

Telas de Pau Cezane

Pierre Auguste Renoir

A Neve

Quadros deZolam

Meus bonequinhos e bonequinhas

Borboletas

O Mar

Ursos Pandas

Beija-flor

Corujas

Lugares Lindissímos

Memorando de Deus

 

Vejo que choras.

Teu choro atravessa a escuridão, infiltra-se pelas nuvens, mistura-se com a luz das estrelas e chega ao meu coração, na trilha de um raio de Sol.
Angustiei-me pelo grito de uma lebre estrangulada no laço de uma armadilha, um pardal caído do ninho materno, uma criança que se batia indefesa num lago, um filho que derramava seu sangue na cruz.
Sabes que te escuto. Fica em paz. Acalma-te.
Eu trago o alívio para o teu pesar, pois sei qual é a causa...e a cura.
Choras por todos os teus sonhos de infância, que desapareceram com os anos.
Choras por todo o teu amor próprio, que foi corroído pelo fracasso.
Choras por todo o teu potencial, que foi barganhado por segurança.
Choras por toda a tua individualidade, que foi pisoteada pelas multidões.
Choras por todo o teu talento, que foi desperdiçado pelo uso errado.
Encaras a ti mesmo com vergonha e te voltas, apavorado, da imagem que vês refletida na superfície da água. Quem é esse deboche de humanidade que te fita, com os olhos descorados de vergonha?

Onde está a graça dos teus modos, a beleza de tua figura, a rapidez de teus movimentos, a clareza de tua mente, a eloqüência da tua língua? Quem roubou os teus bens? A identidade do ladrão é tua conhecida, como é de mim?
Certa feita colocaste tua cabeça em um travesseiro de grama, no campo de teu pai e fitaste uma catedral de nuvens, e soubeste que todo o ouro da Babilônia seria teu, com o tempo.
Certa feita leste em muitos livros e escreveste em muitas tábuas, convencido além de qualquer dúvida de que toda a sabedoria de Salomão seria igualada e
ultrapassada por ti.
E as estações transformaram-se em anos, até que tu reinasses supremo, em teu próprio jardim do paraíso.
Lembras-te de quem implantou esses planos e sonhos e sementes de esperança em ti? Não podes lembrar. Não tens recordação daquele momento, quando surgiste pela primeira vez no ventre de tua mãe e coloquei minha mão em teu cenho macio. E do segredo que cochichei em tua pequena orelha, quando leguei minhas bênçãos a ti?
Lembras-te do nosso segredo? Não podes lembrar. Os anos passados destruíram tua recordação, pois te encheram o espírito de medo, dúvida, ansiedade, remorso, ódio, e onde essas feras habitam, não há espaço para recordações alegres.

Não chores mais. Estou contigo...este momento é a linha divisória da tua vida. Tudo que se passou antes não parece mais do que com este tempo em que dormiste dentro do ventre de tua mãe. O que é passado morreu. Que os mortos sepultem os mortos. No dia de hoje, regressas dos mortos-vivos. No dia de hoje, como Elias com o filho da viúva, eu me estendo sobre ti três vezes e voltas a viver. No dia de hoje, como Elisha com o filho do shunamita, ponho minha boca sobre a tua, meus olhos sobre os teus, minhas mãos sobre as tuas, e tua carne volta a aquecer-se.
No dia de hoje, como Jesus no túmulo de Lázaro, ordeno-te que saias, e tu sairás andando de tua caverna do destino, afim de começar a vida nova. Este é o dia do teu nascimento. Esta é a tua nova data de nascimento. Tua primeira vida, como uma peça de teatro, foi apenas ensaio. desta vez a cortina subiu. Desta vez o mundo observa, espera para aplaudir. Desta vez não fracassarás. Acende as tuas velas. Divide o teu bolo. Serve o vinho. Tu renascestes.
Como uma borboleta saída da crisálida, voarás...tão alto quanto quiseres e nem as vespas, nem as libélulas, nem os louva-a-deus da humanidade obstruirão tua missão ou tua procura pelas verdadeiras riquezas da vida.

Sente minha mão em tua cabeça. escuta minha sabedoria. Deixa-me partilhar contigo, mais uma vez, o segredo que ouviste ao nascer e esqueceste. "És o meu maior milagre". És o maior milagre do mundo.
Foram estas as primeiras palavras que ouviste. Depois, choraste. Todos choram.
Não acreditaste em mim, nessa ocasião...e nada aconteceu, nos anos decorridos, para corrigir tua descrença. pois como podias ser um milagre, quando te consideras um fracasso nas tarefas mais comuns? Como podes ser um milagre, quando tens pouca confiança ao lidar com as mais banais responsabilidades? Como podes ser um milagre, quando te achas acorrentado pela dívida e ficas acordado, atormentado, para saber de onde virá o pão de amanhã?

Basta. O leite derramado azedou. Mesmo assim, quantos profetas, quantos homens sábios, quantos poetas, quantos artistas, quantos compositores, quantos cientistas, quantos filósofos e mensageiros enviei com a mensagem de tua divindade, teu potencial para a divindade e os segredos da realização? Como foi que os trataste?
Ainda assim eu te amo e estou contigo agora, por meio destas palavras, afim de cumprir o profeta que anunciou que o Senhor voltará a por a mão pela Segunda vez, afim de recuperar o resto de sua gente.
Eu recoloquei a minha mão
Esta é a Segunda vez.
Tu és o que me resta.
De nada adianta perguntar; não soubeste, não ouviste, não te foi contado desde o início, não o compreendeste, desde os fundamentos da Terra?
Tu não soubeste; não ouviste; não compreendeste.
A ti foi dito que és uma divindade em disfarce, um deus se fazendo de tolo. A ti foi dito que és uma obra especial, nobre na razão, infinita em faculdades, precisa e admirável em forma e movimentando-se como um anjo, como um deus na apreensão. A ti foi dito que és o sal da terra.
Recebeste o segredo até mesmo de mover as montanhas, executar o impossível.
Não acreditaste em ninguém. Queimaste o teu mapa da felicidade, abandonaste teu direito à paz de espírito, apagaste as velas que haviam sido colocadas ao longo de tua trilha destinada de glória; depois cambaleaste, te perdeste e te assustaste na escuridão da futilidade e autocomiseração, até tombares em um inferno da tua própria criação.
Depois choraste, bateste no peito e amaldiçoaste a sorte que te havia sido dada. Tu te recusaste a aceitar as conseqüências de teus próprios pensamentos mesquinhos, feitos indolentes, e procuraste um bode expiatório, para a ele incriminar por teu fracasso. Com que rapidez o descobriste...

Tu me incriminaste, a mim! Gritaste que tuas deficiências, tua mediocridade, tua falta de oportunidade, teus fracassos...eram a vontade de Deus.
Estavas errado! Examinemos. Vamos, antes, relacionar as tuas deficiências, pois como posso pedir-te que construas uma vida nova, se não tiveres as ferramentas?
És cego? O Sol se ergue e se põe sem que o vejas? Não. Podes ver...e os cem milhões de receptores que coloquei em teus olhos capacitam-te a desfrutar a mágica de uma folha, um floco de neve, um lago, uma águia, uma criança, uma nuvem, uma estrela, uma rosa, um arco íris...e a expressão do amor. Conta uma benção.


És surdo? Pode uma criança rir ou chorar sem que escutes? Não. Tu ouves...e as vinte e quatro mil fibras que coloquei em cada um de teus ouvidos vibram com o vento nas árvores, as ondas que se desmancham nas rochas, a majestade de uma ópera, a súplica de um pássaro, crianças brincando...e as palavras eu te amo. Conta outra benção.

És mudo? Teus lábios se movem e só emitem saliva? Não podes falar...como nenhuma outra de minhas criaturas, e tuas palavras podem acalmar os raivosos, animar os desanimados, encaminhar o desalentado, alegrar os infelizes, aquecer os solitários, louvar os dignos, encorajar os derrotados, ensinar os ignorantes...e dizer eu te amo". Conta outra benção.

És paralítico? Tua forma inerme esbulha a terra? Não. Tu podes mover-te. Não és uma árvore condenada a um local enquanto o vento e o mundo abusam de ti. Podes espreguiçar-te, comer dançar e trabalhar, pois dentro de ti coloquei quinhentos músculos, duzentos ossos e sete milhas de fibras nervosas, todos sincronizados por mim, afim de fazerem o que queiras. Conta outra benção.

Não és amado e não amas? A solidão te engolfa, noite e dia? Não, não é mais assim. Pois agora conheces o segredo do amor, que, para se receber deve ser dado sem qualquer idéia de retribuição. Amar para obter realização, satisfação ou orgulho não é amor. Amar é um bem pelo qual não se exige retribuição alguma. Agora sabes que amar sem egoísmo constitui sua própria recompensa.E mesmo que o amor não seja retribuído, não se perde, pois voltará a ti e abrandará e purificará o teu coração. Conta outra benção. Conta duas vezes.
O teu coração está abalado? Ele vaza e se esforça para manter a tua vida? Não. teu coração é forte. Toca em teu peito e sente o teu ritmo, pulsando, na hora, dia e noite, trinta e seis milhões de batidas a cada ano, ano após ano, adormecido ou desperto, bombeando teu sangue por mais de sessenta mil milhas de veias, artérias e capilares...bombeando mais de seiscentos mil galões por ano. O homem nunca criou máquina assim. Conta outra benção.

Estás com doenças de pele? As pessoas se voltam e fogem apavoradas à tua aproximação?
Não. Tua pele está limpa, é uma maravilha da criação, precisando apenas que a trates com sabão, óleo, escova e cuidados. Com o tempo, o mais forte dos metais se desgastará com o uso, mas não essa camada que constituí em volta de ti. Ela se renova constantemente, as células antigas substituídas pelas novas, exatamente como o ser antigo que és tu, te vês agora substituído pelo novo. Conta outra benção.

Teus pulmões estão poluídos? O alento da vida luta para entrar em teu corpo? Não. Tuas portinholas para a vida sustentam-te até nos mais conspurcados ambientes de tua própria feitura e sempre trabalham para filtrar o oxigênio que dá a vida, enquanto livram teu corpo de detritos gasosos. Conta outra benção.

Teu sangue está envenenado? Acha-se diluído em água e pus? Não. Dentro de 5 litros de sangue encontram-se 22 trilhões de células sanguíneas e dentro de cada célula encontram-se milhões de moléculas, e dentro de cada molécula há átomos oscilando mais de 10 milhões de vezes por segundo. A cada segundo, 2 milhões de tuas células sanguíneas morrem, sendo substituídas por outros dois milhões, em uma ressurreição que prossegue desde o teu primeiro nascimento. Conta outra benção.

És deficiente mental? Já não podes pensar por ti próprio? Não. Teu cérebro é a estrutura mais complexa do universo. Eu sei. Dentro de seu um quilo, existem 13 bilhões de células nervosas, número três vezes maior que o de pessoas em tua Terra. para ajudar-te a guardar cada percepção, cada som, cada sabor, cada cheiro, cada ato que vivenciastes desde o dia do teu nascimento, eu implantei, dentro de tuas células, mais de mil milhões de moléculas de proteínas. Cada incidente em tua vida está ali, esperando apenas a tua chamada. e para auxiliar teu cérebro no controle do teu corpo, eu espalhei, por toda a tua forma, quatro milhões de estruturas sensíveis à dor, quinhentos mil detectores de tato e mais duzentos mil detectores de temperatura. Nenhum ouro de nação alguma se acha melhor protegido do que tu.

Nenhuma de tuas amigas maravilhosas é melhor do que tu.
Tu és a minha melhor criação.
Dentro de ti existe energia atômica suficiente para destruir qualquer das grandes cidades do mundo e...reconstruí-la.
És pobre? Não existe ouro ou prata em tua bolsa? Não. Tu és rico! Juntos acabamos de contar a tua riqueza. Examina a lista. Volta a contá-la. Calcula os teus bens!

Por que te traíste, a ti próprio? Por que afirmaste, aos gritos, que todas as bênçãos da humanidade te haviam sido tiradas? Por que te enganaste a ti próprio, afirmando que estavas impotente para modificar a tua vida? Estás destituído de talento, sentidos, capacidades, prazeres, instintos, sensações e orgulho? Estás destituído de esperança? Por que te encolhes nas sombras, um gigante derrotado, esperando apenas um transporte para o vazio bem-vindo e a umidade do inferno?
Tu tens tanto! Tuas bênçãos transbordam em tua taça...e tu não deste atenção a elas , como uma criança mimada e no luxo, pois eu as conferi a ti com generosidade e regularidade.
Responde-me. responde a ti mesmo. Que homem , rico, velho e doente, fraco e indefeso, não trocaria todo o ouro em seu cofre pelas tuas bênçãos, a que deste tão pouca importância?
Toma conhecimento, então, do primeiro segredo da felicidade e êxito; o de que possuís, agora mesmo, todas as bênçãos necessárias para alcançares grande glória. Elas são o teu tesouro, tuas ferramentas com que construir, a começar de hoje, o alicerce para uma vida nova e melhor. Assim sendo, eu te digo, conta minhas bênçãos e já sabes que és minha maior criação. esta é a primeira lei a que deves obedecer, afim de executares o maior milagre do mundo, o regresso da tua humanidade vinda da morte viva.
E sê reconhecido por tuas lições aprendidas na pobreza. Pois não é pobre aquele que tem pouco, mas aquele que deseja muito...e a verdadeira segurança não está nas coisas que se possui, mas nas coisas sem as quais não se pode viver.
Onde estão as deficiências que produziram teu fracasso? Existiam apenas em tua mente. Conta as tuas bênçãos.

E a Segunda lei é como a primeira, proclama tua raridade. Tu te condenaste a um refugo de olaria e lá estavas, incapaz de perdoar o teu próprio fracasso, a te destruir com ódio o ti mesmo, auto-recriminações e revolta por teus crimes contra ti mesmo e outros. Não estás perplexo? Não te espantas com o motivo pelo qual posso perdoar teus fracassos, tuas transgressões, teus modos deploráveis...quando tu não podes perdoar a ti próprio?

Eu te falo agora por 3 motivos. Precisas de mim. Não és um em uma manada que marcha para a destruição em massa parda de mediocridade. E...tu és uma grande raridade.
Examina uma pintura de Rembrandt, um bronze de Degas, um violino de Stradivarius ou uma obra de Shakespeare. Eles tem grande valor por 2 motivos: seus criadores foram mestres e são poucos em número. No entanto, existem mais do que um de cada um deles. Por esse raciocínio, tu és o tesouro mais valioso da face da Terra, pois tu sabes quem te criou e existe apenas um de ti. Nunca, em todos os 70 bilhões de seres humanos que caminham neste planeta desde o início dos tempos, houve alguém exatamente igual a ti. Nunca, até o fim dos tempos, haverá outro tal como és.

Tu não demonstraste conhecimento ou apreciação por tua singularidade. No entanto, tu és a coisa mais rara do mundo.
De teu pai, em seu momento de amor supremo, fluíram inúmeras sementes de amor, mais de quatrocentos milhões em número. Todas elas, ao nadarem dentro de tua mãe, perderam o ânimo e morreram. Todas, menos uma! E essa eras tu. E começaste uma vida nova. A tua vida. Tu chegastes, trazendo contigo, como faz toda criança, a mensagem de que eu ainda não estava desanimado do homem. Duas células agora unidas em milagre. Com todas as combinações à minha ordem, iniciando-se com aquele espermatozóide isolado de seu pai, um de quatrocentos milhões, passando pelas centenas de genes em cada um dos cromossomos de tua mãe. Eu poderia ter criado trezentos mil milhões de seres humanos, cada qual diferente do outro.
Mas, a quem eu criei? A ti! Um único. O mais raro dos raros. Um tesouro sem preço, dotado de qualidades mentais, de fala e movimento, aparência e atos, como nenhum outro já existiu, existe ou existirá. Porque te avaliaste em centavos , quando vales todo o tesouro de um rei? Porque ouviste aqueles que te diminuíam...e, muito pior, porque acreditaste neles?
Escuta. Não esconda mais tua raridade na escuridão. Trazei-a à luz. Mostra ao mundo. Esforça-te para não caminhar como o teu irmão caminha, nem falar como teu líder fala, nem trabalhar como trabalha o medíocre. Jamais faça como o outro. Nunca imites. Pois nunca sabes se vais imitar o mal, e aquele que imita o mal sempre vai além do exemplo estabelecido, enquanto que aquele que imita o que é bom, sempre fica aquém disso. Não imites ninguém. Sê tu próprio.

Esta é portanto, a Segunda lei. Proclama a tua raridade. E agora recebeste duas leis. Conta tuas bênçãos. Proclama tua raridade. Não tens deficiências. Não és medíocre. Obriga-te a sorrir. Reconhece como te enganaste a ti mesmo. Que me dizes da tua própria queixa? A oportunidade nunca te procura?
Escuta, e ela passará a te procurar, pois agora eu te dou a lei do êxito em todos os empreendimentos. Há muitos séculos, esta lei foi dada a teus antepassados, do cimo de uma montanha. Alguns ouviram a lei, e vê, sua vida preencheu-se com os frutos da felicidade, realização, ouro e paz de espírito. A maioria não deu ouvidos, pois procurava meios mágicos, caminhos dévios, ou esperou pelo demônio chamado sorte para que lhe entregasse as riquezas da vida. Esperou em vão...assim como tu esperaste, e depois chorou, como tu choraste, atribuindo sua falta de sorte à minha vontade.
A lei é simples. Jovem ou velho, indigente ou rei, negro ou branco, homem ou mulher...todos podem utilizar o segredo com vantagem, pois, de todas as regras e discursos e escrituras de êxito e como alcança-la, apenas um método jamais falhou...quem quer que te obrigue acompanhá-lo por uma milha...acompanha-o por duas.

Esta, portanto é a terceira lei...o segredo que produzirá riquezas e aclamações além dos teus sonhos...Anda mais uma milha!

O único meio certo de êxito é prestar mais e melhor serviço do que esperam de ti, não importa qual seja tua tarefa. Este é um hábito seguido por todas as pessoas vitoriosas, desde o início dos tempos. Assim sendo, eu te mostro o caminho mais certo para te condenares à mediocridade, qual seja executares apenas o trabalho pelo qual és pago.
Não creias que estás sendo tapeado, se entregares mais do que a prata que recebes. Pois existe um pêndulo para toda a vida, e o suor que entregas, se não for recompensado hoje, voltará amanhã duplicado. O medíocre nunca anda mais de uma milha, pois deixa de ver o motivo pelo qual deve tapear a si próprio, ao que acredita. Mas tu não és medíocre. Andar mais uma milha é privilégio do qual deves te apropriar por tua própria iniciativa. Não podes, não deves evitá-lo. É negligenciar, fazer apenas tão pouco quanto os outros, e a responsabilidade por teu fracasso será apenas tua.
Não podes mais prestar serviços sem receber compensação justa do que podes impedir a prestação deles sem sofrer a perda da recompensa. Causa e efeito, meios e fins, dementes e fruta não podem ser separados. O efeito já floresce na causa, o fim preexiste no meio, e a fruta está sempre na semente.

Anda mais uma milha.

Não te preocupes, caso venhas a servir a um senhor ingrato. Serve-o mais.
E em vez dele, que seja eu quem se encontra em tua dívida, pois então saberás que cada minuto, cada gesto de serviço a mais será pago. E não te preocupes, caso tua recompensa não venha logo. Quanto mais tempo retarda o pagamento, melhor para ti...e juros compostos sobre juros compostos são o maior benefício dessa lei.
Não podes ordenar o êxito, apenas o podes merecer...e agora conheces o grande segredo necessário para merecer a sua recompensa rara
Anda mais uma milha!

Onde está esse campo do qual tu gritaste, choraste, dizendo que não havia oportunidade? Olha! Olha ao redor. Vê onde ainda ontem espojavas nos detritos da autocomiseração, agora caminhas bem ereto, sobre um tapete de ouro. Nada mudou, apenas tu, ms tu és tudo.
Tu és meu maior milagre. Tu és o maior milagre do mundo. E, agora, as leis da felicidade e êxito são três. Conta tuas bênçãos! Proclama tua raridade! Anda mais uma milha!
Sê paciente com o teu progresso. Contar tuas bênçãos com gratidão, proclamar tua raridade com orgulho, percorrer mais uma milha e depois outra, tais atos não são realizados ao piscar de um olho. No entanto, aquilo que adquires com mais dificuldade é que reténs por mais tempo; como aqueles que adquiriram uma fortuna são mais cuidadosos com ela do que aqueles aos quais ela chegou por herança. E não receies ao ingressares em tua vida nova. Cada aquisição nobre é acompanhada por seus riscos. Aquele que receia encontrar-se com uma não deve contar obter a outra. Agora sabes que és um milagre.

E não existe medo em um milagre.

Orgulha-te. Não és o capricho momentâneo de um criador descuidado, fazendo experiências no laboratório da vida. Não és o escravo de forças que não podes compreender. Não és a manifestação livre de nenhuma outra força senão a minha, de nenhum outro amor senão o meu. Foste feito com um intuito.
Sente minha mão. Ouve minhas palavras. Precisas de mim... e eu preciso de ti. Temos um mundo a reconstruir...e se tal requer um milagre, o que é isso para nós? Ambos somos milagres, e agora temos um ao outro.
Nunca perdi a fé em ti, desde aquele dia em que primeiro te fiz de uma onda gigantesca e te atirei, indefeso, sobre as areias. Em tua medida de tempo, tal ocorreu há mais de quinhentos milhões de anos. Muitos foram os modelos, muitas as formas, muitas as dimensões, até que eu atingisse a perfeição em ti.

Não fiz qualquer outro esforço para aperfeiçoar-te em todos esses anos.

Pois como se poderia aperfeiçoar um milagre? Tu eras uma maravilha a contemplar e eu me satisfiz. Dei-te este mundo e o domínio sobre ele. Dei-te o poder de imaginar. Depois, afim de te capacitar a alcançar teu pleno potencial, coloquei minha mão em ti, mais uma vez e dotei-te de poderes desconhecidos a qualquer outra criatura do Universo, até o dia de hoje.
Dei-te o poder de pensar. Dei-te o poder de amar. Dei-te o poder de querer. Dei-te o poder de rir. Dei-te o poder de imaginar. Dei-te o poder de criar. Dei-te o poder de planejar. Dei-te o poder de falar. Dei-te o poder de orar.
Meu orgulho em ti não conheceu limites. Eras minha criação suprema, meu milagre maior. Um ser vivo completo, criatura que pode ajustar-se a qualquer clima, a qualquer vicissitude, a qualquer desafio. Criatura que pode cuidar de seu próprio destino sem qualquer interferência minha. Criatura que pode traduzir uma sensação ou percepção, não por instinto, mas por pensamento e deliberação, levando-a a qualquer ato que fosse melhor para ela e para toda a humanidade. Assim chegamos à Quarta Lei de êxito e felicidade...pois eu te dei um poder mais, poder tão grande que nem mesmo meus anjos o possuíam...Eu te dei...poder de escolher. Com este Dom, coloquei-te acima atá mesmo dos meus anjos...pois os anjos não tem a liberdade de escolher o pecado. Dei-te o controle completo sobre o teu destino. Eu te disse para determinares, por ti próprio, tua própria natureza, de acordo com tua própria vontade livre. Nem divino, nem terreno em natureza, estavas livre para modelar-te na forma que preferisses. Tinhas o poder de escolher a degeneração para formas mais baixas de vida, mas também tinhas o poder, pelo juízo de tua alma, de renascer nas formas mais elevadas, que são divinas. Nunca retirei o teu grande poder, o poder de escolher. O que fizeste com esta força tremenda? Olha para ti mesmo. Pensa nas escolhas que fizeste em tua vida e lembra, agora, aqueles momentos amargos em que cairias de joelhos se, ao menos, tivesses a oportunidade de voltar a escolher. O que passou, passou...e agora, tu conheces a Quarta grande lei da felicidade e êxito...usa com sabedoria o poder da tua escolha.

Escolhe amar...em vez de odiar.

Escolhe rir...em vez de chorar.

Escolhe criar...em vez de destruir.

Escolhe perseverar...em vez de desistir.

Escolhe louvar...em vez de difamar.

Escolhe curar...em vez de ferir.

Escolhe dar...em vez de roubar.

Escolhe agir...em vez de lamentar.

Escolhe crescer...em vez de apodrecer.

Escolhe orar...em vez de amaldiçoar.

Escolhe viver...em vez de morrer.


Agora sabes que teus infortúnios não foram a minha vontade, pois todo o poder estava depositado em ti, e o acúmulo de feitos e pensamentos que te colocaram no refugo da humanidade foram tua obra, não minha. Meus dons de poder foram grandes demais para tua natureza pequena. Agora tu te tornaste alto, sábio, e os frutos da terra serão teus. És mais do que um ser humano. És capaz de grandes maravilhas. Teu potencial é ilimitado. Quem mais, entre minhas criaturas, conquistou o fogo? Quem mais, entre minhas criaturas, conquistou a gravidade, perfurou os céus, dominou a doença e a pestilência e a seca? Nunca mais voltes a te diminuir! nuca mais te conformes com as migalhas da vida! Nunca mais escondas teus talentos, a partir deste dia! Lembra-te da criança que diz: "quando eu for grande..." Mas o que é isso? Pois o menino grande diz: "Quando eu crescer..." E quando crescido, , ele diz: "Quando eu me casar..." Mas estar casado, o que é isto, afinal? O pensamento transforma-se então para: "Quando eu me aposentar..." E então, chega a aposentadoria, e ele lança o olhar sobre a paisagem que atravessou; o vento frio sopra sobre ele e, de algum modo, ele perdeu tudo aquilo, e o que queria desapareceu. Desfruta este dia, hoje...e amanhã, amanhã. Executaste o maior milagre do mundo. Voltaste de uma morte viva. Não mais sentirás autocomiseração, e cada dia será um desafio e uma alegria. Tu renasceste...mas, exatamente como antes, podes escolher o fracasso e o desalento, ou o êxito e a felicidade. A escolha é tua. A escolha é exclusivamente tua. Eu só posso observar como antes...com satisfação...ou pesar. Lembra-te, então, das quatro leis da felicidade e êxito.

Conta tuas bênçãos.

Proclama tua raridade.

Anda mais uma milha.

Usa sabiamente o teu poder de escolha.

E mais uma, para completar as quatro outras. Faz todas as coisas com amor...amor por ti próprio, amor por todos os outros, amor por mim. Enxuga tuas lágrimas. Estende a mão, apanha a minha, põe-te ereto. Deixa-me retirar as mortalhas sepulcrais que te envolviam. Neste dia, foste notificado.

TU ÉS O MAIOR MILAGRE DO MUNDO!

SEMENTES DE PAZ

 

Obrigado pelo amor em minha vida
Obrigado pelo amor que me rodeia
A cada dia da minha vida
Obrigado pelo amor que Eu Sou.

Obrigado pelo meu corpo perfeito
Obrigado pela minha saúde e vitalidade
Obrigado pelo milagre da vida que eu sou
Obrigado pelo presente da vida que eu vejo refletida ao meu redor.

Obrigado pela abundância que eu sou.
Obrigada pela abundância que a Deusa Terra reflete em mim a cada dia.
Obrigada pelo rio de dinheiro que flui para mim e através de mim.
Obrigada pelas facilidades e conforto de minha vida.

Obrigado pelas maravilhosas possibilidades e probabilidades.
Obrigado pela beleza e harmonia.
Obrigado pela alegria.
Obrigado pelo riso e pela brincadeira.

Obrigado pela aventura de minha vida e
Obrigado por eu poder me maravilhar.
Obrigado pela paz e tranqüilidade.
Obrigado pela Paz que Eu Sou.

Obrigado, obrigado, obrigado.

EU PRECISO


EU PRECISO QUE VOCÊ SEJA FORTE E QUE NADA PERTURBE A PAZ DE SUA MENTE.

EU PRECISO QUE VOCÊ FALE DE FELICIDADE, SAÚDE E PROSPERIDADE A CADA PESSOA QUE CONHECER.

EU PRECISO QUE VOCÊ FAÇA SENTIR AOS SEUS AMIGOS QUE HÁ ALGO DE VALOR NELES.

EU PRECISO QUE VOCÊ VEJA O LADO BRILHANTE DE CADA COISA E QUE CONSIGA OTIMISMO POR MEIO DELE.

EU PRECISO QUE VOCÊ PENSE SEMPRE O MELHOR, TRABALHE SOMENTE PELO MELHOR, E ESPERE SOMENTE O MELHOR.

EU PRECISO QUE VOCÊ SEJA TÃO ENTUSIASMADO PELO ÊXITO DOS DEMAIS COMO POR SEU PRÓPRIO.

EU PRECISO QUE VOCÊ ESQUEÇA OS ERROS DO PASSADO E INSISTA PARA CONSEGUIR GRANDES REALIZAÇÕES NO FUTURO.

EU PRECISO QUE VOCÊ EXIBA SEMPRE UM ASPECTO ATRAENTE EM TODO O TEMPO E OFEREÇA A TODAS AS PESSOAS UM SORRISO.

EU PRECISO QUE VOCÊ DÊ TANTO TEMPO AO SEU MELHORAMENTO PESSOAL, QUE NÃO SOBRE TEMPO PARA CRITICAR OS OUTROS.

EU PRECISO QUE VOCÊ SEJA DEMASIADO GRANDE PARA PREOCUPAR-SE, DEMASIADO NOBRE PARA IRRITAR-SE E DEMASIADO FELIZ PARA PERMITIR

A PRESENÇA DE PROBLEMAS QUE PERTURBEM A SUA FÉ.

CULTIVEMOS A PAZ

A Paz Interior é a maior fonte de poder que alguém pode alcançar, poder suficiente para transformar o mundo.
"Meditai insistentemente, mas sem a interferência de vosso corpo mental e então, plenamente calmos, serenos e em profundo Silêncio, sintonizai-vos com vosso Ser e tornai-vos UNOS com Ele, até que capteis a Paz Profunda. Uma única pessoa, quando se encontra neste estado de Silêncio, pode salvar uma cidade inteira, tal é o Poder adquirido."
Vamos pois fazer a nossa parte pela Paz no Mundo desenvolvendo a Paz em nossa própria consciência.

Envelhecer


"Envelhecer, qualquer animal é capaz.

Desenvolver-se é prerrogativa dos seres humanos.

Somente uns poucos reivindicam esse direito."

O milagre da clara de ovo.

 

O milagre da clara de ovo.

Após uma queimadura muito séria no braço e rosto numa explosão de gás, a família ligou imediatamente para uma enfermeira conhecida, muito conceituada, para saber dos primeiros socorros.

Recomendou água, muita agua corrente, e depois, para tirar a dor, mel.

Só que a dor começou a ficar insuportável. Corremos ao google e investigamos a clara de ovo. Lá dizia que era muito bom para queimadura.

O alívio foi imediato. Foi usada até passsar a dor, uma hora mais ou menos.

Nenhuma seqüela. Queimadura Olha que interessante!!!

Num curso de 'AGENTE DE SAÚDE COMUNITÁRIA' foi ensinado que, na hora da queimadura, seja lá a extensão que for, a primeira providência é colocar a parte afetada debaixo de água fria corrente até que o calor diminua e pare de queimar outras camadas de pele.

Depois devemos passar clara de ovo, levemente batida.

Pois, pasmem, na semana passada, uma amiga, queimou uma grande parte da mão com água fervendo. Colocou então a mão em baixo da torneira, bastante tempo, para tirar aquele calor inicial, porque a dor era violenta. Então abriu 2 ovos e separou as claras, bateu um pouco, e ficou com a mão naquela coisinha chata, que era a clara.

Estava tão queimada a mão, que assim que ela colocava a clara em cima secava e ficava uma película, que depois ficou sabendo que era colágeno natural. Ficou pelo menos uma hora colocando camadas de claras na mão. À tarde, não sentia mais dor alguma, e no dia seguinte apenas havia a marca vermelha arroxeada onde havia queimado.

Pensou que ficaria com uma cicatriz horrível, mas para sua surpresa, depois de 10 dias não está com nenhuma marca do acontecido. Nem a cor da pele mudou. A parte queimada foi totalmente recuperada pelo colágeno existente na clara de ovos, que na verdade é uma placenta cheia de vitaminas.


Repassem!

Sempre existe alguém que pode precisar.

O verão..............

Durante o verão, a terra aquece e se torna incultivável. Assim que chove, os brotos germinam e a terra se torna verde. De onde vêm os novos brotos? Das sementes jogadas na terra. Se não houvesse semente alguma, as novas plantas nunca brotariam. Do mesmo modo, as ações passadas
são as sementes para os nascimentos humanos. Sua vida presente é uma reação, um reflexo e uma ressonância de suas ações passadas. Por esse motivo, você é aconselhado: "Seja bom, veja o bem e faça o bem".

Oração em silêncio!

Procuremos saber as vantagens, os motivos, porque se reza melhor em segredo do que em altos brados... Se pedes a alguém que te presta logo atenção, percebes que não é preciso gritar. Pedes brandamente e em tom moderado. Se, porém, te diriges a alguém que é surdo, então começas a gritar... Quem grita, imagina que Jeová não ouve bem... Quem, ao contrário, reza em silêncio, dá provas e reconhece de que Deus perscruta o coração e os rins e de que escuta a tua oração antes mesmo de ela sair da tua boca..

Não fique triste, fique irritado!


A raiva e a tristeza são a mesma coisa. A tristeza é raiva passiva e a raiva é tristeza ativa.

É difícil para uma pessoa triste ficar irritada. Se você conseguir se irritar em vez de ficar triste, sua tristeza desaparecerá imediatamente. Da mesma forma, é muito difícil uma pessoa irritada ficar triste. A tristeza é um antídoto para a raiva.

Em todas as nossas emoções permanece uma polaridade básica - homem e mulher, yin e yang, macho e fêmea. A raiva é um sentimento masculino e a tristeza, um sentimento feminino.

Assim, se você estiver em harmonia com a tristeza, será difícil deslocar-se em direção à raiva, mas eu gostaria que você tentasse. Coloque-a para fora, deixe-a agir. Faça o que for necessário, mas coloque a raiva para fora!

Se você puder oscilar entre a raiva e a tristeza, conseguirá uma transcendência sobre elas e poderá, então, observar os jogos e escaramuças desses dois sentimentos e ir além de ambos.

Mas, primeiro, você precisa se mover com facilidade nesse cenário. Caso contrário, a tendência é que você se entristeça - e isso dificulta a transcendência.

Lembre-se de que quando duas energias opostas são semelhantes - uma é o espelho da outra - é muito fácil se livrar delas. Na medida em que a tristeza e a raiva lutam entre si, acabam se anulando mutuamente - o que o deixa livre para sair desse círculo vicioso.

Mas se houver 70% de tristeza e 30% de raiva, as coisas se tornam muito difíceis porque isso significa que restarão 40% de tristeza e, nesse caso, você não poderá sair da situação com facilidade. Esses 40% ficarão dentro de você.

Essa é uma das leis básicas sobre as energias interiores: deixe as polaridades opostas entrarem em equilíbrio para que você possa escapar despercebido. É como se as pessoas estivessem tão entretidas umas com as outras que nem percebem que você escapuliu.

O importante é transformar isso em um exercício diário - não espere que a raiva ou a tristeza apareçam. Fique irritado diariamente: pule, movimente-se, grite e coloque suas emoções para fora.

Ao conseguir expressar a raiva pela raiva, aparentemente sem motivos, você ficará muito feliz, pois se sentirá livre. Do contrário, mesmo a raiva é controlada pelas situações, não por você. Se não puder fazê-la surgir, como a deixará partir?

No começo pode parecer um pouco estranho, porque você sempre acreditou na teoria de que a raiva é o resultado de um insulto ou da ação de outra pessoa. Isso não é verdade. A raiva sempre esteve lá, esperando por uma "desculpa" para vir à tona.

Por isso, encontre uma desculpa para si mesmo: imagine uma situação que o deixaria louco de raiva. Fale com a parede, xingue, grite, perca a cabeça - a parede logo estará rebatendo cada xingamento. Você tem que trazer a raiva e a tristeza para o mesmo patamar, de maneira que elas se anulem mutuamente. Só então você se sentirá livre.

O filósofo grego Georges Gurdjieff costumava dizer que esse era o caminho do homem "esperto" - colocar as energias internas em tamanho conflito que elas lutem entre si e se anulem, de forma que você possa escapar.

10 homens e 1 mulher

Onze pessoas estavam penduradas numa corda num helicóptero.

Eram dez homens e uma mulher.

Como a corda não era forte o suficiente para segurar todos, decidiram que um deles teria que se soltar da corda.

Eles não conseguiram decidir quem, até que, finalmente, a mulher disse que se soltaria da corda, pois as mulheres estão acostumadas a largar tudo pelos seus filhos e marido, dando tudo aos homens e recebendo nada de volta e que os homens, como a criação primeira de Deus, mereceriam sobreviver, pois eram também mais fortes, mais sábios e capazes de grandes façanhas...

Quando ela terminou de falar, todos os homens começaram a bater palmas..




Nunca subestime o poder e a inteligência de uma mulher.....


.

Vc concerteza é uma Lu!!



e aos homens para ajudá-los a aceitarem a realidade.

O jefferson concerteza é um desse!!!

rsrsrsrsrsrsr!!!!!

A capacidade de se auto-sustentar


A paz interior é um estado de equilíbrio que surge quando nossas forças ativadoras e nossa capacidade de relaxar estão em harmonia. Isto é, quando estamos sintonizados tanto com a nossa força de combate, como com a nossa capacidade de entrega.
Mas, em geral, permanecemos alertas até mesmo quando já podemos relaxar. É como se, ao afrouxarmos o controle sobre nós mesmos, alguma coisa ruim pudesse ocorrer.

Intuitivamente, buscamos sempre saídas que nos levam a uma qualidade de vida melhor. Isto é, com menos pressão e mais abertura, pois sabemos que ficar presos por nossa própria atitude interior é um modo de vida limitador.
No entanto, se não estivermos familiarizados com a capacidade de nos sustentarmos, estaremos constantemente buscando nos amparar fora de nós.

Mas, o que nos proporciona essa sensação de poder relaxar em nosso solo interior com confiança e soltura?
A capacidade de auto-sustentação surge à medida que nos sentimos disponíveis para nós mesmos: estamos à vontade exatamente com quem somos.

Quando paramos de nos defender de nós mesmos, naturalmente nos tornamos boa companhia.
Esta amizade interior não ocorre apenas no nível do pensamento, como se pudéssemos simplesmente dar uma ordem interna: "seja amigo de você mesmo, aprenda a se bastar!".

A auto-sustentação não surge porque nos demos uma ordem, mas sim porque nos abrimos para nós nos recebermos tal qual como somos.
Auto-sustentação não quer dizer estar desconectado de qualquer fonte de nutrição e contar apenas com seus recursos.
È exatamente ao contrário!

Ela surge quando superamos o condicionamento de que somos seres solitários. Em outras palavras, auto-sustentar-se não quer dizer "ser só eu", "por mim mesmo", mas sim, em "ser si mesmo no todo".
Este é um processo profundo, que requer um treinamento mental capaz de nos ajudar a desconstruir nossos hábitos mentais negativos.

 esse treinamento ocorre por meiode treinamento  e da meditação: ambos nos ajudam a abandonar uma falsa visão sobre nós mesmos e a nos familiarizarmos com nossa natureza inata de uma mente saudável.

Independente do método que você possa encontrar, o que eu quero é alertar para a nossa necessidade de nos oferecer um modo de vida mais próspero e abundante.
Observo que muitas vezes já não lançamos mão de recursos externos porque estamos exageradamente presos à idéia de nos tornarmos emocionalmente autônomos. Não queremos ajuda!

Por isso, gostaria de ressaltar a diferença entre nos ampararmos nos outros e nos deixarmos ser por eles nutridos e inspirados.

Por exemplo, quando usamos uma bengala. Ela nos serve de apoio ou de estímulo? A força está na bengala em que nos apoiamos ou na nossa capacidade de usá-la?

Quando nos amparamos na força alheia, temos a intenção de que o outro faça esforço por nós, mas quando vemos os outros como fonte de nutrição e estímulo, temos plena consciência de que o esforço é nosso.

Por isso, apesar de ninguém poder de fato nos poupar da parte que nos toca, podemos receber toda a ajuda necessária sempre que ela estiver disponível!

Pequenas atitudes que estimulem positivamente nossos cinco sentidos também são sempre bem-vindas: boa música, um aroma agradável no ar, algo de saboroso para comer, um banho quente ou um creme para nos massagear e contemplar imagens que nos dão prazer pode ser de grande valia. Quando estamos desanimados ou tristes, nosso corpo precisa ser bem tratado, pois, afinal de contas, é ele que nos dá a base para nossa mente relaxar!

Dona Maria era uma senhora de 92 anos.


elegante, bem vestida e penteada.

Estava de mudança para uma casa de repouso pois
o marido com quem vivera 70 anos, havia
morrido e ela ficara só.

Depois de esperar pacientemente por
duas horas na sala de visitas, ela ainda
deu um lindo sorriso quando uma
atendente veio dizer que seu quarto
estava pronto.


A caminho da sua nova morada,
a atendente ia descrevendo o minúsculo quartinho,
inclusive as cortinas de chintz florido que
enfeitavam a janela.
Ah! Eu adoro essas cortinas – disse ela com
entusiasmo de uma garotinha que acabou de
ganhar um filhote de cachorrinho.

- Mas a senhora ainda nem viu o quarto...

Nem preciso ver – respondeu ela.

Felicidade é uma decisão que tomo todo dia
quando acordo!

Sabe... Tenho duas escolhas:
posso passar o dia inteiro na cama
contando as dificuldades que tenho em certas
partes do meu corpo que não funcionam bem...

Ou posso levantar da cama agradecendo pelas outras
partes que ainda me obedecem.

Cada dia é um presente.

E enquanto meus olhos abrirem,
vou focalizá-los no novo dia e também
nas boas lembranças que eu guardei
para esta época da vida.

A velhice é como uma conta bancária.
Você só retira daquilo que você guardou.

Portanto, lhe aconselho depositar um monte de
alegria e felicidade na sua Conta de
Lembranças.

E como você vê, eu ainda continuo depositando.
Agora, se me permite,
gostaria de lhe dar uma receita:

1 -Jogue fora todos os números não essenciais
para sua sobrevivência.
Isso inclui idade, peso e altura.
Deixe o médico se preocupar com eles.
Para isso ele é pago.

2. Dê preferência aos amigos alegres.
Os “baixo astral” puxam você para baixo.

3. Continue aprendendo.
Aprenda mais sobrecomputador, artesanato,
jardinagem, qualquer coisa.
Não deixe seu cérebro desocupado.
Uma mente sem uso é a oficina do Mal.
E o nome do mal é Alzheimer.

4. Curta coisas simples.

5. Ria sempre, muito e alto.
Ria até perder o fôlego.

6. Lágrimas acontecem.
Agüente, sofra e siga em frente.
A única pessoa que acompanha você a vida
toda é VOCÊ mesmo.
Esteja VIVO enquanto você viver.

7. Esteja sempre rodeado daquilo que você gosta.
Pode ser família, animais, lembranças,
música, plantas, um hobby, o que for.
Seu lar é o seu refúgio.

8. Aproveite sua saúde.
Se for boa, preserve-a.
Se estiver instável, melhore-a.
Se estiver abaixo desse nível, peça ajuda.

9. Não faça viagens de remorsos.
Viaje para o shopping, para a cidade vizinha,
para um país estrangeiro,
mas não faça viagens ao passado.

10. Diga a quem você ama,
que você realmente o ama,
em todas as oportunidades.
E lembre-se sempre que:
A vida não é medida pelo número de vezes
que você respirou,
mas pelos momentos em que você
perdeu o fôlego...
De tanto rir...

De surpresa...

De êxtase...

De felicidade!

Água e envelhecimento.


Arnaldo Lichtenstein (46), médico, é clínico-geral do Hospital das Clínicas e professor colaborador do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Sempre que dou aula de Clínica Médica a estudantes do quarto ano de Medicina, lanço a pergunta:

- "Quais as causas que mais fazem o vovô ou a vovó terem confusão mental?"

Alguns arriscam: "Tumor na cabeça".

Eu digo: "Não".

Outros apostam: "Mal de Alzheimer".

Respondo, novamente: "Não".

A cada negativa a turma espanta-se. E fica ainda mais boquiaberta quando enumero os três responsáveis mais comuns:

1. diabetes descontrolado;

2. infecção urinária;

3. esquecimento pela família; exemplifico: a família passou um dia inteiro no shopping, enquanto os idosos ficaram em casa.

Parece brincadeira, mas não é. Constantemente vovô e vovó, sem sentir sede, deixam de tomar líquidos. Quando falta gente em casa para lembrá-los, desidratam-se com rapidez.

A desidratação tende a ser grave e afeta todo o organismo.

Pode causar confusão mental abrupta, queda de pressão arterial, aumento dos batimentos cardíacos ("batedeira"), angina (dor no peito), coma e até morte.

Insisto: não é brincadeira.

Ao nascermos, 90% do nosso corpo é constituído de água.

Na adolescência, isso cai para 70%.

Na fase adulta, para 60%.

Na terceira idade, que começa aos 60 anos, temos pouco mais de 50% de água. Isso faz parte do processo natural de envelhecimento.

Portanto, de saída, os idosos têm menor reserva hídrica.
Mas há outro complicador: mesmo desidratados, eles não sentem vontade de tomar água, pois os seus mecanismos de equilíbrio interno não funcionam muito bem.

Explico: nós temos sensores de água em várias partes do organismo. São eles que verificam a adequação do nível. Quando ele cai, aciona-se automaticamente um "alarme".

Pouca água significa menor quantidade de sangue, de oxigênio e de sais minerais em nossas artérias e veias.

Por isso, o corpo "pede" água. A informação é passada ao cérebro, a gente sente sede e sai em busca de líquidos.

Nos idosos, porém, esses mecanismos são menos eficientes. A detecção de falta de água corporal e a percepção da sede ficam prejudicadas. Alguns, ainda, devido a certas doenças, como a dolorosa artrose, evitam movimentar-se até para ir tomar água.

Conclusão: idosos desidratam-se facilmente não apenas porque possuem reserva hídrica menor, mas também porque percebem menos a falta de água em seu corpo.

Além disso, para a desidratação ser grave, eles não precisam de grandes perdas, como diarréias, vômitos ou exposição intensa ao sol.

Basta o dia estar quente - e o verão já vem aí - ou a umidade do ar baixar muito - como tem sido comum nos últimos meses. Nessas situações, perde-se mais água pela respiração e pelo suor.

Se não houver reposição adequada, é desidratação na certa.
Mesmo que o idoso seja saudável, fica prejudicado o desempenho das reações químicas e funções de todo o seu organismo.

Por isso, aqui vão dois alertas.

O primeiro é para vovós e vovôs: tornem voluntário o hábito de beber líquidos. Bebam toda vez que houver uma oportunidade. Por líquido entenda-se água, sucos, chás, água-de-coco, leite. Sopa, gelatina e frutas ricas em água, como melão, melancia, abacaxi, laranja e tangerina, também funcionam.

O importante é, a cada duas horas, botar algum líquido para dentro. Lembrem-se disso!

Meu segundo alerta é para os familiares:
ofereçam constantemente líquidos aos idosos.

Lembrem-lhes de que isso é vital. Ao mesmo tempo, fiquem atentos. Ao perceberem que estão rejeitando líquidos e, de um dia para o outro, ficam confusos, irritadiços, fora do ar, atenção. É quase certo que esses sintomas sejam decorrentes de desidratação. Líquido neles e rápido para um serviço médico.

P.S.: "Não é para jogar os idosos no rio, apenas oferecer água de duas em duas horas."

Depois da Tempestade





Depois das grandes tempestades em nossas vidas,

às vezes, ao invés da bonança esperada,

costumamos fechar a alma para balanço.

E por mais que digamos estar disponíveis ao diálogo,

bem no fundo do nosso coração colocamos uma porta.

E esta porta fica tão trancada,

que se nós mesmos não a abrirmos,

tornar-se-á quase que intransponível.



É como se nossa casa tivesse sido saqueada

e o medo de que fosse arrombada de novo

não nos deixasse viver sossegados.

Visitantes cadastrados até poderiam chegar ao jardim...

mas passar da soleira, quem disse?

E ficamos tantas vezes nos perguntando,

o porque de ninguém se aproximar muito de nós

se pensamos, numa atitude de bloqueio à verdade,

que estamos dando espaço para que todos nos visitem.



Fingimos não enxergar o letreiro de “passagem proibida”

ou os cadeados enormes que colocamos nos portões

e nos muros que erguemos ao redor de nós,

porque é duro admitir que temos medo

de mais experiências depois que uma, duas, três

ou mil delas não deram certo.

Mas se só as pessoas sensíveis enxergam esse bloqueio

e elas são cada vez em número menor,

as não tão persistentes se afastam,

com medo de que soltemos os cães bravos

em cima delas e as ponhamos para correr!



Assim acabamos, por comodismo,

ficando com as pessoas menos perigosas;

com aquelas com quem sabemos

que nunca chegaremos a ter envolvimento maior,

até porque sua percepção não é tão aguçada

para penetrar no nosso interior.

Ficamos com aquelas

com quem temos menos afinidade

e pouca cumplicidade,

principalmente aquela que vem do fundo da alma...



Porque não queremos que ninguém invada

a fortaleza inexpugnável dos nossos segredos,

onde guardamos as mágoas,

os ódios não passados a limpo

e os amores mal sucedidos.

Não queremos saber de quem nos leia pensamentos

e não pretendemos nos prender a nada,

embora digamos sempre o contrário...



Embora saibamos que a falta das amarras num porto

onde poderemos atracar quando estamos à deriva,

pode constituir uma bela teoria de liberdade,

mas não nos gratifica,

pois o ser humano não nasceu para ficar só.

Nós, hoje, bem ou mal,

podemos escolher nossos amores e amigos.

E que possamos escolher os melhores,

e não os mais cômodos.



E que possamos, também, ter alguns inimigos

e, entre os nossos conhecidos,

pessoas incompatíveis conosco,

porque são eles que nos ajudam

a superar os nossos limites

e nos botam para frente,

nem que seja para que lhes mostremos

do que e o quanto somos capazes.



Precisamos ter histórias para contar,

sejam elas com finais tristes ou felizes.

Precisamos passar por experiências

que nem sempre são gratificantes

pois uma existência passada em brancas nuvens ,

é uma existência sem frutos.

Um dia, talvez, venhamos a entender melhor

os mistérios da vida

e que, para chegarmos a um determinado ponto,

muitas vezes teremos que passar por vários obstáculos.



Talvez entendamos que

precisamos nos purificar sofrendo várias provações

até conseguir nossos objetivos

e receber alguma recompensa.

Algumas doutrinas religiosas e filosóficas tentam explicar

porque algumas pessoas sofrem e outras são poupadas

e porque alguns de nós encontram suas metades

e outros passem a vida inteira a procurá-las.

Mas são explicações que talvez nós leigos,

não consigamos facilmente entender.



A única coisa que podemos arriscar,

é que nada acontece por acaso...

ou será que acontece?

Talvez, quando sofremos,

estejamos passando por um processo de purificação

que nunca será entendido ou aceito por nós

enquanto estivermos vivendo a experiência.



Talvez, quando procuramos alguém ou alguma coisa,

estejamos nos informando;

talvez quando encontramos

tanta gente incompatível conosco

é porque, de alguma maneira, somos ou fomos

as pessoas determinadas a surgir em suas vidas,

seja para suportá-la,ajudá-las ou para que, através delas,

aprendamos alguma lição importante:

da serenidade à perseverança, da paciência à fé.



Mas, por mais que apanhemos,

que nos escondamos para fugirmos da vida,

de nós mesmos, dos machucados e rejeições,

tudo passa.

O desespero nunca foi solução para nada

pois, afinal,

não há bem que nunca acabe

e nem mal que sempre dure.



A vida sempre seguirá dando voltas.

Tomara que saibamos

aproveitar as ascensões

para levantar

quem estiver próximo de nós

e as quedas

para aprendermos

a ser humilde

Tercilia Braiani

Coma os Morangos


Um sujeito estava caindo em um barranco e se agarrou às raízes de uma árvore.

Em cima do barranco, havia um urso imenso querendo devorá-lo.

O urso rosnava, mostrava os dentes, babava de ansiedade pelo prato que tinha à sua frente.

Embaixo, prontas para engoli-lo quando caísse, estavam nada mais nada menos do que seis onças tremendamente famintas.

Ele erguia a cabeça, olhava para cima e via o urso rosnando.

Abaixava depressa a cabeça para não perde-la na sua boca.

Quando o urso dava uma folga, ouvia o urro das onças, próximas de seu pé.

As onças embaixo querendo come-lo, e o urso em cima querendo devora-lo.

Em determinado momento, ele olhou para o lado esquerdo e viu um morango vermelho, lindo, com aquelas escamas douradas refletindo o sol.

Num esforço supremo, apoiou seu corpo, sustentado apenas pela mão direita, e, com a esquerda, pegou o morango.

Quando pode olha-lo melhor, ficou inebriado com sua beleza.

Então, levou o morango a boca e se deliciou com o sabor doce e suculento.

Foi um prazer supremo comer aquele morango tão gostoso.

Talvez você me pergunte: "Mas, e o urso?" Dane-se o urso e coma os morangos!

E as onças? Azar das onças, coma os morangos! As vezes, você esta em sua casa no final de semana com seus filhos e amigos, comendo um churrasco.

Percebendo seu mau humor, seu(sua) esposa(o) lhe diz: - Meu bem, relaxe e aproveite o domingo!

E você, chateado(a), responde: "Como posso curtir o domingo se amanhã vai ter um monte de ursos querendo me pegar na empresa?" Relaxe e viva um dia por vez:

Coma o morango. Problemas acontecem na vida de todos nós, até o último suspiro.

Sempre existirão ursos querendo comer nossas cabeças e onças, arrancar nossos pés. Isso faz parte da vida, é importante saber comer os morangos, sempre.

A gente não pode deixar de come-los só porque existem ursos e onças.

Você pode argumentar: Eu tenho muitos problemas para resolver.

Problemas não impedem ninguém de ser feliz. O fato de seu chefe ser um chato não é motivo para você deixar de gostar de seu trabalho.

O fato de sua mulher estar com tensão pré-menstrual não os impede de tomar sorvete juntos.

O fato do seu filho ir mal na escola não e razão para não dar um passeio pelo campo.

Coma o morango, não deixe que ele escape.

Poderá não haver outra oportunidade para experimentar algo tão saboroso.

Saboreie os bons momentos. Sempre existirão ursos, onças e morangos. Eles fazem parte da vida.

Mas o importante é saber aproveitar o morango, porque o urso e a onça não dão tempo para aproveitar.

Coma o morango quando ele aparecer. Não deixe para depois. O melhor momento para ser feliz é agora. O futuro é ilusão que sempre será diferente do que imaginamos.

As pessoas vê o sucesso como uma miragem.

Como aquela historia da cenoura pendurada na frente do burro que nunca a alcança.

As pessoas visualizam metas e, quando as realizam, descobrem que elas não trouxeram felicidade. Então, continuam avançando e inventam outras metas que também não as tornam felizes.

Vivem esperando o dia em que alcançarão algo que as deixarão felizes.

Elas esquecem que a felicidade e construída todos os dias.

A felicidade não e algo que você vai conquistar fora de você. A felicidade é algo que vive dentro de você, de seu coração.


Dá um Tempo






Se o teu lugar agora

parece-te frio e sem atrativos...

Se não há ninguém agora

que te inspire a falar ou a ouvir...

Se o vento lá fora

parece não soprar a teu favor...

 







Se nenhuma palavra

consegue agora tocar o teu coração...

Se não sentes vontade

de nada...

Se queres simplesmente

fazer nada...





Se as coisas da Terra

parecem-te opacas e sem graça...

Se as coisas do Céu agora

parecem-te mentiras,

histórias inventadas...





Se teu corpo não quer exercícios,

não quer esforços...

só quer espreguiçar-se!

Se agora nada desperta

a tua vontade de crescer,

de ir adiante,

de abraçar aventuras,

desafios, novas metas, sonhos ...





Se para tuas perguntas

não chegam respostas...

Se olhas o relógio

como a um inimigo cobrador...


Dá um Tempo!!!





O mar não espera pelo rio,

no entanto o rio chega.

As árvores não anseiam por novas folhas,

no entanto elas brotam.

As flores não imploram por chuvas,

mas as chuvas - cedo ou tarde - caem.





Os pássaros não se preocupam com o céu,

entretanto o céu lá está.

O dia não guarda ansiedade

pelo descanso da noite

e ainda assim ela chega.

A noite não se abala com a própria escuridão,

repousando na certeza de que o dia virá.





A semente precisa

do escuro da terra

para abrir-se à luz

na hora mais acertada.

Deus não apressa as sementes:

Ele as conhece e respeita o tempo.





Se neste momento

és semente...

Sossega!

Respeita-te!

Dá um tempo!


Sílvia Schmidt


VOCÊ JÁ TEM UMA MISSÃO DEFINIDA?


Durante muitos anos usei esta frase em meus cartões de visita quando trabalhava com reciclagem de papel.

“É necessário que o mundo depois de ti seja algo melhor porque tu viveste nele”. (Stanley)

Vejo muitas pessoas e organizações que não têm uma missão, não possuem uma razão para viver. Aí não sabem como agir quando a situação exige alguma mudança ou quando ficam sozinhos. É fundamental responder à pergunta: qual é o propósito de permanecer vivo? A resposta será sua missão.

Um dia escutei a frase citada no início e a achei maravilhosa, a partir daí passei a pensar no que poderia fazer para que o mundo fosse melhor, como deixar minha marca? Busquei me conhecer para ver se minhas ações eram as mais corretas. Com o passar dos anos fui vendo que primeiro precisava mudar a mim mesma, tornar-me uma pessoa melhor e hoje acredito que até morrer estarei buscando melhorias em meu comportamento e em minhas atitudes. Quero desenvolver e valorizar minhas virtudes e minimizar meus defeitos. Acredito que o maior desafio do ser humano seja a melhoria contínua.

Deve existir um sentido melhor para nossas vidas, podemos, por exemplo, aprender a amar melhor, a sermos menos egoístas. Precisamos economizar mais em prol do meio ambiente, agirmos menos segundo a “lei de Gerson”, parar de dar um jeitinho. É fundamental respeitarmos mais o próximo, melhorar nossos relacionamentos. E aprendermos a administrar bem os conflitos.

Quando temos consciência de que através do trabalho estamos realizando algo para cumprir nossa missão ficamos motivados e desenvolvemos uma força extra, capaz de nos mover rumo ao “cume da montanha”. E as dificuldades encontradas serão como simples pedras no meio caminho.

Pessoas como Mahatma Ghandi, Irmã Dulce e Nelson Mandela lutaram com todas as suas forças para cumprirem suas missões. Era o que os levava a não desistir nunca, a resistir a qualquer tipo de pressão. Podemos não ter uma missão tão nobre como a dessas pessoas, mas é importante que encontremos um sentido para nossa existência.

Minha missão continua sendo fazer deste um mundo melhor. Como o mundo é muito grande pensei em lutar para que o Brasil seja melhor. Quando fui analisar melhor cheguei à conclusão que é também muito para mim. Aí pensei que posso fazer a minha parte ajudando a motivar os profissionais, a mostrar a importância de agirem de forma ética, a serem melhores líderes e profissionais cada vez mais competentes em suas áreas de atuação. Acredito que assim teremos empresas melhores e possivelmente cidades melhores e assim um país melhor.

Não adianta nada escrever uma missão bonita e não lutar por ela. É importante divulgar a missão, assim os outros poderão te ajudar a atingir seus propósitos. Nas organizações além de definir a missão é preciso comunicar a todos os colaboradores e verificar se a entenderam, caso contrário serão como simples máquinas, executando o que lhes é indicado, mas sem saber por que e para quê. Vejam abaixo alguns exemplos:

Os funcionários de uma empreiteira trabalhavam felizes porque não estavam simplesmente construindo uma nova estrada. Estavam levando o progresso para uma pequena cidade do interior;

Ajudantes de pedreiros cantavam enquanto trabalhavam porque não estavam fazendo e carregando concreto, estavam construindo uma escola e ajudariam a melhorar a educação dos jovens daquela cidade. Enquanto um pedreiro coloca um tijolo na parede outro constrói uma catedral.

Procuro fazer a minha parte porque acredito que se cada um fizer o que estiver a seu alcance, teremos sim um mundo melhor de se viver.

E você já tem sua missão? Está agindo de acordo com ela ou é uma missão só para os outros verem? O que está fazendo para divulgar seus propósitos?

Sonia Jordão

Importante - infecção urinária




Aviso Importante - Não deixem de ler - Principalmente as MULHERES


Vitória - A morte da modelo capixaba Mariana Bridi, de 20 anos, por infecção urinária, comoveu os brasileiros, surpreendeu os médicos e chamou a atenção para um problema comum entre milhões de pessoas: a infecção urinária, que nem sempre é tratada corretamente.

Se for diagnosticada logo, os antibióticos atuam e eliminam a doença.
Mas, se o corpo está debilitado, ou se o diagnóstico chega tarde, a situação se complica e pode levar à morte.

No caso de Mariana, que ficou internada durante 21 dias, a contaminação por pseudomonas e estafilococos chegou à corrente sanguínea e atingiu outros órgãos, provocando microcoágulos. São entupimentos que impedem a passagem do sangue e causam tromboses. Sem a irrigação sanguínea, as extremidades do corpo começam a necrosar.
Mariana precisou ter as mãos e os pés amputados e ainda foi operada para retirar parte do estômago. O corpo, cada vez mais enfraquecido, não resistiu.

O caso serve de alerta, principalmente para as mulheres: de acordo com a Associação Americada de Urologia, metade das pessoas do sexo feminino vai ter a doença pelo menos uma vez na vida.


A principal recomendação dos médicos é beber muita água, e sempre que sentir vontade, ir ao banheiro. A mulher que fica horas sem urinar, corre mais risco.

Os médicos alertam ainda para um hábito errado, mas que é muito comum entre as mulheres: roupas apertadas, principalmente de Lycra e Jeans.

Elas comprimem a uretra e, num ambiente úmido, a bactéria se alastra.

10 sugestões

1°Não se preocupe

De todas as atividades humanas,

preocupar-se, é a menos produtiva.

2° Não se deixe dominar pelo medo

A maior parte das coisas que tememos nunca acontecem.

3° Não guarde rancor

Ele é uma das cargas mais pesadas da vida.

4° Enfrente um problema de cada vez

Seja como for, só poderá tratá-los
um por um.

5° Não leve os problemas para a cama

São maus companheiros
do sono.

6° Não compre os problemas dos outros

Eles podem lidar com eles melhor do que você.

7° Não reviva o passado

Ele já passou. Concentre-se no que se passa na tua vida
e seja feliz agora.

8° Seja um bom ouvinte

Só quando escutar, obterás idéias diferentes das tuas.

9°Não se deixe abater pela frustração

A autocompaixão só interfere com as ações positivas.

10°Contabilize todas as coisas boas

Mas não esqueça as pequenas.
Muitas coisas boas pequenas,
fazem uma grande.

E, NÃO ESQUEÇA:
É SEMPRE BOM PARTILHAR AS COISAS BELAS !

Sem as folhas, não há nada...


Domingo, dia de sol e calor forte em São Paulo. Tudo calmo em volta; poucos carros na rua, suas buzinas finalmente descansando. Tinha acordado muito cedo e estava um pouco impaciente, sentia que havia algo a fazer e que era importante.
Na quinta, a convite da querida Izabel Telles, tinha participado de mais uma preciosa constelação familiar como representante, como coadjuvante de um trabalho amoroso que libera nossa alma -machucada de alguma forma- para voar cada vez mais livre e mais alto. Aquele encontro tinha mexido muito comigo.
Marli, que coordenara a reunião, estava ainda na cidade e fecharia neste dia seu ciclo de reuniões.
Bom, o impulso para voltar lá era forte demais e consegui convencer facilmente Ian, meu filho de 18 anos, a desfrutar de algo diferente. Cheguei muito cedo, pois não tinha informações sobre horários e nem se precisava confirmar presença.

Acontece que aprendi a confiar no Universo e sei que quando estamos ouvindo nosso coração ele está ao nosso lado, conspirando para nosso benefício e desta vez não foi diferente. Não assustei quando percebi que a sala estava aos poucos ficando pequena em função do número de pessoas que chegavam; somente estranhei quando constatei que quase a metade dos que estavam lá era composta de homens, fato inédito, visto que normalmente o público é quase sempre formado por mulheres... e este é mais um sinal importante.

Quando iniciou o trabalho, perguntei à facilitadora se havia a possibilidade de eu e meu filho sermos atendidos e ela disse que uma pessoa tinha desmarcado sua constelação, abrindo assim espaço para nós.
Já percebendo a natureza do problema a ser contemplado, ela sugeriu que observássemos atentamente o primeiro caso do dia, que via uma terapeuta querendo resolver um complicado problema pessoal.
E chegou a nossa vez...
Eu, hein... eu que apostava ter resolvido quase tudo que precisava!
Creio que as "coisas" aconteçam de acordo com nossa capacidade de lidar com elas e que, quanto mais estivermos aptos a absorver os impactos -com a consciência mais desperta-, mais e mais "chumbo grosso", desta ou de outras vidas, surgirá pela frente... sim, ainda vai longe.

As feridas da infância
Nem sei como explicar, pois ao ficar no centro do turbilhão, revivenciando situações ainda vivas e ativas dentro de mim, em memórias lúcidas ou em percepções fortes, me senti completamente invadido, mexido e quase transtornado. Lágrimas, rios delas, transbordavam, me aliviando na hora do peso das descobertas, até então somente sutilmente visualizadas pelas recordações de conversas sobre aqueles tempos de desespero, em que duas crianças pequenas, (meu irmão mais velho e eu, com o pai distante, lutando bravamente nas montanhas, na Resistência contra os nazistas que invadiram o norte da Itália), conseguimos sobreviver a tudo. Carregávamos, porém, nossas profundas cicatrizes, carências, rejeições, faltas ou omissões sofridas; situações geradas pela violência latente, pela escassez de alimentos, de carinho e afeto, em meio às incompreensíveis loucuras geradas pela guerra, que tinham deixado profundas marcas em nós. No meu caso, inconscientemente, tinha passado para frente, ao querido filho, uma enorme carga emocional que a ele não pertencia, mas que este, por amor a mim, teimava em querer carregar, como que para me aliviar de meu pesado fardo...
E naquele momento aconteceu um evento mágico, inesperado... nunca antes tinha abraçado tão ternamente, por tanto tempo e com tanto amor essa criatura linda que se entregou em meus braços e eu nos dele...

Outros problemas que eu não tinha conseguido ainda equacionar, na caminhada pela vida, vieram à tona também de forma clara, simples e serena.

O Luto
O tempo não cura as feridas.
Quando meu pai veio a falecer, em 1974, não consegui voltar à Itália para me despedir dele. Recém-casado, com filho pequeno, sem familiares por perto e a esposa que não falava português, não poderia viajar sozinho deixando-os aqui.
Não conseguiria pagar as passagens para nós todos, na época, muito caras.
E ficou por isso mesmo.

Sabendo que meu pai não estava presente naquela sepultura no cemitério de minha cidade, sempre me recusei a ir lá quando, de volta às minhas raízes, mesmo que minha mãe sempre pedisse para ir "visitá-lo". Meu pai está vivo em meu coração, eu falava... sim, isso é verdade. Porém, o que é bom para mim pode não o ser para outros e, a partir de domingo, tenho um compromisso com ele. Ir naquele cemitério tão logo eu retorne por lá e, finalmente, de forma muito apropriada, "encerrar o luto".
Sim, amo Você, querido pai, agora e sempre.

Mais bloqueios menores, também foram reconhecidos, agradecidos e desatados de vez. Não é importante narrá-los aqui.

Mas, preciso contar das saudosas canções de ninar dos Índios, ou as lindas melodias que, de repente, pela voz da Marli, inundavam a sala como parte do processo de cura, tocando meu coração e, creio, o de todos os presentes, fazendo-os vibrar e trazendo alívio e conforto. Às vezes, nem era preciso entender as palavras, quando tinha palavras... tratava-se de algo que, com certeza, vinha de outras esferas, que a todos emocionava, nutria e aconchegava. Linguagem estelar?
Foi uma catarse coletiva. Ninguém que lá esteve nesse dia poderá esquecer. Tenho certeza absoluta. E eu não sou mais o mesmo de antes.

Profundo agradecimento
Este feeling foi o que manifestei, antevendo o que aconteceria depois, quando fui perguntado (todos manifestaram seu sentimento maior naquele momento) sobre o que sentia ao começar a sessão. Mas não é só à Marli, Izabel, Gilce, Nathalie, Maria Emilia, e tantas outras mulheres maravilhosas a balizar e iluminar nosso caminho, que envio meu profundo agradecimento. Vai também para nossos antepassados que tudo fizeram, dentro de suas possibilidades, para que aqui nós pudéssemos fazer nossa parte... vai direto aos nossos filhos e filhas, cada vez mais despertos, livres e assumindo suas enormes responsabilidades perante a vida, e a todos os familiares e amigos com os quais dividimos nossas tristezas e alegrias.
À nossa Mãe Terra e seus reinos, sem os quais nós ainda estaríamos como pó de estrelas, volitando no éter, aguardando nossa vez de pousar num lugar como este, que nos permitisse jogar Luz em nossas sombras, aliviar nossas feridas e aprender de vez a utilizar com suprema habilidade a ferramenta mágica que a tudo dá vida e cura: o Amor.
Amor também pelas folhas... como ficou gravado! Que bálsamo, quando aquela voz suave, encantadora e cativante que ecoava pela sala, sussurrava: "Sem as folhas, não há nada"...
Pense nisso.
Sim, Somos um Só. Com Tudo que há, em qualquer tempo e lugar.

Obrigado. Muito obrigado a Você.
Somos um Só

QUEM SOU EU ???

"Nesta altura da vida já não sei mais quem sou... Vejam só que dilema!!!

Na ficha da loja sou CLIENTE, no restaurante FREGUÊS, quando alugo uma casa INQUILINO, na condução PASSAGEIRO, nos correios REMETENTE, no supermercado CONSUMIDOR.

Para a Receita Federal CONTRIBUINTE, se vendo algo importado CONTRABANDISTA. Se revendo algo, sou MUAMBEIRO, se o carnê tá com o prazo vencido INADIMPLENTE, se não pago imposto SONEGADOR. Para votar ELEITOR, mas em comícios MASSA , em viagens TURISTA , na rua caminhando PEDESTRE, se sou atropelado ACIDENTADO, no hospital PACIENTE. Nos jornais viro VÍTIMA, se compro um livro LEITOR, se ouço rádio OUVINTE. Para o Ibope ESPECTADOR, para apresentador de televisão TELESPECTADOR, no campo de futebol TORCEDOR.

Se sou são paulino, BAMBI. Agora, já virei GALERA. (se trabalho na ANATEL , sou COLABORADOR ) e, se for político, FILHO DA PUTA , quando morrer... uns dirão... FINADO, outros.... DEFUNTO, para outros... EXTINTO, para o povão... PRESUNTO. Em certos círculos espiritualistas serei... DESENCARNADO, evangélicos dirão que fui... ARREBATADO.
E o pior de tudo é que para todo governante sou apenas um IMBECIL !!! E pensar que um dia já fui mais EU."

Luiz Fernando Veríssimo.

ESTAÇÃO DAS PERDAS






Há horas em nossas vidas

que somos tomados por uma enorme sensação

de inutilidade, de vazio...

Questionamos o porquê de nossa existência

e nada parece fazer sentido.

Concentramos nossa atenção

no lado mais cruel da vida,

aquele que é implacável

e a todos afeta indistintamente:

AS PERDAS DO SER HUMANO!





Ao nascer, perdemos o aconchego,

a segurança e a proteção do útero.

Estamos, a partir de então, por nossa conta.

Sozinhos.

Começamos a vida em perda e nela continuamos.

Paradoxalmente,

no momento em que perdemos algo,

outras possibilidades nos surgem.

Ao perdermos o aconchego do útero,

ganhamos os braços do mundo.

Ele nos acolhe: nos encanta e nos assusta,

nos eleva e nos destrói...





E continuamos a perder..

E seguimos a ganhar.

Perdemos primeiro a inocência da infância.

A confiança absoluta na mão que segura nossa mão,

a coragem de andar na bicicleta sem rodinhas

porque alguém ao nosso lado

nos assegura que não nos deixará cair...

E ao perdê-la, adquirimos a capacidade de questionar.

Por que? Perguntamos a todos e de tudo...

Abrimos portas para um novo mundo

e fechamos janelas,

irremediavelmente deixadas para trás...





Estamos crescendo.

Nascer, crescer, adolescer, amadurecer,

envelhecer, morrer, renascer(?)...

Vamos perdendo aos poucos alguns direitos

e conquistando outros.

Perdemos o direito de poder chorar bem alto,

aos gritos mesmo,

quando algo nos é tomado contra a vontade.

Perdemos o direito de dizer

absolutamente tudo que nos passa pela cabeça

sem medo de causar melindres.





Assim: se nossa tia às vezes nos parece gorda

tememos dizer-lhe isso.

Receamos dar risadas

da bermuda ridícula do vizinho

ou puxar as pelanquinhas do braço da avó

com a maior naturalidade do mundo

e, ainda, falar bem alto sobre o assunto.

Estamos crescidos e nos ensinam

que não devemos ser tão sinceros.

E aprendemos...

E vamos adolescendo...





Ganhamos peso, ganhamos seios,

ganhamos pêlos, ganhamos altura....

Ganhamos o mundo.

Neste ponto, vivemos em grande conflito.

O mundo todo nos parece inadequado

aos nossos sonhos... Ah! E os sonhos!!!

Ganhamos muitos sonhos

Sonhamos dormindo,

sonhamos acordados,

sonhamos o tempo todo.





Aí de repente, caímos na real!

Estamos amadurecendo...

Todos nos admiram.

Tornamo-nos equilibrados, contidos, ponderados.

Perdemos a espontaneidade.

Passamos a utilizar o raciocínio,

a razão acima de tudo.

Mas, não é justamente essa a condição

que nos coloca acima(?) dos outros animais?

A racionalidade,

a capacidade de organizar nossas ações

de modo lógico e racionalmente planejado?(???)





E continuamos amadurecendo...

Ganhamos um carro novo, um companheiro,

ganhamos um diploma.

E desgraçadamente perdemos o direito

de gargalhar, de andar descalço,

tomar banho de chuva, lamber os dedos

e soltar pum sem querer...

Mas, perdemos peso!!!

Já não pulamos mais

no pescoço de quem amamos

e tascamos aquele beijo estalado...





Mas, apertamos as mãos de todos,

ganhamos novos amigos,

ganhamos um bom salário,

ganhamos reconhecimento, honrarias,

títulos honorários

e a chave da cidade...

E assim, vamos ganhando tempo...

Enquanto envelhecemos.





De repente percebemos

que ganhamos algumas rugas,

algumas dores nas costas (ou nas pernas),

ganhamos celulite, estrias, ganhamos peso...

E perdemos cabelos.

Nos damos conta que perdemos também

o brilho no olhar,

esquecemos os nossos sonhos,

deixamos de sorrir...

Perdemos a esperança.

Estamos envelhecendo.





Não podemos deixar pra fazer algo

quando estivermos morrendo...

Afinal, quem nos garante

que haverá mesmo um renascer?

Exceto aquele que se faz em vida,

pelo perdão a si próprio,

pelo compreender que as perdas fazem parte.

Mas, que apesar delas, o sol continua brilhando

e felizmente chove de vez em quando.

Que a primavera sempre chega após o inverno,

que necessita do outono que o antecede...





Que a gente cresça e não envelheça simplesmente..

Que tenhamos dores nas costas

e alguém que as massageie...

Que tenhamos rugas e boas lembranças...

Que tenhamos juízo

mas mantenhamos o bom humor

e um pouco de ousadia...

Que sejamos racionais.

Mas, lutemos por nossos sonhos...





E, principalmente,

que não digamos apenas eu te amo.

Mas, ajamos de modo que

aqueles a quem amamos,

sintam-se amados

mais do que saibam-se amados.

Afinal, o que é o tempo?


Aila Magalhães

Lei do Caminhão de Lixo


Um dia peguei um taxi e fomos direto para o aeroporto.

Estávamos rodando na faixa certa quando de repente um carro preto saltou do estacionamento na nossa frente.

O motorista do taxi pisou no freio, deslizou e escapou do outro carro por um triz!

O motorista do outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós.

O motorista do taxi apenas sorriu e acenou para o cara.

E eu quero dizer que ele o fez bastante amigavelmente.

Assim eu perguntei: 'Porque você fez isto? Este cara quase arruína o seu carro e nos manda para o hospital!'

Foi quando o motorista do taxi me ensinou o que eu agora chamo 'A Lei do Caminhão de Lixo".

Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo. Andam por aí carregadas de lixo, cheias de frustrações, cheias de raiva, e de desapontamento. A medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar, e às vezes descarregam sobre a gente. Não tome isso pessoalmente.

Apenas sorria, acene, deseje-lhes bem, e vá em frente. Não pegue o lixo delas e espalhe sobre outras pessoas no trabalho, em casa, ou nas ruas.

O princípio disso é que pessoas bem sucedidas não deixam os seus caminhões de lixo estragarem o seu dia. A vida é muito curta para levantar cedo de manhã com remorso. Assim, ame as pessoas que te
tratam bem e ore pelas que não o fazem.

A vida é 10 % o que você faz dela e 90% a maneira como você a recebe.

A FORÇA DOS NOSSOS PÉS



Desde o dia em que tu nasceste, eu criei a ilusão, dentro de mim, que poderia caminhar por ti.

Imaginei que colocaria teus pés sobre os meus e te levaria pelos caminhos que eu julgasse mais tranqüilos e seguros. Dessa maneira, tu nunca feririas teus pés pisando em espinhos ou em cacos de vidro e jamais se cansaria da caminhada, nem mesmo precisarias decidir qual estrada tomar.

Isso seria eternamente minha responsabilidade.

...E foi assim durante um bom tempo, caminhei por ti, para ti.

De repente, o tempo veio me avisar bruscamente que essa deliciosa tarefa não faria mais parte dos meus dias.

Teus pés cresceram e eu já não conseguia mais equilibrá-los em cima dos meus, daí quando eu menos esperava eles escorregaram e alcançaram o solo.

Hoje sou obrigada a vê-los trilhar caminhos nos quais os meus jamais os levariam e ainda tento detê-los insistentemente, mas só raríssimas vezes consigo. Agora só me é permitido correr com os meus junto aos teus e em certos momentos teus passos são tão largos que quase não posso acompanhá-los.

Atualmente, assisto aos teus tropeços sempre pronta para levantar-te das tuas quedas.

Por vezes, tu me estendes as tuas mãos em busca de socorro, outras, mesmo estando estirado ao chão e ferido, insistes em levantar-te sozinho por puro orgulho ou para me provar que já és capaz de erguer-te após teus tombos e curar-te de tuas próprias feridas.

Assim vamos vivendo e sinto uma saudade imensurável daquele tempo que precisavas de mim para conduzi-lo, pois era bem mais fácil suportar teu peso sobre meus pés, do que sobre meu coração.

No entanto, já consigo compreender como a vida é sábia. Percebo, finalmente, que em algum momento tu precisaste mesmo desbravar teus caminhos independente de mim, afinal não tarda muito, serei eu que precisarei de teus pés sob os meus e tu só terás forças para me conduzir porque te permiti caminhar por um bom período sozinho, aprendendo assim a difícil tarefa de viver.

Que tu tenhas a resistência necessária para suportar meu peso sobre teus pés como eu tive para suportar os teus.

É bem verdade que farás isso por um tempo inferior ao que eu fiz, mas como eu, é provável que tenhas que fazê-lo com mais alguns pés sobre os teus, os dos teus filhos.
Não, claro que não é uma tarefa fácil, mas se eu consegui, tu também conseguirás porque plantei em teu coração o melhor e mais poderoso aditivo para que suportes tanto peso, o amor!

Silvana Duboc

UM SUBLIME ALGUÉM




Ninguém poderá carregar o fardo de suas dores.
Eduque-se com o sofrimento.

Ninguém lhe entenderá os problemas complexos da existência.
Exercite o silêncio.

Ninguém seguirá com você indefinidamente.
Acostume-se com a solidão.

Ninguém acreditará que as suas aflições sejam maiores do que as do vizinho.
Liberte-se delas com o trabalho de auto-iluminação.

Ninguém responderá pelos seus erros.
Tenha cuidado no proceder.

Ninguém suportará suas exigências.
Adira à brandura e à simplicidade.

Ninguém o libertará do arrependimento após o crime.
Medite na paciência e domine os impulsos.

Ninguém compreenderá seus sacrifícios e renúncias para a manutenção de uma vida modesta e honrada.
Persevere no dever bem cumprido.

Sábio é todo aquele que reconhece a infinita pequenez ante a infinita grandeza da vida.

Embora ninguém possa servi-lo sempre, você encontrará um sublime Alguém que tem para cada anseio da sua alma uma alternativa de amor.

Aprenda que a luta é a lição de cada hora no abençoado livro da existência planetária e siga adiante com Ele.

O Mal

“O mal de quase todos nós é que preferimos ser arruinados pelo elogio a ser salvos pela crítica.

 

Vida Maluca..............

Nessa vida maluca tudo se contradiz, então não importa o quanto se vive mas o quanto aproveitou a vida, não importa o que se tem, mas quem você tem ao seu lado. Amigos verdadeiros são o maior tesoura de uma pessoa, talvez por isso seja tão difícil encontrar…”

“Muito cedo descobri como o mundo é absurdo, violento, injusto. Eu acredito que está à altura do homem reconstruir o mundo”.

Charles Chaplin

“Esquecendo os erros do passado construímos nosso novo mundo. Talvez nos falte poesia…Talvez nos falte amor. Mas com certeza podemos dar um pouco mais, pois com certeza o amor que não damos é o mesmo que não recebemos. E talvez mirando-nos em exemplos de coragem, trabalhando pela paz e compreensão entre os homens, possamos um dia erguer os olhos novamente.”

 

“Se você tivesse acreditado na minha brincadeira de dizer verdades, teria ouvido verdades que teimo em dizer brincando, falei muitas vezes como o palhaço, mas nunca desacreditei da seriedade da plateia que sorria.”

Guidha Cappelo

Dupla percepção


Você diz que é um sapo e eu juro que é um cavalo!



Lição:

Este desenho nos ensina claramente que devemos sempre respeitar as outras opiniões.
É necessário esperar e ouvir atentamente os outros porque eles também têm o seu ponto de vista.

Respeitar a opinião dos outros é olhar para a mesma verdade e saber que esta poderá ser vista de forma bem diferente por cada um.

E assim, com toda certeza, deixar de cometer injustiça com as precipitações.

O charme do desenho e sua lição enigmática consiste no fato de que, "na história nada muda e mesmo assim, tudo é completamente diferente".


APAGUEM AS LUZES; QUERO VER!



O título desta mensagem é intrigante.
Em princípio, parece um contra-senso que alguém peça: "apaguem as luzes; quero ver!"
No entanto, vale a pena acompanhar com atenção os argumentos do pensador que a escreveu, para entender que luzes são essas que, apagadas, podem favorecer a nossa visão.
A mensagem foi escrita por um ilustre professor, e diz o seguinte:
A beleza da consciência não costuma se mostrar no clarão das luzes que brotam do calor dos acontecimentos.
Assim como os olhos exigem alguma proteção para olhar diretamente em direção ao sol, nossa razão pede a proteção do tempo para poder contemplar com serenidade a verdade em todo o seu esplendor.
É preciso distanciar-se dos fatos, das experiências vividas, para finalmente poder-se contemplar a beleza da verdade.
O tempo é o único colírio capaz de limpar os olhos da nossa razão, com os quais realmente enxergamos.
É mister despir-se das ilusões, miragens que não ocorrem apenas para os perdidos nos desertos de areia.
É essencial livrar-se dos falsos valores que levam a julgamentos igualmente falsos; abandonar tolas crendices filhas da angústia e do medo do desconhecido.
Existe ainda o perigo do deslumbre que cega a mente e ilude nossa capacidade de julgar; a vaidade tola e a megalomania, caminhos que levam a bezerros de ouro, à paixão pela conquista do poder pelo poder, ou como forma de submeter o próximo.
Nossos olhos, muitas vezes, emprestam lentes de narciso, capazes de distorcer nossa real imagem e os julgamentos que fazemos dos nossos atos.
Só o tempo permite àqueles que dele fazem bom uso, cultivando o saber e examinando a vida em profundidade, perceber as coisas realmente importantes e belas.
Nós humanos, como as flores, os pássaros e tudo que é vivo, temos um ciclo que se inicia com o nascimento, prossegue com o florescer da maturidade e termina com a morte.
Morremos todos, sem a beleza ou o vigor físico; de nada adiantam nossas conquistas terrestres, todas são fugazes.
Se algo for eterno, será apenas a consciência que adquirimos neste viver.
Esse enorme mistério da vida e da morte é o mais tranqüilo, límpido e belo espetáculo ao qual nenhum outro se compara, mas que só pode ser observado e compreendido com o tempo, com o passar do tempo; esse é um privilégio reservado aos que usaram bem seu tempo de vida.
É contraditório, mas é preciso morrer para se entender e vislumbrar toda a beleza da vida.
Daí, talvez, a sabedoria popular do velho ditado que diz: "neste mundo, quem mais olha menos vê, quem não morre não vê Cristo".
Acredito que, no ditado popular, a palavra cristo significa "ter consciência do processo da vida".
Se fôssemos capazes de menores ilusões e maior consciência, certamente seríamos muito mais felizes.
Teríamos maior prazer no trabalho, trataríamos o próximo com mais amor e respeito; seríamos mesmo capazes de amá-lo, não por nossos interesses, mas sim por ele mesmo.
Não teríamos a maioria das nossas preocupações, dormiríamos melhor, administraríamos melhor nossas energias e não permitiríamos que tolas fantasias e angústias desnecessárias se apossassem de nosso ser.
Viveríamos em paz, teríamos mais tempo para as crianças, as flores e os pássaros.
Não necessitaríamos do consumo de drogas ou de bens supérfluos, usaríamos nosso tempo e nossa energia para coisas muito mais prazerosas; pensar e examinar a vida, livrar-nos de falsos valores, fantasias e miragens, encontrar a essência da vida, ver com os olhos da alma.
Pense nisso!
Apague as luzes, dilate as pupilas da alma, e veja.

Professor Oriovisto Guimarães, Reitor do Centro Universitário

O que você queria saber
mas tinha vergonha
de perguntar.

Por que a gente Soluça?
Soluço é a contração involuntária do músculo do
Diafragma, responsável pela respiração.
O soluço geralmente é causado por uma irritação no
Nervo frênico, responsável por ativar o diafragma
Devido a um aumento do volume do estômago.
E não é lenda a história de que um susto pode curar o
"soluçante", pois libera adrenalina e ativa o nervo
frênico, outra saída é a água gelada, que provoca o
mesmo efeito.

Ih!, Meu Pé Dormiu!
Isso acontece porque a compressão do fluxo sangüíneo
(ao cruzar as pernas, por exemplo) interrompe o tráfego
De impulsos nervosos.
Ao restabelecer o fluxo, acontece uma espécie de
"curto circuito" nos impulsos elétricos dos nervos,
daí a sensação de formigamento".
Há até um problema conhecido como
"paralisia dos amantes".
O casal dorme junto e um deles fica em cima
Do braço do outro.
O fluxo sangüíneo pode ficar interrompido por horas,
Comprometendo por meses ou até para sempre o
músculo do braço".
A saída para o formigamento restabelecer o fluxo
sangüíneo, movimentando o músculo.
Dependendo do caso, é necessário fazer fisioterapia.

Por que tenho vontade de Urinar quando entro na Piscina?
Não é mentira.
Ao entrar na água, a pressão externa sobre o corpo
Aumenta.
"Os líquidos componentes do plasma que estão fora dos
Vasos são "empurrados" para dentro deles",com o aumento
Do volume de sangue nos vasos - chamado volemia - vem a
Vontade de urinar.
É como beber água.
Por falar em água, é verdade que torneira aberta e
Chuveiro despertam a vontade.
"É psicológico, chamamos de reflexo da micção".

De onde vem a Cãibra?
Segundo o neurologista Acary Oliveira, da Unifesp,
95% da população já experimentou esse espasmo muscular,
Em geral na barriga da perna.
"Após intensa atividade física, acaba a energia e a
Musculatura se contrai e não relaxa".
Para passar, o segredo é contrair o músculo oposto ao
Que está doendo, como fazem os jogadores de futebol.
Se a cãibra for na barriga da perna, por exemplo,
Basta alongar os músculos da parte da frente,
puxando a ponta do pé para cima, em direção a canela.

O que causa o Arroto?
Também chamado eructação, o arroto é causado pelo ato
De engolir ar (aerofagia).
"Falar ou comer muito rápido, engolindo ar, são as
Causas mais comuns".
Ingerir alguma substância que contenha gás, como
Refrigerante, pode ser outra causa provável.
A cura não é muito educada.
Basta "eructar".

Por que, às vezes, meu Olho Treme?
O espasmo das pálpebras é causado pela contração do
músculo orbicular (músculo responsável pelo fechamento
Das pálpebras).
A causa mais provável é que seja provocado pelo cansaço
Ou tensão.
"É como uma cãibra", explica o oftalmologista Paulo
Henrique, da Unifesp.
O músculo se movimenta rápido para fazer circular mais
Sangue na região e dissipar o ácido lático, responsável
Pela irritação na terminação nervosa.

Por que há uma espécie de "Choque" quando se Bate o Cotovelo na Quina da Mesa?
A reação é causada pela compressão de um nervo
Chamado ulnar.
"No cotovelo, o nervo ulnar está muito exposto,
Ficando suscetível a pancadas".
Esse nervo está ligado aos dedos mínimo e anular.
Por isso, a sensação de choque se espalha do cotovelo
até esses dois dedos.



Estalar os Dedos Engrossa as Articulações?
Não. "Ao esticar o dedo, o líquido sinovial lubrificante
Da articulação responsável por diminuir o atrito se
Desloca sob o vácuo formado entre as articulações,
Fazendo o barulho do estalo", ensina o ortopedista
cirurgião de mão Luís Nakashima.
O mesmo fenômeno pode ser percebido nas
Costas e nos joelhos.
"Provocar o estalo no dedo não faz mal algum".



Por que tenho a Impressão de já ter Visto um Lugar Onde
Nunca Estive?
A sensação de "déjá vu" pode acontecer com quase todos
E tem origem biológica.
O hipocampo - região do cérebro responsável pelo
Processamento da memória - é ativado fora de hora,
Exatamente quando está ocorrendo um fato novo, dando
A impressão de que aquilo já estava registrado,
De que é um fato do passado.
O evento é mais freqüente em pessoas com epilepsia
No lobo temporal e isso, provavelmente, está
Relacionado com" disparo "anormal do hipocampo, um dos
Centros cerebrais da memória", explica o psiquiatra
Roberto Sassi.
Mas isso não implica que pessoas que tenham "déjá vu"
Sofram de epilepsia.



Por que a gente Boceja?
"É uma forma de ativar o cérebro e evitar o sono",
afirma o coordenador do departamento de distúrbio do
sono da Unifesp, Ademir Baptista Silva.
Ao bocejar, o segundo e o terceiro ramo do nervo
trigêmeo (um dos nervos da face) são ativados,
estimulando o cérebro.
O mesmo efeito pode ser obtido mascando chiclete.
"O único mistério é o fator" epidêmico "do bocejo
ninguém sabe porque as pessoas bocejam quando vêem
outras bocejando", diz Ademir.



Por que os Pêlos ficam Arrepiados?
"O frio e as fortes emoções são os principais
estímulos causadores da contração do músculo eretor
dos pêlos", afirma a neurologista Cláudia Garavelli.
A origem pode estar na teoria darwinista e sua
explicação é que o arrepio é uma forma de defesa.
No frio, a camada formada pelos pêlos retém o ar
quente, aquecendo o corpo.
No medo, aumenta-se o volume do corpo, assustando-se
assim um eventual agressor, como fazem os gatos.



Por que a Pele da Mão Enruga quando ficamos na Água?
"Porque a camada externa da pele do dedo é composta por
uma proteína - a queratina - que pode absorver
"água como uma esponja", explica o clínico geral
Luís Fernando.
A camada externa da pele da ponta dos dedos é "fixa".
Para caber o volume de água absorvido, a pele enruga.



O que causa o Espirro?
"É um mecanismo de defesa, uma forma de o organismo
liberar bactérias e vírus alojados nas vias
respiratórias, especialmente no nariz, limpando-o".
Explica o neumologista Clystenes Odyr Silva.
Não tente impedir o espirro e jamais bloqueie o
nariz para evitar fazer barulho.
A velocidade do espirro pode ser de 160 km/h; ao
tampar nariz, a pressão é transmitida para um canal
do ouvido e corre-se o risco de ter-se o tímpano
rompido.



É verdade que Orelhas e Nariz Crescem quando Envelhecemos?
Não. O problema é que o tecido de sustentação da pele
perde elasticidade.
"A partir dos 75 anos, a flacidez é mais acentuada
devido à perda da elastina, proteína responsável pela
elasticidade da pele", afirma o geriatra Clineu Almada.
"Assim, tecido "cai", dando a impressão de que o órgão
cresceu".Por que a gente Soluça?
Soluço é a contração involuntária do músculo do
Diafragma, responsável pela respiração.
O soluço geralmente é causado por uma irritação no
Nervo frênico, responsável por ativar o diafragma
Devido a um aumento do volume do estômago.
E não é lenda a história de que um susto pode curar o
"soluçante", pois libera adrenalina e ativa o nervo
frênico, outra saída é a água gelada, que provoca o
mesmo efeito.

Ih!, Meu Pé Dormiu!
Isso acontece porque a compressão do fluxo sangüíneo
(ao cruzar as pernas, por exemplo) interrompe o tráfego
De impulsos nervosos.
Ao restabelecer o fluxo, acontece uma espécie de
"curto circuito" nos impulsos elétricos dos nervos,
daí a sensação de formigamento".
Há até um problema conhecido como
"paralisia dos amantes".
O casal dorme junto e um deles fica em cima
Do braço do outro.
O fluxo sangüíneo pode ficar interrompido por horas,
Comprometendo por meses ou até para sempre o
músculo do braço".
A saída para o formigamento restabelecer o fluxo
sangüíneo, movimentando o músculo.
Dependendo do caso, é necessário fazer fisioterapia.

Por que tenho vontade de Urinar quando entro na Piscina?
Não é mentira.
Ao entrar na água, a pressão externa sobre o corpo
Aumenta.
"Os líquidos componentes do plasma que estão fora dos
Vasos são "empurrados" para dentro deles",com o aumento
Do volume de sangue nos vasos - chamado volemia - vem a
Vontade de urinar.
É como beber água.
Por falar em água, é verdade que torneira aberta e
Chuveiro despertam a vontade.
"É psicológico, chamamos de reflexo da micção".

De onde vem a Cãibra?
Segundo o neurologista Acary Oliveira, da Unifesp,
95% da população já experimentou esse espasmo muscular,
Em geral na barriga da perna.
"Após intensa atividade física, acaba a energia e a
Musculatura se contrai e não relaxa".
Para passar, o segredo é contrair o músculo oposto ao
Que está doendo, como fazem os jogadores de futebol.
Se a cãibra for na barriga da perna, por exemplo,
Basta alongar os músculos da parte da frente,
puxando a ponta do pé para cima, em direção a canela.

O que causa o Arroto?
Também chamado eructação, o arroto é causado pelo ato
De engolir ar (aerofagia).
"Falar ou comer muito rápido, engolindo ar, são as
Causas mais comuns".
Ingerir alguma substância que contenha gás, como
Refrigerante, pode ser outra causa provável.
A cura não é muito educada.
Basta "eructar".

Por que, às vezes, meu Olho Treme?
O espasmo das pálpebras é causado pela contração do
músculo orbicular (músculo responsável pelo fechamento
Das pálpebras).
A causa mais provável é que seja provocado pelo cansaço
Ou tensão.
"É como uma cãibra", explica o oftalmologista Paulo
Henrique, da Unifesp.
O músculo se movimenta rápido para fazer circular mais
Sangue na região e dissipar o ácido lático, responsável
Pela irritação na terminação nervosa.

Por que há uma espécie de "Choque" quando se Bate o Cotovelo na Quina da Mesa?
A reação é causada pela compressão de um nervo
Chamado ulnar.
"No cotovelo, o nervo ulnar está muito exposto,
Ficando suscetível a pancadas".
Esse nervo está ligado aos dedos mínimo e anular.
Por isso, a sensação de choque se espalha do cotovelo
até esses dois dedos.



Estalar os Dedos Engrossa as Articulações?
Não. "Ao esticar o dedo, o líquido sinovial lubrificante
Da articulação responsável por diminuir o atrito se
Desloca sob o vácuo formado entre as articulações,
Fazendo o barulho do estalo", ensina o ortopedista
cirurgião de mão Luís Nakashima.
O mesmo fenômeno pode ser percebido nas
Costas e nos joelhos.
"Provocar o estalo no dedo não faz mal algum".



Por que tenho a Impressão de já ter Visto um Lugar Onde
Nunca Estive?
A sensação de "déjá vu" pode acontecer com quase todos
E tem origem biológica.
O hipocampo - região do cérebro responsável pelo
Processamento da memória - é ativado fora de hora,
Exatamente quando está ocorrendo um fato novo, dando
A impressão de que aquilo já estava registrado,
De que é um fato do passado.
O evento é mais freqüente em pessoas com epilepsia
No lobo temporal e isso, provavelmente, está
Relacionado com" disparo "anormal do hipocampo, um dos
Centros cerebrais da memória", explica o psiquiatra
Roberto Sassi.
Mas isso não implica que pessoas que tenham "déjá vu"
Sofram de epilepsia.



Por que a gente Boceja?
"É uma forma de ativar o cérebro e evitar o sono",
afirma o coordenador do departamento de distúrbio do
sono da Unifesp, Ademir Baptista Silva.
Ao bocejar, o segundo e o terceiro ramo do nervo
trigêmeo (um dos nervos da face) são ativados,
estimulando o cérebro.
O mesmo efeito pode ser obtido mascando chiclete.
"O único mistério é o fator" epidêmico "do bocejo
ninguém sabe porque as pessoas bocejam quando vêem
outras bocejando", diz Ademir.



Por que os Pêlos ficam Arrepiados?
"O frio e as fortes emoções são os principais
estímulos causadores da contração do músculo eretor
dos pêlos", afirma a neurologista Cláudia Garavelli.
A origem pode estar na teoria darwinista e sua
explicação é que o arrepio é uma forma de defesa.
No frio, a camada formada pelos pêlos retém o ar
quente, aquecendo o corpo.
No medo, aumenta-se o volume do corpo, assustando-se
assim um eventual agressor, como fazem os gatos.



Por que a Pele da Mão Enruga quando ficamos na Água?
"Porque a camada externa da pele do dedo é composta por
uma proteína - a queratina - que pode absorver
"água como uma esponja", explica o clínico geral
Luís Fernando.
A camada externa da pele da ponta dos dedos é "fixa".
Para caber o volume de água absorvido, a pele enruga.



O que causa o Espirro?
"É um mecanismo de defesa, uma forma de o organismo
liberar bactérias e vírus alojados nas vias
respiratórias, especialmente no nariz, limpando-o".
Explica o neumologista Clystenes Odyr Silva.
Não tente impedir o espirro e jamais bloqueie o
nariz para evitar fazer barulho.
A velocidade do espirro pode ser de 160 km/h; ao
tampar nariz, a pressão é transmitida para um canal
do ouvido e corre-se o risco de ter-se o tímpano
rompido.



É verdade que Orelhas e Nariz Crescem quando Envelhecemos?
Não. O problema é que o tecido de sustentação da pele
perde elasticidade.
"A partir dos 75 anos, a flacidez é mais acentuada
devido à perda da elastina, proteína responsável pela
elasticidade da pele", afirma o geriatra Clineu Almada.
"Assim, tecido "cai", dando a impressão de que o órgão
cresceu".Por que a gente Soluça?
Soluço é a contração involuntária do músculo do
Diafragma, responsável pela respiração.
O soluço geralmente é causado por uma irritação no
Nervo frênico, responsável por ativar o diafragma
Devido a um aumento do volume do estômago.
E não é lenda a história de que um susto pode curar o
"soluçante", pois libera adrenalina e ativa o nervo
frênico, outra saída é a água gelada, que provoca o
mesmo efeito.

Ih!, Meu Pé Dormiu!
Isso acontece porque a compressão do fluxo sangüíneo
(ao cruzar as pernas, por exemplo) interrompe o tráfego
De impulsos nervosos.
Ao restabelecer o fluxo, acontece uma espécie de
"curto circuito" nos impulsos elétricos dos nervos,
daí a sensação de formigamento".
Há até um problema conhecido como
"paralisia dos amantes".
O casal dorme junto e um deles fica em cima
Do braço do outro.
O fluxo sangüíneo pode ficar interrompido por horas,
Comprometendo por meses ou até para sempre o
músculo do braço".
A saída para o formigamento restabelecer o fluxo
sangüíneo, movimentando o músculo.
Dependendo do caso, é necessário fazer fisioterapia.

Por que tenho vontade de Urinar quando entro na Piscina?
Não é mentira.
Ao entrar na água, a pressão externa sobre o corpo
Aumenta.
"Os líquidos componentes do plasma que estão fora dos
Vasos são "empurrados" para dentro deles",com o aumento
Do volume de sangue nos vasos - chamado volemia - vem a
Vontade de urinar.
É como beber água.
Por falar em água, é verdade que torneira aberta e
Chuveiro despertam a vontade.
"É psicológico, chamamos de reflexo da micção".

De onde vem a Cãibra?
Segundo o neurologista Acary Oliveira, da Unifesp,
95% da população já experimentou esse espasmo muscular,
Em geral na barriga da perna.
"Após intensa atividade física, acaba a energia e a
Musculatura se contrai e não relaxa".
Para passar, o segredo é contrair o músculo oposto ao
Que está doendo, como fazem os jogadores de futebol.
Se a cãibra for na barriga da perna, por exemplo,
Basta alongar os músculos da parte da frente,
puxando a ponta do pé para cima, em direção a canela.

O que causa o Arroto?
Também chamado eructação, o arroto é causado pelo ato
De engolir ar (aerofagia).
"Falar ou comer muito rápido, engolindo ar, são as
Causas mais comuns".
Ingerir alguma substância que contenha gás, como
Refrigerante, pode ser outra causa provável.
A cura não é muito educada.
Basta "eructar".

Por que, às vezes, meu Olho Treme?
O espasmo das pálpebras é causado pela contração do
músculo orbicular (músculo responsável pelo fechamento
Das pálpebras).
A causa mais provável é que seja provocado pelo cansaço
Ou tensão.
"É como uma cãibra", explica o oftalmologista Paulo
Henrique, da Unifesp.
O músculo se movimenta rápido para fazer circular mais
Sangue na região e dissipar o ácido lático, responsável
Pela irritação na terminação nervosa.

Por que há uma espécie de "Choque" quando se Bate o Cotovelo na Quina da Mesa?
A reação é causada pela compressão de um nervo
Chamado ulnar.
"No cotovelo, o nervo ulnar está muito exposto,
Ficando suscetível a pancadas".
Esse nervo está ligado aos dedos mínimo e anular.
Por isso, a sensação de choque se espalha do cotovelo
até esses dois dedos.



Estalar os Dedos Engrossa as Articulações?
Não. "Ao esticar o dedo, o líquido sinovial lubrificante
Da articulação responsável por diminuir o atrito se
Desloca sob o vácuo formado entre as articulações,
Fazendo o barulho do estalo", ensina o ortopedista
cirurgião de mão Luís Nakashima.
O mesmo fenômeno pode ser percebido nas
Costas e nos joelhos.
"Provocar o estalo no dedo não faz mal algum".



Por que tenho a Impressão de já ter Visto um Lugar Onde
Nunca Estive?
A sensação de "déjá vu" pode acontecer com quase todos
E tem origem biológica.
O hipocampo - região do cérebro responsável pelo
Processamento da memória - é ativado fora de hora,
Exatamente quando está ocorrendo um fato novo, dando
A impressão de que aquilo já estava registrado,
De que é um fato do passado.
O evento é mais freqüente em pessoas com epilepsia
No lobo temporal e isso, provavelmente, está
Relacionado com" disparo "anormal do hipocampo, um dos
Centros cerebrais da memória", explica o psiquiatra
Roberto Sassi.
Mas isso não implica que pessoas que tenham "déjá vu"
Sofram de epilepsia.



Por que a gente Boceja?
"É uma forma de ativar o cérebro e evitar o sono",
afirma o coordenador do departamento de distúrbio do
sono da Unifesp, Ademir Baptista Silva.
Ao bocejar, o segundo e o terceiro ramo do nervo
trigêmeo (um dos nervos da face) são ativados,
estimulando o cérebro.
O mesmo efeito pode ser obtido mascando chiclete.
"O único mistério é o fator" epidêmico "do bocejo
ninguém sabe porque as pessoas bocejam quando vêem
outras bocejando", diz Ademir.



Por que os Pêlos ficam Arrepiados?
"O frio e as fortes emoções são os principais
estímulos causadores da contração do músculo eretor
dos pêlos", afirma a neurologista Cláudia Garavelli.
A origem pode estar na teoria darwinista e sua
explicação é que o arrepio é uma forma de defesa.
No frio, a camada formada pelos pêlos retém o ar
quente, aquecendo o corpo.
No medo, aumenta-se o volume do corpo, assustando-se
assim um eventual agressor, como fazem os gatos.



Por que a Pele da Mão Enruga quando ficamos na Água?
"Porque a camada externa da pele do dedo é composta por
uma proteína - a queratina - que pode absorver
"água como uma esponja", explica o clínico geral
Luís Fernando.
A camada externa da pele da ponta dos dedos é "fixa".
Para caber o volume de água absorvido, a pele enruga.



O que causa o Espirro?
"É um mecanismo de defesa, uma forma de o organismo
liberar bactérias e vírus alojados nas vias
respiratórias, especialmente no nariz, limpando-o".
Explica o neumologista Clystenes Odyr Silva.
Não tente impedir o espirro e jamais bloqueie o
nariz para evitar fazer barulho.
A velocidade do espirro pode ser de 160 km/h; ao
tampar nariz, a pressão é transmitida para um canal
do ouvido e corre-se o risco de ter-se o tímpano
rompido.



É verdade que Orelhas e Nariz Crescem quando Envelhecemos?
Não. O problema é que o tecido de sustentação da pele
perde elasticidade.
"A partir dos 75 anos, a flacidez é mais acentuada
devido à perda da elastina, proteína responsável pela
elasticidade da pele", afirma o geriatra Clineu Almada.
"Assim, tecido "cai", dando a impressão de que o órgão
cresceu".

VAMOS TOMAR CHÁ DE ALECRIM ?




Há dias em que tem-se a impressão de se estar dentro de um espesso
nevoeiro. Tudo parece monótono e difícil e o coração FICA triste. É a
noite escura da alma.

Era meu aniversário e justamente um destes dias estranhos, quando uma
voz interior me disse:

- 'Você precisa tomar chá de alecrim!'

Fui ao jardim e lá estava nosso viçoso pé de alecrim. Interessante é
que quase todos que visitam nossos jardins demonstram afeição e
respeito pelo alecrim. Confesso que nunca liguei muito para ele. Mas,
naquele dia, com toda reverência, colhi alguns ramos, preparei um chá
e o servi em uma Linda xícara. O aroma era muito agradável e, a cada
gole que bebia, senti a mente ir clareando. Uma sensação de bem-estar
e alegria foi se espalhando pelo corpo e senti enorme felicidade no
coração. Fiquei muito impressionada com a capacidade dessa planta
transmitir alegria. Aliás, o Nome alecrim já lembra alegria

Resolvi pesquisar a respeito e - veja só que maravilha!
O alecrim - Rosmarinos officinalis, planta nativa da região
mediterrânea - foi muito apreciado na Idade Média e no Renascimento,
aparecendo em várias fórmulas, inclusive a 'Água da Rainha da
Hungria', famosa solução rejuvenescedora.

Elizabeth da Hungria recebeu, aos 72 anos, a receita de um anjo (um
monge?) quando estava paralítica e sofria de gota. Com o uso do
preparado, recobrou a saúde, a beleza e a alegria. O rei da Polônia
chegou a pedi-la em casamento!

Madame de Sévigné recomendava água de alecrim contra a tristeza, para
recuperar a alegria.


Rudolf Steiner afirmava que o alecrim é, acima de tudo, uma planta
calorífera que fortalece o centro vital e age em todo o organismo.

Além disso, equilibra a temperatura do sangue e, através dele, de todo
o corpo. Por isso é recomendado contra anemia, menstruação
insuficiente e problemas de irrigação sangüínea. Também atua no
fígado.
E uma melhor irrigação dos órgãos estimula o metabolismo.

Um ex-viciado em drogas revelou que tivera uma visão de Jesus que o
tornou capaz de livrar-se do vício. Jesus lhe sugeria que tomasse chá
de alecrim para regenerar e limpar as células do corpo, pois o alecrim
continha todas as cores do arco-íris.

O alecrim é digestivo e sudorífero. Ajuda a assimilação do açúcar (no
diabetes) e é indicado para recompor o sistema nervoso após uma longa
atividade intellectual. É recomendado para a queda de cabelo, caspa,
cuidados com a pele, lesões e queimaduras; para curar resfriados e
bronquites, para cansaço mental e estafa; ainda para perda de memória,
aumentando a capacidade de aprendizado.

Existe uma graciosa lenda a respeito do alecrim:
Quando Maria fugiu para o Egito, levando no colo o menino Jesus, as
flores do caminho iam se abrindo à medida que a sagrada família
passava por elas.
O lilás ergueu seus galhos orgulhosos e emplumados,
O lírio abriu seu cálice.
O alecrim, sem pétalas nem beleza, entristeceu lamentando não poder
agradar o menino.
Cansada, Maria parou à beira do Rio e, enquanto a criança dormia,
lavou suas roupinhas.
Em seguida, olhou a seu redor, procurando um lugar para estendê-Las.

'O lírio quebrará sob o peso, e o lilás é alto demais.
Colocou-as então sobre o alecrim e ele suspirou de alegria, agradeceu
de coração a nova oportunidade e as sustentou ao Sol durante toda a manhã.
Obrigada, gentil alecrim! - disse Maria. Daqui por diante ostentarás
flores azuis para recordarem o manto azul que estou usando. E não
apenas flores te dou em agradecimento, mas todos os galhos que
sustentaram as roupas do pequeno Jesus, serão aromáticos. Eu abençôo
folha, caule e flor, que a partir deste instante terão aroma de
santidade e emanarão alegria.'

Bom chá de alecrim pra você!!!

DESTRALHE-SE"




-"Bom dia, como tá a alegria"?, diz dona Francisca, minha faxineira rezadeira, que acaba de chegar.
-"Antes de dar uma benzida na casa, deixa eu te dar um abraço que preste!" e ela me apertou.
Na matemática de dona Francisca, "quatro abraços por dia dão para sobreviver, oito ajudam a nos
manter vivos, 12 fazem a vida prosperar".
Falando nisso, "vida nenhuma prospera se estiver pesada e intoxicada".
Já ouviu falar em toxinas da casa?

Pois são objetos e roupas que você não gosta ou não usa, coisas feias ou quebradas, velhas cartas,
plantas mortas ou doentes, recibos, jornais e revistas antigos, remédios vencidos, meias e sapatos estragados...
Ufa, que peso!
"O que está fora está dentro e isso afeta a saúde", aprendi com dona Francisca.
- "Saúde é o que interessa. O resto não tem pressa"!, ela diz, enquanto me ajuda a 'destralhar', ou
liberar as tralhas da casa.
O 'destralhamento' é uma das formas mais rápidas de transformar a vida e pode muito bem ajudar
outras terapias.
"A saúde melhora, a criatividade cresce e os relacionamentos se aprimoram", também ensina o feng
shui, com a delicadeza própria das artes orientais.
Para o feng shui, é comum se sentir cansado, deprimido ou desanimado em um ambiente cheio de
entulho, pois "existem fios invisíveis nos ligando àquilo que possuímos".
Outros possíveis efeitos do acúmulo e da bagunça: sentir-se desorganizado, fracassado e limitado,
aumento de peso, apego ao passado...
"No porão e no sótão, as tralhas viram sobrecarga; na entrada, restringem o fluxo da vida;
empilhadas no chão, nos puxam para baixo; acima, são dores de cabeça; sob a cama, poluem o sono".
Então... Se dona Francisca falou e o feng shui concordou, nada de moleza!
-"Oito horas para trabalhar, oito para descansar, oito para se cuidar!", diz a comadre.
-E nada de limpar só por onde o padre passa...

"DESTRALHE-SE"

Perguntinhas úteis na hora de liberar os armários:
Por que estou guardando isso?
Será que tem a ver comigo hoje?
O que vou sentir ao liberar?
E vá fazendo pilhas separadas de doar, vender e jogar fora.
Depois de destralhar, jogue sal grosso nos ralos.
Ponha um prato com carvão no quarto (tira os cheiros e as energias ruins).
Deixe um ramo de boldo em um copo d'água para purificar.
Passou de bom!
Para destralhar mais, livre-se de barulhos e luzes fortes, cores berrantes, odores químicos,
revestimentos sintéticos, libere mágoas, pare de fumar, diminua o uso da carne, termine projetos inacabados.

"Se deixas sair o que está em ti, o que deixas sair te salvará.
Se não deixas sair o que está em ti, o que não deixas sair te destruirá", arremata o mestre Jesus,
no evangelho de Tomé.

"Acumular nos dá a sensação de permanência, apesar de a vida ser impermanente", diz a sabedoria
oriental.
O Ocidente resiste a essa idéia e, assim, perde contato com o sagrado instante presente.
Dona Francisca me conta que "as frutas nascem azedas e, no pé, vão ficando docinhas com o tempo".
-A gente deveria de ser assim, ela diz.
-"Destralhar ajuda a adocicar."

ELEVAÇÃO






Você não é uma água-viva.

Você não é uma coisa trêmula.

É para você enfrentar o mundo, não fracassar.

Não é para ser surrada pelos ventos do mundo.

Não é para ser derrubada por todas as ondas.


não é uma vítima da vida

e nem é para estar sempre a procura de vitória,

como se a vida fosse uma competição.




O prêmio já foi ganho.

O prêmio é vitalício.

Porém, o prêmio não vem já embalado para você.

É como um kit que você tem que montar.


Não estão faltando peças,

mas você tem que encontrar o lugar delas.




Você não é uma água-viva,

nem é um mastro de navio que nunca oscila.

A vida é viável.


Você não está entrincheirado nela.

Talvez você seja um pouco como uma bóia.

Você flutua pra cima e pra baixo

tão longe quando consegue chegar

e ainda assim está ancorado.

Você não tem limites, embora, ao mesmo tempo,

não possa ir tão longe como poderia pensar.




Você não é um salgueiro nem é um carvalho.


Você é um ser humano vibrante.

Você pode ser girado e lançado,

e ainda assim cai em pé.


Não importa o dano

que você sinta que o mundo lhe causou,

você cai sempre de pé.




Eu não estou lhe recomendando

que tenha tempos difíceis,

embora deva lhe dizer

que aquilo que você chama de adversidade,

de fato, o faz forte.


Não fique procurando a adversidade,

mas quando as coisas não saírem do seu modo,

não fique assombrado.

Você está sendo elevado para mais alto ainda.




Considere isto:

Todas as pessoas que entram em sua vida

contribuem para sua força.


Você pode ver este ou aquele

como um adversário,

contudo, todo mundo em sua vida,

não importa quão breve

seja sua passagem por ela,

é um bloco de sua construção.




Considere as pessoas que entram em sua vida

como operários.


Eles podem lhe derrubar,

mas também o elevam.

Talvez eles sejam uma pequena protuberância

na estrada que você deva trilhar.


Talvez os considere como vitaminas,

algumas difíceis de engolir.




Agradeça por todos que passam em sua vida,

pois eles lhe impulsionam.


Não importa o quão difícil esteja sendo para você,

eles o pegam pelo cotovelo

e o ajudam a subir outro degrau da escada da vida.


Não que lhe ensinem algo.

Você não é uma água-viva,

embora eles possam estar em sua vida

para lhe chacoalhar.




Você não é um vidro de leite de coco

para ser agitado.

É mais como se você fosse o coqueiro.

Balance-o e um coco cai,

e você se percebe dando frutos.


Você nota que existe algo para você em tudo.

Dar frutos não é o mesmo que perdê-los.




O que estou dizendo

é que a vida não o enfraquece, amado.

A vida o fortalece.


Por mais impaciente que possa se sentir,

por mais que ainda tenha que aprender,

você está ficando mais forte.


Forte significa mais flexível

e também significa mais firme.




Você consegue imagens mais claras.

Com cada passo, descobre quão forte você é.


Não há nenhuma tempestade

que não consiga agüentar.


Você não foi fortalecido

em preparação para a batalha.

Não pense assim.

Você foi fortalecido para que comece

a conhecer sua própria força.




Você poderia, por favor, parar de ver falhas?

O que você vê como sua maior falha

pode muito bem ser sua força eminente.


Não deixe de olhar

com generosidade

para si mesmo.


Você é um ser de Luz.

O Homen

Conhecer o homem - esta é a base de todo o sucesso.

Filme

Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação.

A Educação

“A educação deve conduzir à iluminação; a escuridão da ignorância e o crepúsculo da dúvida fugirão diante de tal esplendor. Então fica fácil cultivar pensamentos e sentimentos bons no coração assim iluminado. A educação não se destina ao acúmulo de informação; ela deve resultar na transformação de hábitos, caráter e aspirações do indivíduo. O conhecimento precisa ser testado na vida diária. Atualmente o homem não tem a menor idéia da herança mais preciosa que existe dentro dele. Ele está interessado em todos exceto em seu próprio ser. Se ele se tornar consciente de seu próprio ser, ele pode ter imensa força, paz permanente e grande alegria adicionados em si.”

O Apego

“O apego ao corpo impele a pessoa a buscar força física, saúde e um corpo atraente. Todos os esforços para maquiar a face de uma pessoa não servirão para alterar suas características naturais. Somente aquilo que foi dado por Deus será duradouro. Você deve se contentar com isso. Enquanto está cuidando tanto do corpo por achar que é essencial, você não deveria ter um apego excessivo ao que é essencialmente perecível e temporário. O corpo deve ser cuidado apenas para perceber a Divindade interior. Certamente é necessário manter boa saúde enquanto se vive, mas a preocupação obsessiva pelo corpo é uma concepção equivocada.”

Influência

Se um homem, hoje, está sob a influência da tristeza e da miséria, sua mente é a responsável por isso. Felicidade e tristeza, afetos e aversões, e os prazeres sensuais que o homem experimenta surgem da sua mente. Quando a mente está preenchida com o sentimento da dualidade, você sofre por tudo isso. Quando a mente for treinada para ver a unidade de toda a criação, não haverá perversões de qualquer tipo. Você deveria enfrentar tudo na vida com um sorriso. Nesse mundo dualista, é natural alternar ganho e perda. Você não pode evitar isso. Você não deveria desesperar quando enfrentar as adversidades e nem exultar quando a sorte sorrir para você. A adversidade é o ponto de partida para a bem-aventurança eterna.

Um Homen Comum

Um homem comum transforma-se em um grande sábio ao se engajar no serviço altruísta. Verdadeiramente falando, o mérito que pode ser obtido do serviço não pode ser alcançado mesmo com a prática de austeridades rigorosas. O serviço torna os seres humanos mais próximos uns dos outros, e promove afeto e amizade. Sem os sentimentos de amizade e amor ao próximo, não se pode obter intimidade com o Senhor. Instale em seu coração o sentimento de que o serviço que presta a seu próximo é serviço a Jeová.”

Hà Dias

Há dias em que a gente se sente a escolhida para ser presenteada com coisas boas e assim ficar enriquecida.

O Apego

Quando a mente abandona o apego aos objetos externos, quando é preenchida de remorso, renúncia e compreensão, quando é saturada com arrependimento por causa da insensatez passada, quando ela fomenta qualidades progressivas de cabeça e coração, então realmente se torna adequada para se fundir com a divindade. Em tal estado, ela medita somente na divindade.

Jeová

Devote-se a Mim e receba Minha graça. Na medida em que você entusiasticamente intensifica e apressa esse processo de rendição, nessa mesma medida você será bem-sucedido e feliz. Entregue-Me todas as suas inquietudes, preocupações, esforços e desejos e em troca receba o contentamento, a paz e a força de Mim.

Amor Puro

Você deve tornar seu amor puro. Para fazer isso, você deve desenvolver a tolerância,que implica em permanecer sereno, paciente e observar o autocontrole sob todas as circunstâncias, fazendo o bem a todos, mesmo aos que podem querer prejudicá-lo. Não há nada maior que a tolerância. Ela é equivalente à própria verdade. Ela é o coração da retidão.
É e a não-violência em prática. A tolerância é o contentamento, a compaixão; verdadeiramente, ela é tudo em todos os mundos. Você será capaz de alcançar o Senhor somente quando desenvolver a tolerância.

Transformação

A importância da mente no processo de transformação deveria ser adequadamente compreendida, porque ela é a causa tanto do cativeiro como da liberação. Suas próprias ações são a causa de sua felicidade ou de sua tristeza. Não culpe os outros por sua condição. Cada pensamento, palavra e ação têm seu reflexo, sua ressonância e sua reação. É um sinal de fraqueza culpar os outros por seus problemas. Você deve suportar as conseqüências de suas próprias ações. Se elas são insuportáveis, ore a Deus por alívio. Somente Jeová pode dar alívio em tais casos.

Ação

Não há ação no mundo que seja desprovida de conseqüência. Essa é a lei da natureza. Por exemplo, quando um dedo é cortado por uma faca, imediatamente começa a sangrar. O resultado do corte é instantâneo. Porém, quando você planta uma semente, ela se torna um broto somente depois de alguns dias; para dar o fruto, leva alguns anos. Assim, toda ação tem uma conseqüência, mas o intervalo de tempo entre ação e resultado varia. É improvável que a pessoa que esteja consciente dessa verdade pratique qualquer ação errada, pois ela sabe que ações boas produzem resultados bons e ações ruins conduzem a conseqüências ruins.
O reconhecimento da lei fará os homens levarem vidas adequadas.

A Conduta

A conduta é o mais importante para cada pessoa. A conduta é determinada pelo estado da mente. Em vez de dar liberdade às insinuações dos sentidos, cada ação deveria ser feita como uma oferta sagrada a Jeová. A pessoa deveria ser indiferente à crítica ou ao elogio. Tal equanimidade pode vir somente da fé inabalável em Jeová. Sem essa fé, e preenchido com a vaidade de que é o realizador de tudo, o homem fica submerso em sofrimento e dificuldade. Aquele que ostenta suas realizações deveria reconhecer, igualmente, que é o autor dos seus infortúnios. Ele não pode reivindicar ser o realizador e, ao mesmo tempo, negar a responsabilidade pelas conseqüências de suas ações. Portanto, em todas as suas ações - sejam boas ou ruins -, faça seu dever e entregue os resultados a Jeová.

Ação

Quando executa qualquer ação, você raramente pensa nas conseqüências a longo prazo. Você está preocupado com os assuntos do momento. Mas, quando finalmente é confrontado com os resultados, você se assusta. Agradáveis ou desagradáveis, os resultados são inevitáveis. Se o açúcar for dissolvido em água, mesmo se você pensar que ele é veneno, ele lhe fará bem. Mas se o veneno for adicionado à água e você o beber, pensando que é garapa, ele será fatal. Os resultados estão baseados em suas ações, e não em suas fantasias.

O Brasileiro.................

O brasileiro é acomodado,malandro.

Não tem educação.não sabe votar.

Tem memória curta.

È alienado.Aceita tudo passivamente.

È fácil manipular o brasileiro.

Um povo que não reage.

Não vai para rua lutar por alguma coisa.

Não tem amor ao pais.

O brasileiro pensa primeiro em si edepois no proxímo.

Não tem solidariedade.

Só quer saber de carnaval.

Gosta de levar vantagem em tudo e acha que para tudo tem um jeitinho.

Adora bagunça.

O brasileiro é preguiçoso,inrresponsável,manemolente,não gostade trabalhar.

Tem inveja do sucesso dos outros.

Respeita a lei desde que a lei não lhe atrapalhe

Temcomplexo de vira-latas.

Gosta de sofrer.

Ri da própria desgraça.O brasileiro não aprende.

Não muda e não faz nada para mudar.

Não se choca.Não se mobiliza.

não tem jeito.

Discorda de tudo isso?

Nós e voce.

Jásão dois gritando

Acalme a mente e fique bem

Você tem se lembrado de pensar positivamente?

Você tem observado seus pensamentos e escolhido pensar bons pensamentos?

Você tem falado de maneira apropriada, sem agressividade, de maneira positiva?

o valor da disciplina sobre nossos sentidos para apreciarmos melhor a vida, ter mais saúde e força interior. A disciplina é o caminho para o autodomínio, para a conexão com Deus em nosso interior.É importante a disciplina na fala para recuperarmos o poder da palavra. Assim como um agricultor cultiva o campo para ter boa colheita, precisamos cultivar a disciplina em nossas palavras para conservar a boa energia do corpo e da mente.

Nossas palavras podem gerar conflitos, brigas, desarmonia ou podem ajudar, transmitir força e compreensão.

Reflita sobre isto: Você é uma pessoa amável, com conversas positivas, que todos querem estar perto e conviver? Ou é uma pessoa amarga, vive se lamentando, criticando tudo, afastando as pessoas de você?


Quando usamos as palavras com discernimento, amabilidade vamos tendo muitos benefícios. Ficamos livres da agitação diária e da ansiedade, pois a mente se torna mais calma. Criamos um campo vibracional positivo à nossa volta capaz de atrair amigos, bons relacionamentos, boas oportunidades e, colhemos um melhor destino.

Desperte a vontade interior


Apenas ter o desejo de fazer cessar o sofrimento pode não ser o suficiente para dissolver nossas dores e aflições, mas se nos apoiarmos no Poder da nossa Vontade Ativa, esse desejo vai se potencializado até se concretizar em um fato real.
Dentro de nós estão as chaves de nossa própria cura e libertação. O que temos que fazer é apenas praticar um método de transformação com regularidade e sinceridade.


Filmes

A quantos filmes você já assistiu?
A quantos filmes ainda assistirá?


“Eis o filme da tua vida...”

Cada ato praticado, grande ou aparentemente insignificante, as boas ações e as constrangedoras, as realizadas à luz do dia ou na calada da noite, são mostrados sem nenhum embelezamento.
Frente a frente com o nosso registro, a mostrar tanto as virtudes, quanto às falhas.
A nossa consciência a nos julgar se soubemos fazer bom uso das nossas horas.
Muitas tradições definem o próximo mundo como "O Mundo da Verdade“, porque lá reconheceremos claramente o valor das ações que praticamos...

O “filme da vida” não tem pré-estréia, e uma vez concluído não haverá mesa de edição, não admitindo cortes, nem adições.

, um filme que mostra como a vida da pessoa poderia ter sido se as escolhas certas tivessem sido feitas, as oportunidades, aproveitadas, o potencial, utilizado.
Este segundo filme, a dor do potencial desperdiçado -, seria mais difícil de suportar...
Todas as boas ações por praticar, os frutos e as flores que jamais brotaram porque falhamos em aproveitar as oportunidades, agora irremediavelmente e definitivamente perdidas.
Veremos refletidos no Espelho da Justiça todos os episódios da nossa vida...
A cada novo dia, a cada momento, fazemos escolhas e nos deparamos com oportunidades.
Somos nós roteiristas, diretores e atores do filme que está sendo rodado, filme este que, mais dia menos dia, seremos chamados a assistir.
A nós, e a mais ninguém, compete decidir as ações que praticamos, e o rumo que damos à nossa vida.

Podemos:

- ser solidários, ou ser indiferentes;
- ser generosos, ou ser mesquinhos;
- purificar o nosso coração, ou corrompê-lo...

A cada escolha, filmamos uma cena do filme das nossas vidas...
Cultive o hábito de dedicar parte do teu tempo para refletir sobre o propósito da existência.
A vida não é só trabalho e descanso.
Não viemos a este mundo a passeio.
Esta vida terrena representa o estágio probatório da Eternidade.
Vivemos num tempo em que se faz necessário o sacrifício, o serviço desapegado em prol do próximo necessitado.
Ou assumimos a nossa parcela de bondade e de compaixão, de esforços em prol de um mundo mais justo, igualitário e fraterno, ou iremos todos afundar, nós, a nossa sociedade, a humanidade...
Devemos manter amplo o nosso campo de visão e atuação, num mundo onde tantos se contentam em fechar-se em si, cuidando unicamente dos seus pequenos interesses pessoais.
Nós, os abençoados pelo destino, que temos garantidas as nossas três refeições ao dia, que tivemos acesso à educação, e que desfrutamos de tempo e condições para acessar a internet, somos minoria, uma parcela diminuta da sociedade.
A maior parte da humanidade apenas sobrevive, amparando a fragilidade da vida um dia após o outro...
São tantos os que em silêncio esperam por um punhado de compaixão, por uma mão cheia de justiça...
O que será que a menina de tanto destituída responderá no dia em que lhe for dirigida a seguinte pergunta:

“Acaso encontraste, neste vasto mundo, alguém disposto a tentar amenizar a tua dor...?”

Permanecerá ela em silêncio, ou pronunciará alguma palavra...?
A nós, você e eu, compete decidir qual será a resposta.

Não deixe para amanhã.
Não há tempo.
Amanhã pode ser muito tarde...
O ser humano é fruto de um longo processo evolutivo; com sua mente racional, e seu coração capaz de sentir compaixão, situa-se no ápice da evolução.
Porém, nos últimos tempos, infelizmente, a humanidade tem-se desviado do seu rumo, conforme atesta o triste cenário que prevalece atualmente.
Os desafios que encontramos à nossa frente, destinados a conduzir à regeneração e à plenitude da nossa condição humana, exigirão esforços à altura...
Quem são os heróis que se esforçarão por manter acesa a chama da solidariedade, do amor e da esperança, em meio às ventanias do desamor, do medo e da indiferença...?

Dê ouvidos às canções do espírito, às melodias d’alma, e serão elas o teu passaporte para a eternidade.

Num Momento

Num momento estava lá, no momento seguinte desapareceu. Em determinado momento, estamos aqui, e em outro momento já passamos. E por este simples momento, quanta confusão nós armamos -- quanta violência, ambição, luta, conflito, raiva, ódio.
Apenas por um momento tão breve! Estamos tão-somente aguardando o trem na sala de espera de uma estação, e criando tanta confusão! Brigando, machucando-nos uns aos outros, tentando possuir, tentando comandar, tentando dominar -- quanta política! Então, o trem chega, e você se foi para sempre.

A Conversa

 



Certo dia um neuro-cirurgião e um astronauta ateu conversavam.

O astronauta disse:

"Vivo lá em cima, no céu, e nunca vi nenhum Deus!"

O neuro-cirurgião respondeu:

"Quase todos os dias abro cabeças,

e nunca vi nenhum pensamento!"



"Que eu possa amar e ser amado.
Que eu possa amar mesmo sem ser amado;
fazer gentilezas quando recebo carinhos;
fazer carinhos mesmo quando não recebo gentilezas."

Fala-se tanto da necessidade de deixar

"um planeta melhor para os nossos filhos",

e esquece-se da urgência de deixarmos

"filhos melhores

(educados, compassivos, responsáveis)

para o nosso planeta"..."

PENSE BEM SE NÃO É VERDADE...

1. Há pelo menos 2 pessoas neste mundo por quem você morreria.

2. Pelo menos 15 pessoas nesse mundo amam você de algum jeito.

3. A única razão pela qual alguém lhe odiaria é porque ela quer ser exatamente igual a você.

4. Toda noite alguém pensa em você antes de dormir.

5. Você é o mundo para alguém...

6. Alguém que você nem sabe que existe ama você.

7. Você é especial e único...

8. Quando você comete o pior erro que pode existir, você sempre aprende algo de bom.

9. Quando você pensa que o mundo virou as costas a você, olhe melhor...

10. Sempre lembre dos elogios que recebe. Esqueça os comentários ruins.

O Homem e a Mulher

 



Devemos sempre saber valorizar e enaltecer a mulher sem menosprezar ou diminuir o homem .


O Homem e a Mulher



O homem é a mais elevada das criaturas.

A mulher é o mais sublime dos ideais.



Deus fez para o homem um trono;

Para a mulher um altar.

O trono exalta; o altar santifica.



O homem é o cérebro; a mulher o coração.

O cérebro produz luz; o coração o amor.

A luz fecunda. O amor ressuscita.



O homem é um gênio; a mulher um anjo.

O gênio é imensurável; o anjo indefinível.



A aspiração do homem é a suprema glória;

a aspiração da mulher a virtude extrema.

A glória traduz grandeza;

a virtude traduz divindade.



O homem tem a supremacia;

a mulher a preferência.

A supremacia representa força;

a preferência o direito.



O homem é forte pela razão;

a mulher invencível pela lágrima.

A razão convence; a lágrima comove.



O homem é capaz de todos os heroísmos;

a mulher de todos os martírios.

O heroísmo enobrece; o martírio sublima.



O homem é o código; a mulher o evangelho.

O código corrige; o evangelho aperfeiçoa.



O homem é um templo;

a mulher um sacrário.

Ante o templo, nós nos descobrimos;

ante o sacrário, ajoelhamos-nos.



O homem pensa; a mulher sonha.

Pensar é ter cérebro;

sonhar é ter na fronte uma auréola.



O homem é um oceano; a mulher um lago.

O oceano tem pérola que o embeleza;

o lago tem a poesia que o deslumbra.



O homem é uma águia que voa;

a mulher um rouxinol que canta.

Voar é dominar os espaços;

cantar é conquistar a alma.



O homem tem um farol: a consciência.

A mulher tem uma estrela: a esperança.

O farol guia e a esperança salva.



Enfim,

O homem está colocado onde termina a terra;

A mulher onde começa o céu ...

QUERO VOLTAR A CONFIAR!







Fui criado com princípios morais comuns:

Quando eu era pequeno, mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos eram autoridades dignas de respeito e consideração.

Quanto mais próximos ou mais velhos, mais afeto.

Inimaginável responder de forma mal educada aos mais velhos, professores ou autoridades…

Confiávamos nos adultos porque todos eram pais, mães ou familiares das crianças da nossa rua, do bairro, ou da cidade…

Tínhamos medo apenas do escuro, dos sapos, dos filmes de terror…

Hoje me deu uma tristeza infinita por tudo aquilo que perdemos.

Por tudo o que meus netos um dia enfrentarão.

Pelo medo no olhar das crianças, dos jovens, dos velhos e dos adultos.

Direitos humanos para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos.

Não levar vantagem em tudo significa ser idiota.

Pagar dívidas em dia é ser tonto…

Anistia para corruptos e sonegadores…

O que aconteceu conosco?

Professores maltratados nas salas de aula,

comerciantes ameaçados por traficantes,

grades em nossas janelas e portas.





Que valores são esses?

Automóveis que valem mais que abraços,

Filhas querendo uma cirurgia como presente por passar de ano.

Celulares nas mochilas de crianças.


O que vais querer em troca de um abraço?

A diversão vale mais que um diploma.

Uma tela gigante vale mais que uma boa conversa.

Mais vale uma maquiagem que um sorvete.

Mais vale parecer do que ser…


Quando foi que tudo desapareceu ou se tornou ridículo?


Quero arrancar as grades da minha janela para poder tocar as flores!


Quero me sentar na varanda e dormir com a porta aberta nas noites de verão!


Quero a honestidade como motivo de orgulho.

Quero a retidão de caráter, a cara limpa e o olhar olho-no-olho.

Quero a vergonha na cara e a solidariedade.

Quero a esperança, a alegria, a confiança!


Quero calar a boca de quem diz:

“ temos que estar ao nível de…”, ao falar de uma pessoa.

Abaixo o “TER”, viva o “SER” E definitivamente bela, como cada amanhecer.

E viva o retorno da verdadeira vida, simples como a chuva, limpa como o céu de primavera, leve como a brisa da manhã!


Quero ter de volta o meu mundo simples e comum.

Vamos voltar a ser “gente” onde existam amor, solidariedade e fraternidade como bases.

A indignação diante da falta de ética, de moral, de respeito...

Construir um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas respeitem as pessoas.



Utopia? Quem sabe?... Precisamos tentar…

Quem sabe começando a encaminhar ou transmitindo essa mensagem…

Nossos filhos merecem e nossos netos certamente nos agradecerão!

(Arnaldo Jabor)

Lições de solidariedade



A solidariedade manifestada através das doações que recebemos aqui em Santa Catarina, para destinarmos aos desabrigados nas enchentes e desmoronamentos, demonstrou uma resposta singular ao povo Catarinense atingido - ou não - pela maior catástrofe de nossa história.
Igualmente a postura de nossos irmãos brasileiros, engajando-se na busca de um amparo às vítimas nos coloca em posição de profundo agradecimento.

Quando tomamos conhecimento de que alguns presidiários abriram mão do seu jantar para que os alimentos fossem destinados aos flagelados das enchentes, precisamos não só evidenciar esta atitude, mas também refletir.

Primeira reflexão:
Quantos de nós ficaram surpresos com o exemplo!? A maioria, não é verdade?

Segunda reflexão:
O presidiário não é um ser humano desprezível. Nós é que os julgamos assim. É um erro muito grande de nossa parte Julgar. Eles são assim porque ninguém os ensinou. Em sua maioria possuem um bom coração.

Terceira reflexão:
O que estamos colhendo em nosso Estado, neste momento, é fruto de nosso desleixo com o planeta e com o ambiente em que vivemos. Tornamo-nos insanos depredadores. Falta consciência, em todos nós, da importância e do retorno iminente que acabaremos recebendo por conta de nossas agressões ao meio-ambiente.

Quarta reflexão:
É impressionante, mas quanto menos a pessoa tem de recursos, mais ela ajuda. Elas, as menos favorecidas, conhecem, mais do que muitos de nós, o sentimento de falta e perda. O caminhão de bombeiros, que percorreu os bairros da Grande Florianópolis, confirmou a resposta mais determinante desta afirmação. Os bairros de classes econômicas inferiores foram os que mais ajudaram.

Quinta e ultima reflexão:
Precisamos acordar de nossa tranqüilidade achando que os problemas só acontecem com os outros. O tsunami e os vendavais não são privilégio dos Asiáticos. Nós também agredimos o planeta.

Certamente, muitos desabrigados, flagelados e empresários que perderam tudo o que tinham, foram vítimas de uma situação não criada por eles, mas acabaram se tornando cúmplices com a sua omissão. Este ponto não pode servir apenas de reflexão. Ele é muito sério e exige que todos nós nos perguntemos qual a futura postura a ser adotada, ou se deveremos continuar fazendo de conta que o problema não nos diz respeito.

Finalmente, queremos agradecer as doações que continuam chegando até nós. Lembramos aqui que as mulheres precisam de absorventes, assim como as crianças e bebês de fraldas.
Aos grupos de voluntários que nos ajudaram aqui em Florianópolis e por todo o nosso Estado, muito obrigado é pouco pelo muito que foi e está sendo feito. Vocês um dia colherão o bem que estão plantando.

A vida é Causa e Efeito.
Sei que nos veremos
Beijo na alma

"Somos as únicas criaturas na face da terra capazes de mudar nossa biologia pelo que pensamos e sentimos!

Nossas células estão constantemente bisbilhotando nossos pensamentos e sendo modificados por eles. Um surto de depressão pode arrasar seu sistema imunológico; apaixonar-se, ao contrário, pode fortificá-lo tremendamente.

A alegria e a realização nos mantém saudáveis e prolongam a vida.
A recordação de uma situação estressante, que não passa de um fio de pensamento, libera o mesmo fluxo de hormônios destrutivos que o estresse.

Suas células estão constantemente processando as experiências e metabolizando-as de acordo com seus pontos de vista pessoais.

Não se pode simplesmente captar dados brutos e carimbá-los com um julgamento.

Você se transforma na interpretação quando a internaliza.

Quem está deprimido por causa da perda de um emprego projeta tristeza por toda parte no corpo – a produção de neurotransmissores por parte do cérebro reduz-se, o nível de hormônios baixa, o ciclo de sono é interrompido, os receptores neuropeptiídicos na superfície externa das células da pele tornam-se distorcidos, as plaquetas sanguíneas ficam mais viscosas e mais propensas a formar grumos e até suas lágrimas contêm traços químicos diferentes das lagrimas de alegria.

Todo este perfil bioquímico será drasticamente alterado quando a pessoa encontra uma nova posição. Isto reforça a grande necessidade de usar nossa consciência para criar os corpos que realmente desejamos.

A ansiedade por causa de um exame acaba passando, assim como a depressão por causa de um emprego perdido.

O processo de envelhecimento, contudo, tem que ser combatido a cada dia.

Shakespeare não estava sendo metafórico quando Próspero disse:

“ Nós somos feitos da mesma matéria dos sonhos.”

Você quer saber como está seu corpo hoje? Lembre-se do que pensou ontem.

Quer saber como estará seu corpo amanhã? Olhe seus pensamentos hoje!

Ou você abre seu coração,

ou algum cardiologista o fará por você!

Gratidão



A idéia mais comum que temos a respeito da gratidão é a daquele sentimento que devemos nutrir por quem fez algo por nós, nos presenteou ou, de alguma forma, tornou nossa vida mais agradável.

O conceito de gratidão vem, portanto, na maioria das vezes, associado ao de caridade. Entretanto, ele se relaciona a algo muito importante, que pode fazer toda a diferença em nossa vida.

É a capacidade de enxergar em cada acontecimento o que ele carrega de bom. Mesmo que estejamos vivenciando momentos difíceis, onde nossas necessidades materiais ou afetivas não estejam sendo supridas, sempre poderemos, se estivermos dispostos, encontrar motivos para agradecer.

Esta atitude determina se nossa vida será um eterno atrair de graças e bênçãos, ou uma constante comiseração, na qual desempenhamos o papel de vitimas revoltadas contra as armadilhas do destino.

Cultivar a gratidão é uma forma de aceitar cada desafio como uma oportunidade de evolução e crescimento interior. Se formos capazes de enxergar a realidade com novos olhos, recebendo o que vida nos reserva sem mágoa ou inconformismo, as dificuldades decerto se resolverão mais rapidamente.

As reclamações e lamúrias constantes afastam de nós qualquer possibilidade de reencontro com a paz. O importante é seguir em frente, com a confiança de que o melhor se apresentará no próximo instante. Afinal, se a vida é feita de contrastes, a um momento ruim só poderá se seguir um novo começo, pleno de conquistas e alegria.

"A arte da grata aceitação
Uma vida que não conhece a tristeza, as lágrimas, permanece pobre. A vida precisa conhecer uma variedade enorme de experiências para tornar-se rica. Quanto mais você conhecer diferentes aspectos da existência e ainda assim continuar inteiro e centrado, mais a sua vida se enriquecerá a cada momento, a cada dia.

Olhe sempre para a vida como um processo dialético. Nesta vida, a noite traz o dia. Nesta vida, a morte traz uma nova vida. Nesta vida, a tristeza traz uma nova alegria. Nesta vida, o vazio traz um novo preenchimento. Tudo está em conexão... tudo é parte de um todo orgânico.

Nós criamos os problemas por dividir as coisas. Aprenda a arte de não dividir, e simplesmente continue alerta, vigilante, apreciando o que quer que a vida lhe proporcione.

Apenas lembre-se de uma coisa: aceitar tudo que a vida lhe dá. Se ela lhe dá escuridão, aprecie isso, dance sob as estrelas da noite escura, lembrando-se de que cada noite não é nada mais do que o útero para um novo alvorecer, e que cada dia irá novamente descansar na escuridão da noite.

Quando é outono e as árvores ficam nuas e todas suas folhas caem, observe as velhas folhas voando ao vento, quase dançando. E as árvores, nuas, têm a sua própria beleza e, contrate com o céu; mas elas não irão continuar nuas para sempre. As velhas folhas tiveram que cair apenas parta dar lugar às novas folhas, às novas flores.

A existência continua a renovar a si mesma a todo momento. Você deveria manter-se sintonizado com a existência; nunca peça por nada diferente.

Esta é a raiz básica da miséria: quando é noite, você chora pelo dia; quando é dia, você chora pelo repouso da noite. Então a vida torna-se uma miséria, um inferno.
Você pode torná-la um paraíso apenas por aceitar o que quer que lhe seja dado, com um coração agradecido. Não julgue se é bom ou mau. Sua gratidão transformará tudo em uma bela experiência, aprofundará sua consciência, elevará o seu amor e fará de você uma bela flor com muita fragrância.

Aprenda apenas a arte de uma grata aceitação. Buda chamava a isso de filosofia do assim é; não importa o que for, aceite isso como a própria natureza da realidade. Nem mesmo imagine ir contra. Nunca vá contra a corrente; apenas siga o rio onde quer que ele o leve".

:: Elisabeth Cavalcante ::

Não Desista



Antes de você desanimar porque fracassou em alguma coisa, pense que somente alcança o sucesso quem insiste, apesar de tudo.

Fred Astaire, o famoso ator que encantou as telas do cinema dançando e fez mais de 40 filmes , ao fazer seu primeiro teste para o cinema, recebeu as informações de que não sabia atuar. Era careca, dizia o relatório, e ainda dançava pouco.

Em 1950 ganhou um Oscar honorário e em 1970 em Prêmio UNICRIT, concedido no Festival de Berlim em reconhecimento à sua contribuição ao gênero musical

O professor de Enrico Caruso dizia que ele não tinha voz e não era capaz de cantar.

Acreditando nisso, os pais de Enrico queriam que ele fosse engenheiro. Ele não desistiu e se tornou famoso cantor de ópera, admirado até os dias atuais. Alem de excepcional cantor também era um excelente cartunista

Winston Churchill foi reprovado na sexta série. Somente se tornou primeiro ministro da Inglaterra depois dos 60 anos. Sua vida foi cheia de derrotas e fracassos. Mas ele nunca desistiu. Chegou a dizer um dia: "eu deixaria a política para sempre, se não fosse a possibilidade de um dia vir a ser Primeiro-Ministro." Conseguiu.

E talvez poucos saibam: ele foi prêmio Nobel de literatura em 1953, por suas memórias da segunda guerra mundial.

Walt Disney foi despedido pelo editor de um jornal por falta de idéias. Você pode imaginar tal coisa? Antes de construir a Disneylândia, foi à falência diversas vezes. Nunca desanimou.

Richard Bach teve recusado a sua história de dez mil palavras por 18 editoras. Era a história de uma gaivota que planava. Uma gaivota chamada Fernão Capelo Gaivota. Por não ter desistido, em 1970 a Macmillan publicou a história e em 5 anos vendeu mais de 7 milhões de exemplares, só nos Estados Unidos.

Rodin era considerado por seu pai como um idiota. Seu tio dizia que ele era um caso perdido.

Por três vezes ele foi reprovado na admissão à escola de artes. Descrito como o pior aluno da escola, Rodin não desistiu e deu ao mundo maravilhas da escultura como o pensador, o beijo e filho pródigo.

Chegou a ficar afastado do mundo das artes por dez anos, quando teve uma de suas obras recusada para exposição.

Contudo, em 1900, em paris, foi lhe destinado um pavilhão inteiro para a mostra de 168 trabalhos seus.

Assim acontece com todos os que perseguem os seus sonhos, não se permitindo desanimar por fracassos, derrotas ou julgamentos precipitados.

Portanto, se você está a ponto de desanimar, pare um pouco e pense. Logo haverá de descobrir que ainda há muitas tentativas a serem feitas. Há muita gente a ser procurada, muitos dias a serem vividos e muitas conquistas a alcançar.

Não há limites para quem acredita que pode atingir os seus objetivos, que pode concretizar os seus projetos.

Pense nisso e tente outra vez. E outra mais. Não se deixe abater por críticas, por experiências mal sucedidas.

Vá em frente. Tente de novo e verá que os seus esforços alcançarão êxito.


Jack Canfield em "Histórias para Aquecer o Coração"

CORAGEM


Que a coragem não me falte, ao acordar
Que o olhar não se turve, se chorar
Que os ombros não se curvem, se pesar
Que o sorriso não esmoreça, se gelar

Que o meu passo não vacile, se doer
Que o sonho não desista, se sofrer
Que as mãos não se fechem, se perder
Que o medo não me vença, se vier

Que, enfim, o dia nasça devagar
E a lua, devagar, vá descansar
Que eu preciso de mim para viver
E não passo sem aquilo que sei ser.

Maria Carrilho

 

Algumas frases celebres de Tales



"Toma para ti o conselho que dás aos outros."


"Procure sempre uma ocupação;

quando o tiver não pense em outra coisa além

de procurar fazê-lo bem feito."

"Muitas palavras não indicam

necessariamente muita sabedoria."

"A esperança é o único bem comum a todos os homens;

aqueles que nada mais têm - ainda a possuem."

"Nunca faças o que te desagrada ver fazer a outros."

"A coisa de maior extensão no mundo é o universo,

a mais rápida é o pensamento,

a mais sábia é o tempo

e mais cara e agradável é realizar a vontade de Deus."

"Ajuda teu semelhante a levantar sua carga,

mas não a carregues."

"Espera do teu filho o mesmo que fizeste a teu pai."

As 9 respostas de um Sábio



Tales de Mileto nasceu em Tebas, no ano 625 A.C.
Morreu em Atenas em 547 A.C., aos 78 anos.





Tales de Mileto

Foi um filósofo grego, fundador da Escola Jônica, considerado como um dos 7 sábios da Grécia Antiga.



Matemático, astrônomo e um grande pensador, Tales de Mileto viajou ao Egito, onde realizou estudos e entrou em contato com os mistérios da religião egípcia. É atribuído a ele, a previsão de um eclipse do Sol, no ano de 585 A.C.

Também realizou uma façanha incrível: seu talento matemático era tão pouco comum, que conseguiu estabelecer com precisão a altura das pirâmides, apenas medindo a sombra que projetavam. Alguém disse: que foi o primeiro a dar una explicação lógica, para a ocorrência dos eclipses.

Para provar que seu conhecimento teria utilidade prática, afirmou que em um determinado ano, a colheita de azeitonas seria excepcional.

Então ele arrendou a maioria das refinarias de azeite de Mileto. Com esta manobra ganhou um bom dinheiro, somente com o propósito de fazer calar os que diziam que a filosofia era um capricho dos ociosos.

Se destacou principalmente por seus trabalhos em filosofia e matemática. Nesta última ciência , lhe atribuem as primeiras demonstrações de teoremas geométricos, mediante o raciocínio lógico, e foi por estes trabalhos que o consideram o pai da Geometria.

Foi o primeiro a sustentar que a Lua brilhava pelo reflexo do Sol, e por conseguinte determinou o número exato de dias, que contém um ano.


As 9 Respostas de um Sábio

“Um sofista se aproximou de Tales de Mileto, e tentou confundi-lo com as perguntas mais difíceis. Mas o sábio de Mileto estava à altura da prova, porque respondeu a todas as perguntas sem a menor vacilação, e com a maior exatidão.”


Responda as perguntas antes de clicar no mouse.

1 – O que é mais antigo ?

R.– DEUS, porque sempre existiu.

2 – O que é mais belo ?

R.– O UNIVERSO, porque é a obra de Deus.


3 – Qual é a maior de todas as coisas ?

R.– O ESPAÇO, porque contém tudo do Criador.

4 – O que é mais constante ?

R.– A ESPERANÇA, porque permanece no homem, mesmo depois de ter perdido tudo.

5 – Qual é a melhor de todas as coisas ?

R.– A VIRTUDE, porque sem ela não existiria nada de bom.

6 – Qual é a coisa mais rápida de todas ?

R.– O PENSAMENTO, porque em menos de um minuto, nos permite voar até o final do Universo.

7 – Qual é a mais forte de todas as coisas ?

R.– A NECESSIDADE, porque é com ela que o homem enfrenta todos os perigos da vida.

8 – O que é o mais fácil de todas as coisas ?

R.– Dar CONSELHOS.

Mas quando chegou a nona pergunta , nosso sábio falou um paradoxo. Deu uma resposta , quiçá não entendida por seu mundano interlocutor.

A pergunta foi esta:

9 – O que é o mais difícil ?

E o Sábio de Mileto replicou:

R.– Conhecer-se a si mesmo.

Invisíveis







Somos invisíveis?

É bem possível que

uma grande maioria de nós

já tenha se questionado

dessa forma,

em algum momento.

Acontece quando

se entra em uma loja

e o atendente nos ignora.





Ou quando estamos frente

ao balcão de uma companhia aérea,

tentando saber se o vôo

está no horário.

Ou,

em algumas repartições públicas,

à procura de informações.

A pessoa que ali está,

simplesmente ignora

nossa indagação, nossa presença.





É como se fôssemos invisíveis.

Para nós que lidamos

com a imortalidade,

que estudamos a respeito

da vida que nunca cessa,

o primeiro pensamento

que nos acode,

ao nos sentirmos assim ignorados é:

Será que eu morri

e não me dei conta?





Terei acaso atravessado

a fronteira da vida

sem me aperceber?

Será por causa disso

que as pessoas

não me vêem,

não me respondem?





No entanto,

além dessas situações,

de um modo geral,

quase todos nós

nos movemos no mundo

sem darmos atenção aos demais.

É assim que caminhamos pela rua,

olhando nomes das ruas,

números, veículos,

sem olhar ao nosso redor.





Por isso, é comum

esbarrarmos nos outros,

e não nos darmos conta

de suas presenças.

Esbarramos

e continuamos em frente,

ao encalço do nosso objetivo,

sem nos determos sequer

para pedir desculpas.





Ou para auxiliar a pessoa

a juntar o que

a fizemos derrubar

com nosso esbarrão.

Isso, quando não é

a própria pessoa

que perde o equilíbrio

e vai ao chão.





Quando se abrem as portas

dos coletivos urbanos,

saímos como quem precisa

apagar incêndio logo adiante.

Alguns vão abrindo caminho,

à força, batendo com a mochila

que trazem às costas

nos que aguardam nas filas

e continuam em frente.





Pisam nos pés alheios,

mas prosseguem andando.

Na ânsia de alcançar

o seu destino,

rapidamente, carregam consigo

o que estiver no caminho:

embrulhos, livros...

ou pessoas.





Mas nunca se voltam

para pedir desculpas.

Porque nada vêem,

nada sentem,

nada percebem.

Somente eles existem

no caminho...





Em filas de cinema,

supermercados,

bancos, repartições,

a questão não é muito diferente.

Pessoas com pressa,

com compromissos urgentes,

tentam passar à frente de outras

que aguardam há muito tempo.





Para elas,

não existe ninguém mais

do que elas mesmas...

e o seu problema,

a sua dificuldade.

Se estamos no rol

dessas pessoas afoitas,

insensíveis,

que somente vêem a si mesmas,

estanquemos o passo.





Olhemos ao redor, observemos,

respeitemos os que compartilham

o mesmo ônibus,

a mesma lanchonete,

a mesma repartição pública.

O fato de termos

que resolver muitas questões

não está dissociado

da possibilidade de sermos gentis,

delicados, atenciosos.





Não nos impede

de olharmos ao redor,

de ceder o lugar a um idoso,

uma grávida,

alguém com dificuldade física.

Pensemos que tanto quanto nós

não desejamos ser tratados

como invisíveis,

não devemos assim proceder

com relação aos demais.





Somos todos humanos,

necessitados uns dos outros.

Ajamos então,

como quem já se alçou

à Humanidade

e deseja prosseguir caminho,

rumo à angelitude,

nosso passo seguinte.

Quanto Vale Seu Tempo?



Um menino, com voz tímida e olhar de admiração, pergunta ao pai, quando este retorna do trabalho:

- Papai! Quanto o Senhor ganha por hora?

O pai, num gesto severo, responde:

- Escute aqui, meu filho! Isto nem tua mãe sabe! Não amole! Estou cansado.

Mas, o filho insiste:

- Mas, papai, por favor... Diga quanto o Senhor ganha por hora...

A reação do pai foi menos severa, e respondeu:

- 3,00 por hora.

- Então, papai, o Senhor pode me emprestar 1,00?

O pai, cheio de ira, e tratando o filho com brutalidade, respondeu:

- Então, esta era a razão de querer saber quanto eu ganho? Vá dormir e não me amole mais. Estou cansado!

Já era noite quando o pai começou a pensar no que havia acontecido e sentiu-se culpado. Talvez, quem sabe, o filho precisasse comprar algo. Querendo descarregar sua consciência doída, foi até o quarto do menino e, em voz baixa, perguntou:

- Filho... Está dormindo?

- Não, papai.- Respondeu o sonolento garoto.

- Olha, aqui está o dinheiro que me pediu.

- Muito obrigado papai! ... Disse o filho, levantando-se e retirando 2,00 de uma caixinha que estava sob a cama:

- Agora já completei! Tenho 3,00!
Poderia me vender uma hora de seu tempo?

E VOCÊ TEM TEMPO

PARA AS PESSOAS

QUE AMA?

CURANDO RELACIONAMENTOS



Curar nossos relacionamentos é a nossa própria escolha, já que na verdade não são os outros que estamos perdoando realmente.

São apenas nossas próprias atitudes e julgamentos a respeito deles que precisam ser perdoados

São os nossos pensamentos e julgamentos hoje, e não mais a outra pessoa, que nos causam dor no presente.

E já que estes pensamentos e julgamentos são nossos, apenas nossos, somos nós que precisamos nos empenhar em perdoar, em mudar nossa mente e nos libertar das queixas passadas.

É POSSIVEL CURAR TODOS OS RELACIONAMENTOS?

Sim!

É possível curar não apenas alguns, mas todos os nossos relacionamentos.

Podemos fazê-lo desistindo de qualquer forma preconcebida, ou dos roteiros mentais que tenhamos escrito sobre os outros

Podemos fazer isso nos dispondo a acabar com todas as queixas e pensamentos de agressividade.

E podemos fazer isso por meio do processo do perdão

* Reconhecendo que não somos vítimas dos nossos relacionamentos e, sim, participantes deles.

* Optando por ver os outros como seres que nos amam ou, caso os percebamos como nossos agressores, optando por vê-los como seres cheios de medo

*Lembrando que aquilo que percebemos nos outros e no mundo exterior é uma projeção dos pensamentos - quer positivos quer negativos - contidos em nossa mente.

* Tornando-nos "buscadores de amor" em vez de "buscadores de defeitos".

* Direcionando a nós mesmos e escolhendo ser interiormente pacíficos, não importando o que esteja acontecendo fora de nós..

Podemos começar a reconhecer que a cura dos nossos relacionamentos está diretamente ligada à Cura das Atitudes que estamos conservando em nossa mente a respeito desses relacionamentos.

AFIRMAÇÕES

1-Escolho curar meu relacionamento comigo mesmo deixando que o hábito de julgar a mim mesmo se vá.

2 - Escolho unir-me aos outros, em vez de me separar deles, abandonando meus julgamentos sobre eles.

3 - Escolho rasgar todos os roteiros que escrevi para o modo como acho que as pessoas deveriam ser em minha vida.

4 - Escolho lembrar que o que realmente conta em meus relacionamentos não é quanto eu faço ou digo... mas sim com quanto amor eu faço ou digo.

5 - As palavras que eu escolho em minhas comunicações sempre determinam se minha intenção é unir ou separar.

6 - Hoje, eu escolho lembrar-me de que realmente mereço o direito de ser feliz.

7 - Hoje, eu escolho desistir de me sentir uma vítima dos meus relacionamentos e assumirei a responsabilidade por minha vida.

8 - Sempre que ficar preso no passado ou no futuro, escolherei lembrar-me de que o amor só pode ser vivenciado no presente.

9 - Posso optar pelo amor em vez do medo, em todos os meus relacionamentos.

“O inimigo não está a nossa frente, mas dentro de nós. Defesas refletem feridas. Ataques são gritos por amor. Relacionamentos são oportunidades de saber quem somos”

Gerald Jampolsky e Diane Cirincione

Vila do Carinho




Havia uma pequena aldeia onde o dinheiro não entrava. Tudo o que as pessoas compravam, tudo o que era cultivado e produzido por cada um era trocado. A coisa mais importante, a coisa mais valiosa, era a amizade. Quem nada produzia, quem não possuía coisas que pudessem ser trocadas por alimentos ou utensílios dava seu CARINHO.

O CARINHO era simbolizado por um floquinho de algodão. Muitas vezes era normal que as pessoas trocassem floquinhos sem querer nada em troca. As pessoas davam seu Carinho pois sabiam que receberiam outros num outro momento ou outro dia. Certa vez, uma mulher má, que vivia fora da aldeia, convenceu um pequeno garoto à não mais dar seus floquinhos.

Assim ele seria a pessoa mais rica da cidade e teria o que quisesse.

Iludido pelas palavras da malvada, o menino que era uma das pessoas mais populares e queridas da aldeia passou a juntar CARINHOS, e em pouquíssimo tempo sua casa estava repleta de floquinhos, ficando até difícil de circular dentro dela. Quando a cidade já estava praticamente sem floquinhos, as pessoas começaram a guardar o pouco CARINHO que tinham, e toda a HARMONIA da cidade desapareceu.

Surgiram a GANÂNCIA, a DESCONFIANÇA, o primeiro ROUBO, o ÓDIO, a DISCÓRDIA, as pessoas se XINGARAM pela primeira vez, e passaram a IGNORAR-SE pelas ruas.

Como era o mais querido da cidade, o garoto foi o primeiro a sentir-se TRISTE e SOZINHO, o que fez com que ele procurasse a velha para lhe perguntar se aquilo fazia parte da riqueza que ele acumularia.
Não a encontrando mais, ele tomou uma decisão.
Pegou uma grande carriola, colocou todos os seus floquinhos em cima e caminhou por toda a cidade, distribuindo, aleatoriamente, seu CARINHO.

A todos que dava CARINHO, apenas dizia:

- Obrigado por receber meu carinho.

Assim, sem medo de acabar com seus floquinhos ele distribuiu até o último CARINHO sem receber um só de volta. Sem que tivesse tempo de sentir-se sozinho e triste novamente, alguém caminhou até ele e lhe deu CARINHO. Um outro fez o mesmo... Mais outro... até que definitivamente a aldeia voltou ao normal.

Antes amar
que ser amado.

 

ACREDITE EM VOCÊ!



Sempre num lugar por onde passavam muitas pessoas, um mendigo sentava-se na calçada e ao lado colocava uma placa com os dizeres:

" Vejam como sou feliz!
Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência,
vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado "

Alguns passantes o olhavam intrigados, outros o achavam doido e outros até davam-lhe dinheiro.
Todos os dias, antes de dormir, ele contava o dinheiro e notava que a cada dia a quantia era maior.
Numa bela manhã, um importante e arrojado executivo, que já o observava há algum tempo, aproximou-se e lhe disse:

" Você é muito criativo!
Não gostaria de colaborar numa campanha da empresa?

" Vamos lá. Só tenho a ganhar! , respondeu o mendigo.

Após um caprichado banho e com roupas novas, foi levado para a empresa.
Daí para frente sua vida foi uma sequência de sucessos e a certo tempo ele tornou-se um dos sócios majoritários.
Numa entrevista coletiva à imprensa, ele esclareceu de como conseguira sair da mendicância para tão alta posição.
Contou ele :
- Bem, houve época em que eu costumava me sentar nas
calçadas com uma placa ao lado, que dizia:

" Sou um nada neste mundo! Ninguém me ajuda! Não tenho onde morar!
Sou um homem fracassado e maltratado pela vida! Não consigo um mísero emprego que me
renda alguns trocados ! Mal consigo sobreviver! "
As coisas iam de mal a pior quando, certa noite, achei um livro e nele atentei para um trecho que dizia:

" Tudo que você fala a seu respeito vai se reforçando. Por pior que esteja a sua vida, diga que tudo vai bem. Por mais que você não goste de sua aparência, afirme-se bonito. Por mais pobre que seja você , diga a si mesmo e aos outros que você é próspero. "

Aquilo me tocou profundamente e, como nada tinha a perder, decidi trocar os dizeres da placa para:

“Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado."
E a partir desse dia tudo começou a mudar, a vida me trouxe a pessoa certa para tudo que eu precisava, até que cheguei onde estou hoje. Tive apenas que entender o Poder das Palavras.
O Universo sempre apoiará tudo o que dissermos, escrevermos ou pensarmos a nosso respeito e isso acabará se manifestando em nossa vida como realidade.
Enquanto afirmarmos que tudo vai mal, que nossa aparência é horrível, que nossos bens materias são ínfimos, a tendência é que as coisas fiquem piores ainda, pois o Universo as reforçará. Êle materializa em nossa vida todas as nossas crenças.

Uma repórter, ironicamente, questionou:
- O senhor está querendo dizer que algumas palavras escritas numa simples placa modificaram a sua vida?
Respondeu o homem, cheio de bom humor: Alinhar ao centro
" Claro que não, minha ingênua amiga! Primeiro eu tive que acreditar nelas! “

Promova a sua mudança



É maravilhoso como o mundo globalizado, através da Internet, nos permite uma certa onipresença. Nesse momento em que escrevo e que você me lê, posso estar em qualquer lugar do mundo em total conforto, seja em um bistrô em Paris, um restaurante em Milão ou até em frente ao Rockfeller Center em Nova York, admirando a majestosa árvore de natal.

Mas relaxem, não fiquem com inveja, estou em meu escritório em São Paulo, um reles mortal pedindo que Deus coloque em minha mente algo que tenha significado e que possa ajudar a trilharmos um novo ano que se aproxima e que, tenho plena convicção, será maravilhoso apesar da crise tão falada.

Espero que todos tenham muitos planos e muitos projetos de vida para realizar nesse ano de 2009 que irá entrar. Já andei pesquisando e existe uma linha de pensamento que diz que a soma 9+2= 11 é um número bom para os místicos. Não vou entrar nesse mérito, pois não sou nenhum profundo conhecedor de numerologia mas, se pessoas sérias nos informam, eu acredito e isso já me basta.

O conceito onde quero chegar é sobre a palavra acreditar. Simplesmente não vejo nada que possa acontecer se não acreditarmos, nenhum sonho se realiza se não se tem fé nele, nenhum projeto se torna factível se não confiarmos nele e por aí vai.
Trago comigo sempre o dom de acreditar que tudo irá dar certo e tudo irá acabar bem, não importa o sonho que tenhamos; não importa o tempo que leve; não importa se outros acreditam, o importante é que eu confio e a partir daí vou buscar seja lá onde estiver esse sonho e não há nada ou ninguém que me desvie desse caminho.

O mundo, globalizado pela Internet, como disse no início, é parte fundamental, pelo fato de termos sempre a informação "on line", aqui e agora, e nesse mundo; quem possui a informação tem o poder.
Mas acontece que, devido a tanta informação, acabamos por nos perder e adotamos uma maneira de viver com certos vícios e manias que não são muitas vezes nossas; desejamos coisas que de uma certa forma ainda não podemos alcançar, e nos angustiamos por isso, buscamos um determinado status que às vezes nem precisamos e nos endividamos por isso; passando então a viver a verdade de outros, esquecendo a nossa...

Muitas vezes olhamos ao nosso redor e nada nos falta para sermos felizes, temos uma casa para onde voltar, uma família barulhenta, que fala alto e pelos cotovelos, (a maioria é assim) filhos felizes que a toda hora pedem pelo nosso carinho e nos emocionam com um simples sorriso, crianças à nossa volta, amigos engraçados, amigos enrolados, amigos materialistas, amigos espiritualistas, amigos frios, amigos calorosos, amigos valiosos, mas todos amigos

Temos um trabalho que, graças a Deus, toma boa parte do nosso tempo e permite que realizemos e compartilhemos com os nossos todas as coisas de que precisamos para viver em sociedade aqui no planeta Terra, mas muitas vezes assumimos histórias que não são nossas e deixamos de valorizar a nossa própria.

Por isso, quero aqui propor a todos vocês, queridos leitores, que em nossa contagem regressiva, seja lá onde estivermos, em qualquer parte desse mundo globalizado, seja lá em que praia for; que além de pularmos as sete ondinhas, na praia deserta ou na praia repleta de velas acesas; na sacada do nosso prédio; no quintal da nossa casa; sozinhos, em nosso quarto; com a família ao redor da mesa; no sofá da sala em frente à televisão, que realizemos uma mudança interna em nossas vidas.
Fechemos os olhos, por segundos que seja.
Vamos agora assumir a nossa vida por completo. Precisarmos de mudanças, vamos promovê-las e acreditar nelas, não importa o tempo que isso leve, vamos estabelecer metas para nossa vida pessoal, nossa vida amorosa, nossos relacionamentos, nossa vida profissional, vamos escolher uma área dessas -não precisa atuar em todas de uma vez- mas, nesse ano, vamos nos dispor, acreditar e mudar uma delas pelo menos.

Não vamos mais viver histórias que não são nossas, vamos acreditar que nós podemos e que merecemos um mundo melhor e vamos atrás desse mundo, que é nosso por direito sagrado.

Eu, por exemplo, passei 34 anos da minha vida sentado sobre um pote de ouro, tentando encontrar a felicidade fora de mim e acabei por descobrir que a felicidade está o tempo todo aqui comigo, (descobri meu pote de ouro). Quem sabe, você não descubra o seu também, valorize mais as pessoas, respeite a história de cada uma delas... e assuma a sua história, valorizando-a também.

Promova essa mudança interna, pois o mundo externo está aí e não poderemos mudar tudo à nossa volta. Sempre haverá uma árvore de natal majestosa no Rockfeller Center em Nova York; sempre existirá um Bistrô gostoso e tranqüilo em Paris; sempre haverá pessoas em Roma para ver o Papa. Mas a única pessoa que estará conosco a vida inteira, queiramos ou não, somos nós mesmos.

Pense nisso.

Nelson Sganzerla

A Ética dos valores



Ao viajar pelo Oriente, mantive contatos com monges do Tibete, da Mongólia, do Japão e da China. Eram homens serenos, comedidos, recolhidos em paz em seus mantos cor de açafrão. Outro dia, eu observava o movimento do aeroporto de São Paulo: a sala de espera cheia de executivos com telefones celulares, preocupados, ansiosos, geralmente comendo mais do que deviam.
Com certeza, já haviam tomado café da manhã em casa, mas como a companhia aérea oferecia um outro café, todos comiam vorazmente. Aquilo me fez refletir: "Qual dos dois modelos produz felicidade?"


Encontrei Daniela, 10 anos, no elevador, às nove da manhã, e perguntei:
"Não foi à aula?" Ela respondeu: "Não, tenho aula à tarde". Comemorei: "Que bom, então de manhã você pode brincar, dormir até mais tarde". "Não", retrucou ela, "tenho tanta coisa de manhã..." "Que tanta coisa?", perguntei. "Aulas de inglês, de balé, de pintura, piscina", e começou a elencar seu programa de garota robotizada. Fiquei pensando: "Que pena, a Daniela não disse: "Tenho aula de meditação!"


Estamos construindo super-homens e supermulheres, totalmente equipados, mas emocionalmente infantilizados. Por isso as empresas consideram agora que, mais importante que o QI, é a IE, a Inteligência Emocional. Não adianta ser um superexecutivo se não se consegue se relacionar com as pessoas. Ora, como seria importante os currículos escolares incluírem aulas de meditação!


Uma progressista cidade do interior de São Paulo tinha, em 1960, seis livrarias e uma academia de ginástica; hoje, tem sessenta academias de ginástica e três livrarias! Não tenho nada contra malhar o corpo, mas me preocupo com a desproporção em relação à malhação do espírito. Acho ótimo, vamos todos morrer esbeltos: "Como estava o defunto?". "Olha, uma maravilha, não tinha uma celulite!" Mas como fica a questão da subjetividade? Da espiritualidade? Da ociosidade amorosa?


Outrora, falava-se em realidade: análise da realidade, inserir- se na realidade, conhecer a realidade. Hoje, a palavra é virtualidade. Tudo é virtual. Pode-se fazer sexo virtual pela internet: não se pega AIDS, não há envolvimento emocional, controla-se no mouse. Trancado em seu quarto, em Brasília, um homem pode ter uma amiga íntima em Tóquio, sem nenhuma preocupação de conhecer o seu vizi­nho de prédio ou de quadra! Tudo é virtual, entramos na virtualidade de todos os valores, não há compromisso com o real! É muito grave esse processo de abstração da linguagem, de
sentimentos: somos místicos virtuais, religiosos virtuais, cidadãos virtuais. Enquanto isso, a realidade vai por outro lado, pois somos também eticamente virtuais.


A cultura começa onde a natureza termina. Cultura é o refinamento do espírito. Televisão, no Brasil - com raras e honrosas exceções -, é um problema: a cada semana que passa, temos a sensação de que ficamos um pouco menos cultos.


A palavra hoje é 'entretenimento' ; domingo, então, é o dia nacional da imbecilização coletiva. Imbecil o apresentador, imbecil quem vai lá e se apresenta no palco, imbecil quem perde a tarde diante da tela. Como a publicidade não consegue vender felicidade, passa a ilusão de que felicidade é o resultado da soma de prazeres: "Se tomar este refrigerante, vestir este tênis,­ usar esta camisa, comprar este carro, você chega lá!" O problema é que, em geral, não se chega! Quem cede desenvolve de tal maneira o desejo, que acaba­ precisando de um analista. Ou de remédios. Quem resiste, aumenta a neurose.


Os psicanalistas tentam descobrir o que fazer com o desejo dos seus pacientes. Colocá-los onde? Eu, que não sou da área, posso me dar o direito de apresentar uma su­gestão. Acho que só há uma saída: virar o desejo para dentro. Porque, para fora, ele não tem aonde ir! O grande desafio é virar o desejo para dentro, gostar de si mesmo, começar a ver o quanto é bom ser livre de todo esse condicionamento globalizante, neoliberal, consumista. Assim, pode-se viver melhor. Aliás, para uma boa saúde mental três requisitos são indispensáveis: amizades, auto-estima, ausência de estresse.


Há uma lógica religiosa no consumismo pós-moderno. Se alguém vai à Europa e visita uma pequena cidade onde há uma catedral, deve procurar saber a história daquela cidade - a catedral é o sinal de que ela tem história. Na Idade Média, as cidades adquiriam status construindo uma catedral; hoje, no Brasil, constrói-se um shopping center. É curioso: a maioria dos shopping centers tem linhas arquitetônicas de catedrais estilizadas; neles não se pode ir de qualquer maneira, é preciso vestir roupa de missa de domingos. E ali dentro sente-se uma sensação paradisíaca: não há mendigos, crianças de rua, sujeira pelas calçadas...


Entra-se naqueles claustros ao som do gregoriano pós-moderno, aquela musiquinha de esperar dentista. Observam-se os vários nichos, todas aquelas capelas com os veneráveis objetos de consumo, acolitados por belas sacerdotisas. Quem pode comprar à vista, sente-se no reino dos céus. Se deve passar cheque pré-datado, pagar a crédito, entrar no cheque especial, sente-se no purgatório. Mas se não pode comprar, certamente vai se sentir no inferno... Felizmente, terminam todos na eucaristia pós-moderna, irmanados na mesma mesa, com o mesmo suco e o mesmo hambúrguer do McDonald's.


Costumo advertir os balconistas que me cercam à porta das lojas: "Estou apenas fazendo um passeio socrático." Diante de seus olhares espantados, explico: "Sócrates, filósofo grego, também gostava de descansar a cabeça percorrendo o centro comercial de Atenas. Quando vendedores como vocês o assediavam, ele respondia: "Estou apenas observando quanta coisa existe de que não preciso para ser feliz."

"O desafio ético"

"O Universo é baseado na Atração.

"O Universo é baseado na Atração.

Tudo é Atração.

A maneira como você se sente

vai lhe dizer se está vibrando perto ou

longe do seu desejo.”

A boa mãe é aquela
que vai se tornando
desnecessária....




"A BOA MÃE É AQUELA QUE VAI SE TORNANDO

DESNECESSÁRIA COM O PASSAR DO TEMPO."

VARIAS VEZES OUVI DE UM AMIGO PSICANALISTA

ESSA FRASE E ELA SEMPRE ME SOOU ESTRANHA.

ATÉ AGORA.

AGORA QUE MINHA FILHA ADOLESCENTE,

AOS QUASE 18 ANOS, COMEÇA A DAR VÔOS-SOLO.

CHEGOU A HORA DE REPRIMIR DE VEZ

O IMPULSO NATURAL MATERNO

DE QUERER COLOCAR A CRIA DEBAIXO DA ASA,

PROTEGIDA DE TODOS OS ERROS,

TRISTEZAS E PERIGOS.

UMA BATALHA INTERNA HERCÚLEA,

CONFESSO.

QUANDO COMEÇO A ESMORECER NA LUTA

PRA CONTROLAR A SUPER-MÃE QUE TODAS

TEMOS DENTRO DE NÓS,

LEMBRO LOGO DA FRASE,

HOJE ABSOLUTAMENTE CLARA.



E EU FIZ O TRABALHO DIREITO,

TENHO QUE ME TORNAR DESNECESSÁRIA.

ANTES QUE ALGUMA MÃE APRESSADA

VENHA ME ACUSAR DE DESAMOR,

PRECISO EXPLICAR O QUE SIGNIFICA ISSO.

SER "DESNECESSÁRIA" É NÃO DEIXAR

QUE O AMOR INCONDICIONAL DE MÃE,

QUE SEMPRE EXISTIRÁ,

PROVOQUE VÍCIO E DEPENDÊNCIA NOS FILHOS,

COMO UMA DROGA,

A PONTO DE ELES NÃO CONSEGUIREM SER AUTÔNOMOS,

CONFIANTES E INDEPENDENTES.



PRONTOS PARA TRAÇAR SEU RUMO,

FAZER SUAS ESCOLHAS,

SUPERAR SUAS FRUSTRAÇÕES

E COMETER OS PRÓPRIOS ERROS TAMBÉM.



A CADA FASE DA VIDA,

VAMOS CORTANDO

E REFAZENDO O CORDÃO UMBILICAL...

A CADA NOVA FASE,

UMA NOVA PERDA E UM NOVO GANHO,

PARA OS DOIS LADOS, MÃE E FILHO.

PORQUE O AMOR É UM PROCESSO DE LIBERTAÇÃO

PERMANENTE E ESSE VÍNCULO

NÃO PARA DE SE TRANSFORMAR AO LONGO DA VIDA.

ATÉ O DIA EM QUE OS FILHOS SE TORNAM ADULTOS,

CONSTITUEM A PRÓPRIA FAMÍLIA

E RECOMEÇA O CICLO.

O QUE ELES PRECISAM É TER CERTEZA

DE QUE ESTAMOS LÁ, FIRMES,

NA CONCORDÂNCIA OU NA DIVERGÊNCIA,

NO SUCESSO OU NO FRACASSO,

COM O PEITO ABERTO PARA O ACONCHEGO,

O ABRAÇO APERTADO,

O CONFORTO NAS HORAS DIFÍCEIS.


ESSE É O MAIOR DESAFIO

E A PRINCIPAL MISSÃO.


AO APRENDERMOS A SER "DESNECESSÁRIOS",

NOS TRANSFORMAMOS EM PORTO SEGURO

PARA QUANDO ELES DECIDIREM ATRACAR."



TEXTO DE MARCIA NEDER

 

Leis imutáveis:



* O Mundo como você o vê é o reflexo de quem você é.

* A sua aparência física é resultado do âmago da sua consciência.

* Você se torna aquilo que mais pensa a respeito.

* Pela física quântica, as moléculas se alteram conforme o observador.



“A imaginação é a arma dos poderosos...”



Seus pais, irmãos, cônjuges, amigos,

colegas e o tipo de vida que leva são uma projeção

concreta do que um dia foi imaginado.

A consciência é a maior arquiteta do universo.

De fato, ninguém existe com vida própria;

é exercido na sua frente uma encenação

de vida factual para cumprir

um esquema que você montou.



Tudo gira ao seu redor.

Você é o centro.

Conferir pouco poder a si mesmo

é desperdiçar o melhor da festa...

“Você é do tamanho de seus sonhos.”



“Seus pensamentos, sentimentos e quadros mentais

podem ser chamados eventos externos em gestação,

pois de uma forma ou de outra,

cada um deles se materializa na realidade física.”

(A natureza da realidade pessoal -Seth- por Jane Roberts)



“Se você não é grande antes de ocupar o cargo,

você não se tornará grande por ocupá-lo.”

Você é a vida!


Sinta o seu desejo

acontecendo agora!

Relaxe e espere os resultados

de uma nova vida!

As oportunidades chegarão

movidas pela lei da atração.




Decida o que quer!

Pesquise, admire,

escreva, construa imagens...

Use a imaginação.



Compreensão!

As crenças improdutivas só

cessam o controle quando

são substituídas por novas!

São elas que vão construir

uma nova realidade.




Apaixone-se!

Seja um idealista com suas vontades!

Afinal a “coisa toda” é muito divertida.

Se não for divertido, reveja suas crenças...



Permita-se!

Viva a sua vida como se

já tivesse conquistado o que quer.

Isto se chama alinhamento vibracional.



Relaxe!

Não se preocupe como

conseguirá o seu objetivo!

Este é um trabalho

que cabe unicamente ao universo.



“É dentro de cada um que vive uma luz

que nunca desiste.

É aí que todas as perguntas são respondidas

e todos os sonhos se realizam.

É essa luz que lhe mostra o melhor caminho

e que faz acontecer o melhor do seu jeito.

Confie nessa conexão de amor

que o move para que tudo dê certo...

E tudo sempre dá, magicamente, certo!”

“Qualquer coisa que a mente do homem

pode conceber, pode, também, alcançar."

 

"Se você pensar que pode ou que não pode,

de qualquer forma, você estará certo

Minha alegria só depende do que escolho

prestar minha atenção.







“Você nasceu para brincar com

suas criações e modelar a sua

vida como sempre sonhou...

Estamos sempre elaborando

novas programações.

Compactue com o melhor.

A magnetização e visualização

de um desejo é um caminho

a ser trilhado com prazer.

Quando você sente o momento

por inteiro está propondo que

o universo o realize.”

(Abraham-Hicks)


Você Tem Um Desejo?



Imagine...

Sinta...

Acredite...

É seu.


Se não fosse para ser seu,

não existiria o desejo.

É Deus querendo vivê-lo na pele.




Você está merecendo o mesmo tipo

de relacionamento que acha que merece.




A visão que você tem de si mesmo

é a mesma visão que o seu

parceiro(a) tem de você



O tratamento que você dá e recebe

do outro é o mesmo que

vem dando a si mesmo...




O que você mais admira no outro?

É o que você experimentará

através do relacionamento.

O que mais odeia?

É o que experimentará

através do relacionamento.


Tudo depende do que você dá atenção!

Para toda a vibração existe

uma experiência equivalente.



Quais as crenças

que você tem

sobre dinheiro?

Quanto acha que merece?







Quer você se sinta pobre

ou rico, os acontecimentos responderão

a isso.

Tudo depende do nível de confiança

ou insegurança que você está emitindo.



Qualquer experiência desagradável

que você já viveu ou esteja vivendo,

está aí para lhe ajudar a definir melhor

o que quer conquistar!

O universo é receptivo as suas vontades.

Até mesmo as escolhas que lhe parecem erradas

lhe mostram o caminho de suas

mais refinadas preferências...



Torne-se aquilo que você mais deseja.

É impossível que alguém que se sente

doente encontre a cura.

É improvável que aquele que

se sente miserável,enriqueça.

É injustificável que aquele que

se sinta só, encontre o amor.



Não existe nada que o force a ver

a vida com cores cinzas.

Assim como ninguém está parecendo

de fato ser feio, com defeito de caráter

ou comportamento incoerente.

É a sua mente que está com uma visão

torta das coisas.



Suponha que o seu desejo

esteja no alto de uma montanha.

Escalar a montanha significa Crescer

e isso exige esforço e coragem.

Uma nova e feliz realidade está pedindo

para que você seja grande

o suficiente para alcançá-la.


Alinhe-se!



São os seus julgamentos que o afastam

ou o aproximam da realização de um desejo.

O mundo é real para você

de acordo com as suas expectativas.

As coisas são como você as enxerga.



Toda conquista requer emoção e vibração.

Todos que realizaram um sonho estavam

com a sintonia no mesmo nível de suas conquistas.




Ninguém é impotente diante

da realidade atual.

Qualquer descontentamento que esteja sentindo

é só uma condição criada por você.




Escolha três palavras que combinam

com o seu desejo e relembre-as mentalmente

sempre que puder...

Lembre-se:

O coração é ponto de conexão,

ele lhe mostrará o melhor caminho.

Faça o que tiver vontade de fazer, não há regras!

o mais importante é estar focado no melhor.



A existência de uma mente negativa

não será maquiada ao ler inúmeros livros de auto ajuda,

ou por assistir DVD`s do mesmo gênero.


Assim como aquele que ignora

o assunto -“Lei da atração”-

pode estar perfeitamente alinhado

com o seu desejo e conquistá-lo.


A conexão é dentro do coração!

A Realização é interna!

“Seja otimista e confiante!!”

São conselhos que não vão resolver

se você não estiver disposto a alterar

o rumo das suas crenças e emoções.

. . .

Existe uma mensagem no mesmo nível da

sua consciência esperando por você agora;

se não estiver no mesmo nível, você nem a verá

UNIVERSO







Você está pronto

para entrar em um universo de

extremo poder?


Este lugar está dentro de Você.

Na intimidade do seu coração.


O Que existe agora na sua vida

é o resultado do que você vem

sentindo e pensando.


A semeadura é livre, porém,

a colheita é implacável...”



Vales e montanhas, estrelas e galáxias...

Tudo é produzido dentro

da mente universal,


Há uma conexão que nos liga a tudo.



É a rede da criação

que acontece naturalmente.




Tudo tem início dentro de você.

É um clichê bastante usado,

mas não há outra regra

para o processo de criar a vida

que você sempre quis ter.



Existe um pequeno Eu em nosso interior

Ele pode ser seu amigo ou pior inimigo.

Tudo vai depender

do seu relacionamento com ele.


Trate-o com carinho e paciência.


A criança possui a contradição dos opostos:

é poderosa realizadora e frágil dependente do amor.

Pergunte ao seu Eu o que ele deseja.

Quando ele estiver confiante para responder,

você terá o maior aliado ao seu lado.

Quando as feridas são curadas

qualquer realização é possível.



Há quem pense que todos os seus desejos

serão realizados em 15 dias,

passando por cima de trinta anos

de crenças destrutivas.

O tempo é relativo para a lei da atração;

vai depender de muitos fatores contidos

no seu mundo interior.

Porém, é uma estrada milagrosa

que começa com o primeiro passo.

Muitas vezes, é como um processo

de restauração de um quadro Renascentista

que foi desgastado pelo tempo

e por crenças desarmônicas.



A consciência é nossa senha universal.

É aquilo que vem elaborando

nossas existências.

Permeia nossas vontades, medos,

crenças e atitudes,

e ainda vai muito além...


Onde estiver a sua consciência agora,

estará sendo redesenhada uma realidade.



Nada é da boca pra fora.

Você é o centro criador

e as mensagens que você

envia são as mesmas que estão

elaborando a sua vida.

É por esse motivo que a sua mente

está aí; para mostrar onde está

o seu ponto vibracional

em relação ao seu desejo.



As mensagens que você anda emitindo

para os seus amigos, colegas e familiares

tem uma freqüência vibracional

equivalente a uma exata realidade.



Quer você ame ou odeie alguma coisa,

você a estará atraindo para a sua vida.

Não existe exclusão no universo,

apenas inclusão.

Por isso as paralelas

se multiplicam de possibilidades infinitas

a cada instante.

Escolha!



Mas não se preocupe...

Conforme a consciência cresce,

evolui com ela, a rede

de vibração pessoal.

A sua linguagem interior muda!

Quando a sua atenção estiver

voltada ao melhor da vida,

mais sintonizado com o seu desejo você estará.

E estará vibrando um nível

acima do que vibrava antes.

E, cada vez menos,

dará atenção para o que lhe desagrada.



Quando estamos felizes

com os resultados da vida,

é raro prestar atenção

em nossa vibração interior.

Simplesmente vivemos

e só percebemos que algo precisa

mudar quando os problemas

começam a surgir.



O espírito não consegue perceber

quando está doente.

Não vemos com facilidade

nossas crenças desarmônicas,

a menos que estejamos a caminho

do processo de cura.

A cura vai acontecendo,

passo a passo,

na medida em que velhas crenças

e hábitos vão sendo substituídos

por uma consciência de luz,

mais próxima da energia do desejo.


Há duas alternativas:

Ou você culpa o destino, os outros e

você mesmo pelas frustrações da vida;

Ou assume o total comando pela criação

do seu universo particular.


Assumir o controle

vai lhe colocar diante de um caminho realizador,

repleto de sinais e saltos de consciência.



Quanto mais alto você estiver vibrando,

mais claro será o sinal que estará emitindo.


Uma nova consciência

não conseguirá coexistir com

uma vibração impaciente ou exausta.



Você sabe quando está

sintonizando com o seu desejo.

+ A modo como você vê a vida

e o outro dá um salto em direção à luz.

+ O espírito sorri para evidências invisíveis,

porém reais.
+ Seus julgamentos dão lugar a uma liberdade

que antes você ignorava.

+ Seus reclames, simplesmente, silenciam.




O processo de atrair a realidade desejada

é a arte de combinar elementos.

Você vai agrupando seus sentimentos

com relação ao seu desejo

e sintonizando a freqüência até

que ela fique clara como

uma imagem digital.

Você faz o convite à Mudança!

A última pedra






Gosto de uma música que Frank Sinatra

costumava cantar, My way.

O curioso é que só fui prestar atenção na letra dessa canção quando escrevia este texto.

Ela diz mais ou menos assim:

“Se eu acertei ou se errei, fiz isso da minha maneira”.



Quando olho para trás,

percebo que fiz muitas bobagens.

Acertei bastante, mas também errei bastante.

Quando olho para diante, tenho certeza de que vou acertar e errar bastante também.



É impossível acertar sempre.

Mas o importante é que não gastemos nosso tempo nem nossa energia nos torturando.

A autocrítica pelo que não deu certo, além de ser nociva para a saúde, faz que a gente perca os passarinhos que a vida nos oferece no presente.



Um dia destes, um dos meus filhos me perguntou por que eu tomei determinada decisão estúpida tempos atrás.

Respondi que me arrependia do que tinha feito,

mas expliquei que, naquele momento,

minha atitude me parecia lógica.

Se eu tivesse o conhecimento e a maturidade de hoje, certamente a decisão seria diferente.

Por isso é que lhe digo:

não se torture por algo que não deu certo no passado



Talvez você tenha escolhido

a pessoa errada para casar.

Talvez tenha saído da melhor empresa

onde poderia trabalhar.

Talvez tenha mandado uma filha grávida

embora de casa.

Não importa o que você fez,

não se torture.



Apenas perceba, o que é possível fazer

para consertar essa situação e faça.

Se você sente culpa, perdoe-se.

E, principalmente, compreenda que agiu assim porque,

na ocasião, era o que achava melhor fazer.

Há uma história de que gosto muito:

um pescador chegou à praia de madrugada para o trabalho e encontrou um saquinho cheio de pedras.




Ainda no escuro começou a jogar as pedras no mar.

Enquanto fazia isso, o dia foi clareando até que,

ao se preparar para jogar a última pedra,

percebeu que era preciosa!

Ficou arrependido e comentou o incidente com um amigo que lhe disse:

– Realmente, seria melhor se você prestasse mais atenção no que faz, mas ainda bem que sobrou a última pedra!



Existem pessoas que não prestam atenção no que fazem e depois passam a vida inteira arrependidas pelo que não fizeram, mas poderiam ter feito, e se martirizam por seus erros.

Se você está agindo assim, deixo-lhe uma mensagem especial:

não gaste seu tempo com remorsos nem arrependimentos.



Reconheça o erro que cometeu,

peça desculpas e continue sua vida.

Você ainda tem muitas pedras preciosas no coração:

muitos momentos lindos para viver

e muitos erros para cometer.

Aproveite as oportunidades e curta plenamente a vida.

Curta os passarinhos.

Eles são os presentes do universo para você!

ESTAMOS TODOS NO MESMO BARCO




Há muitos anos, Tom era funcionário de uma empresa muito preocupada com a educação.

Um dia, o executivo principal decidiu que ele e todo grupo gerencial, um total de 12 pessoas, deveriam participar de um curso de sobrevivência, que tinha a forma de uma longa corrida de obstáculos


A prova era cruzar um rio violento e impetuoso.

Para surpresa de todos, pela primeira vez o grupo gerencial foi solicitado a dividir-se em três grupos menores de quatro pessoas para a superação daquele obstáculo.

Os grupos eram: A, B e C

O grupo “A” recebeu quatro tambores de óleos vazios, duas grandes toras de madeira, uma pilha de tábuas, um grande rolo de corda grossa e dois remos.


O grupo “B” recebeu dois tambores, uma tora e um rolo de barbante


Já o grupo “C” não recebeu recurso nenhum para cruzar o rio; eles foram solicitados a usarem os recursos fornecidos pela natureza, caso conseguissem encontrar algum perto do rio ou na floresta próxima.


Não foi dada nenhuma instrução a mais.

Simplesmente foi dito aos participantes que todos deveriam atravessar o rio dentro de quatro horas


Tom teve a “sorte” de estar no grupo “A”, que não levou mais do que meia hora para construir uma maravilhosa jangada.

Um quarto de hora mais tarde, todo o grupo estava em segurança e com os pés enxutos no outro lado do rio, observando os grupos em sua luta desesperada.


O grupo “B”, ao contrário, levou quase duas horas para atravessar o rio.

Havia muito tempo que Tom e sua equipe não riam tanto como no momento em que a tora e dois dos tambores viraram com seus gerentes financeiro, de computação, de produção e de pessoal

E o melhor estava por vir.


Nem mesmo o rugido das águas do rio era suficiente para sufocar o riso dos oito homens quando o grupo “C” tentou lutar contra as águas espumantes.

Os coitados agarraram-se a um emaranhado de galhos, que estavam se movendo rapidamente com a correnteza.


O auge da diversão foi quando o grupo bateu em um rochedo, quebrando os galhos.

Somente reunindo todas as forças que lhes restavam foi que o último membro do grupo “C”, o gerente de logística, todo arranhado e com os óculos quebrados, conseguiu atingir a margem, 200 metros rio abaixo.


Quando o líder do curso voltou, depois de quatro horas, perguntou:

Então como vocês se saíram?

O grupo “A” respondeu em coro:
Nós vencemos! Nós vencemos!


O líder do curso responde:

Vocês devem ter entendido mal. Vocês não foram solicitados a vencer os outros.

A tarefa seria concluída quando os três grupos atravessassem o rio dentro de quatro horas.


Nenhum deles pensou em ajuda mútua, nem sonhou em dividir os recursos (tambores, toras, corda e remos) para atingirem uma meta comum.

Não ocorreu a nenhum dos grupos coordenar os esforços e ajudar os outros.


Foi uma lição para todos no grupo gerencial.

Todos caíram direto na armadilha. Mas naquele dia, o grupo aprendeu muito a respeito de trabalho em equipe e de lealdade em relação aos outros.


MORAL DA HISTÓRIA

Se parássemos de encarar a vida e as pessoas como um jogo e milhões de adversários, muito provavelmente sofreríamos menos, compreenderíamos mais os problemas alheios e encontraríamos muito mais conforto no abraço de cada um.

Mas infelizmente, nos enxergamos como rivais, como se estivéssemos em busca de um tesouro tão pequeno que só poderia fazer vitorioso a uma única pessoa.

Ledo engano: o maior prêmio de nossa existência está na capacidade de compartilharmos a vida !


DICA = Estamos todos no mesmo barco!

Experimente acolher ao invés de julgar, perdoar ao invés de acusar e compreender ao invés de revidar!

É difícil, sem dúvida! Mas é possível e extremamente gratificante.

A vida fica mais leve, o caminho fica mais fácil e a recompensa, muito mais valiosa.
A EQUIPE FAZ A FORÇA

A equipe só sobrevive quando todos estiverem empenhados e comprometidos com os resultados, respeitando indistintamente a tudo e a todos.

Só de Passagem

Conta-se que um turista foi à cidade do Cairo, no Egito, visitar um famoso Rabino.

O turista ficou muito surpreso ao ver que o Rabino morava num quarto simples cheio de livros.

As únicas peças de mobília eram uma mesa e um banco.

- Onde estão os seus móveis? - perguntou o turista.

E o rabino bem depressa, perguntou também:

- E os seus? Onde estão?

- Os meus? - disse o turista.

- Mas eu estou apenas de passagem!

- Eu também! Disse o Rabino.

A vida na terra é só uma passagem e, no entanto, vivemos tentando possuir coisas e pessoas, como se fôssemos ficar aqui eternamente.

Onde foi parar o tempo?




Onde foi parar

o tempo que ganhamos?

Havia mais terrenos baldios.

E menos canais de televisão.

E mais cachorros vadios.

E menos carros na rua.



Havia carroças na rua.

E carroceiros fazendo o pregão dos legumes.

E mascates batendo

de porta em porta.

E mendigos pedindo pão velho.

Por que os mendigos

não pedem mais pão velho?



A Velha do Saco assustava as crianças.

O saco era de estopa.

Não havia sacos plásticos,

levávamos sacolas de palha para o supermercado.

E cascos vazios para trocar por garrafas cheias.

Refrigerante era caro.

Só tomávamos no fim de semana.



As latas de cerveja eram de lata mesmo,

não eram de alumínio.

Leite vinha num saco.

Ou então o leiteiro entregava em casa,

em garrafas de vidro.

Cozinhava-se com banha de porco.

Toda dona-de-casa tinha

uma lata de banha debaixo da pia.



O barbeador era de metal,

e a lâmina era trocada de vez em quando.

Mas só a lâmina.

As camas tinham suporte para mosquiteiro.

As casas tinham quintais.

Os quintais tinham sempre uma laranjeira,

ou uma pereira, ou um pessegueiro.

Comíamos fruta no pé.



Minha vó tinha fogão a lenha.

E compotas caseiras abarrotando a despensa.

E chimia de abóbora, e uvada, e pão de casa.

Meu pai tinha um amigo que fumava palheiro.

Era comum fumar palheiro na cidade;

tinha-se mais tempo para picar fumo.

Fumo vinha em rolo

e cheirava bem.



O café passava pelo coador de pano.

As ruas cheiravam a café.

Chaleira apitava.

O que há

com as chaleiras de hoje

que não apitam?



As lojas de discos vendiam long plays e fitas K7.

Supimpa era ter

um três-em-um:

toca-disco, toca-fita e rádio AM

(não havia FM).

Dizia-se 'supimpa',

que significa 'bacana'.

Pois é, dizia-se 'bacana', saca?



Os telefones tinham disco.

Discava-se para alguém.

Depois, punha-se o aparelho no gancho.

Telefone tinha gancho. E fio.

Se o seu filho estivesse no quarto dele

e você no seu escritório,

você dava um berro pra chamar o guri,

em vez de mandar um e-mail

ou um recado pelo MSN.



Estou falando de outro milênio,

é verdade.

Mas o século passado foi ontem!

Isso tudo acontecia

há apenas 20 ou 25 anos,

não mais do que o espaço

de uma geração.



A vida ficou muito melhor.

Tudo era mais demorado,

mais difícil,

mais trabalhoso.



Então por que engolimos o almoço?

Então por que estamos sempre atrasados?

Então por que ninguém mais

bota cadeiras na calçada?

Alguém pode me explicar onde foi parar

o tempo que ganhamos?

Marcelo Canellas

A explicação da parábola



Lucas 13:18: “Atendei vós, pois, à parábola do semeador.”

Lucas 13:19: “A todos os que ouvem a palavra do reino e não a compreendem, vem o maligno e arrebata o que lhes foi semeado no coração. Este é o que foi semeado à beira do caminho.”

Lucas 13:20: “O que foi semeado em solo rochoso, esse é o que ouve a palavra e a recebe logo, com alegria;”

Lucas 13:21: “mas não tem raiz em si mesmo, sendo, antes, de pouca duração; em lhe chegando a angústia ou a perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza.”

Lucas 13:22: “O que foi semeado entre os espinhos é o que ouve a palavra, porém os cuidados do mundo e a fascinação das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera.”

Lucas 13:23: “Mas o que foi semeado em boa terra é o que ouve a palavra e a compreende; este frutifica e produz a cem, a sessenta e a trinta por um.”

Jesus Cristo é o semeador. Sua palavra é a semente e cada tipo de solo representa o coração humano.

A semente lançada à beira do caminho

Esta semente representa a Palavra de Deus quando chega ao coração de alguém que ouve, mas não obedece. Não percebe que o recado de Deus se aplica a si mesmo. Ouve a mensagem como alguma coisa que não lhe diz respeito. As mensagens entram por um ouvido e saem pelo outro. Não faz a mínima diferença na vida do ouvinte. Este coração simplesmente rejeita a palavra, por acreditar que não tem nada a ver com sua vida.

As coisas de Deus “se discernem espiritualmente” (1Co 2:14), pois “não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?” (1Co 1:20). “Pois tendo conhecido a Deus, não O glorificaram como Deus, nem Lhe deram graças, antes seus raciocínios se tornaram fúteis e seus corações insensatos se obscureceram. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos” (Rm 1:21, 22). Jamais poderíamos compreender os mistérios de Deus unicamente pelo raciocínio humano.

“O cálice mais difícil de conduzir, não é o que se acha vazio, mas o que está cheio até às bordas. É este que de mais cuidadoso equilíbrio necessita. A aflição e diversidade trazem decepção e dor; mas é a prosperidade que mais perigo oferece à vida espiritual”, escreveu Ellen G. White.

Satanás e seus anjos estão nas reuniões onde o evangelho é pregado. Enquanto anjos do Céu se esforçam para impressionar os corações com a Palavra de Deus, o inimigo está alerta para torná-la sem efeito. Com fervor só comparável à sua maldade, procura frustrar a obra do Espírito Santo. Enquanto Cristo, pelo Seu amor, atrai o coração do ouvinte, Satanás procura desviar a atenção daquele que é movido a buscar o Salvador. Preocupa a mente com projetos mundanos. Instiga a crítica ou insinua dúvida e incredulidade.

A semente lançada no solo rochoso

Representa a pessoa que aceita a mensagem com alegria, mas logo desiste dela. O momento de fervor foi só uma empolgação. A planta brota rapidamente, mas as raízes não podem penetrar no rochedo a fim de obter nutrição para sustentar seu crescimento, e logo perece. Esta classe pode ser convencida com facilidade, mas possui uma religião superficial.

Deus deseja que aceitemos Sua Palavra tão logo ela penetre em nosso coração e mente. Mas aqueles de quem a parábola está falando, os que aceitam a mensagem por impulso ou emoção, não calculam o custo. Não ponderam o que deles exige a Palavra de Deus. Não a confrontam com os seus hábitos de vida e não se submetem a ela. Em decorrência, desistem quando descobrem o preço do discipulado.

A vida espiritual é alimentada diariamente pelo relacionamento com Cristo. Mas os ouvintes de pedregais confiam em si mesmos em vez de confiar em Cristo. Depositam sua confiança nas boas obras e bons motivos e estão convictos em sua própria justiça.

Muitos aceitam o evangelho para escapar do sofrimento e não para serem libertos do pecado. Tornar-se cristão não é ter uma apólice de seguro. As provações virão. Enquanto a vida decorre suavemente, podem parecer firmes. Porém, sucumbem diante da primeira angústia. Afastam-se quando Deus lhes aponta algum pecado acariciado ou exige renúncia e sacrifício. Não querem “nascer de novo”. Não desejam se regenerar.

Não há disposição de fazer uma mudança radical de vida. São esses os que fixam os olhos nas desvantagens e provações presentes e se esquecem das realidades eternas. Como os discípulos que deixaram Jesus, estão também prontos para dizer: “Duro é este discurso; quem o pode ouvir?” (Jo 6:60). A verdade é mal recebida.

A semente lançada entre os espinhos

Representa aquele que ouve, mas não desiste da velha vida. É apenas envolvimento, sem compromisso. A semente do evangelho cai muitas vezes entre espinhos e ervas daninhas. Se não ocorrer uma transformação moral no coração humano e não forem abandonados velhos hábitos e práticas da vida anterior pecaminosa, a colheita será sufocada.

Se o coração não for guardado sob a direção de Deus, os velhos costumes vão reaparecer na vida. Os seres humanos podem afirmar sua crença no evangelho, mas a não ser que sejam por ele santificados, nada vale sua religião. Se não obtiverem vitória sobre o pecado, este estará obtendo vitória sobre eles. Os espinhos cortados, mas não arrancados, brotam novamente até sufocar a alma.

Cristo especificou as coisas que são perigosas para a alma: “os cuidados deste mundo, a fascinação das riquezas” (v. 22) e “os deleites da vida” (Lc 8:14).

“Os cuidados deste mundo” – Nenhuma classe está livre da tentação dos cuidados deste mundo. Aos pobres o medo da pobreza traz preocupações; aos ricos vêm o temor de perda e uma multidão de ansiedades. Muitos dos seguidores de Cristo esquecem as lições que Ele ensinou sobre as flores do campo e as aves do Céu (Mt 6:25-34). Não confiam em Sua constante providência. Toda a sua energia é absorvida em negócios comerciais. É verdade que os cristãos precisam trabalhar, precisam ocupar-se em atividades e podem fazê-lo sem cometer pecado. Mas muitos se tornam tão absortos em negócios que não têm tempo para orar, para estudar a Bíblia, para procurar e servir a Deus. As coisas da eternidade são tidas como secundárias, e as do mundo, supremas.

“A fascinação das riquezas” – O amor às riquezas tem poder apaixonante e ilusório. Em vez de despertar gratidão para com Deus, as riquezas conduzem à exaltação própria. O homem materialista perde o senso de sua dependência de Deus e de sua obrigação para com o próximo. “Porque o amor do dinheiro é a raiz de todos os males” (1Tm 6:10).

“Deleites da vida” – Há perigo em determinadas diversões. Todos os hábitos de condescendência que debilitam a mente ou que entorpecem as percepções espirituais “combatem contra a alma” (1Pd 2:11).

Por meio da parábola do semeador, Cristo demonstra que os resultados da colheita dependem do solo. O semeador e as sementes são em cada caso os mesmos. Mas temos o poder de escolha, e depende de nós o que queremos ser. Os ouvintes comparados com o caminho, ou com o solo pedregoso, ou com o chão cheio de espinhos não precisam permanecer assim. Em Cristo, há novidade de vida. O que ele oferece é transformação a qualquer momento. Todos esses solos (corações) podem dar bons frutos, se permitirem que o Semeador semeie a palavra. Assim, o solo que antes era infértil, passa a ser bom para o plantio.

A semente lançada em boa terra

O “coração honesto e bom” (Lc 8:15) do qual fala a parábola não é um coração sem pecado, pois o evangelho é para os perdidos. Cristo disse: “Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores” (Mc 2:17). Quem se rende à convicção do Espírito Santo é o que tem coração honesto. Reconhece sua culpa e sente-se necessitado da misericórdia e do amor de Deus. Tem desejo sincero de conhecer a verdade para obedecer-lhe. Este “é o que ouve a Palavra e a compreende”. O ouvinte da boa terra recebe a Palavra, “não como palavra de homens, mas (segundo é, na verdade) como Palavra de Deus” (1Ts 2:13). O conhecimento da verdade depende não tanto da capacidade intelectual e muito mais da pureza de propósito, da simplicidade de uma fé sincera e confiante.

Que tipo de solo você representa?

 

Parábolas de Jesus: o semeador



A missão de Cristo, enquanto esteve na Terra, não foi devidamente compreendida pelas pessoas de Seu tempo. A maneira de Sua vinda não estava em harmonia com a expectativa deles. As cerimônias judaicas foram ordenadas por Deus para ensinar ao povo que, no tempo determinado, viria Aquele para o qual aquelas cerimônias apontavam. Mas os judeus tinham exaltado as formalidades e cerimônias, perdendo de vista o seu objetivo.

Essas tradições tornaram-se um obstáculo para a compreensão da verdadeira religião. E ao vir a realidade, na pessoa de Cristo, não reconheceram nEle o cumprimento de todos os símbolos que aquelas cerimônias representavam. Em vez de um Salvador, pediam um sinal. Esperavam que o Messias viesse impor o Seu império sobre os reinos terrestres.

Como resposta a essa expectativa equivocada, Cristo revelou a parábola do semeador. O reino de Deus não devia prevalecer pela força de armas nem por intervenções violentas, mas pela implantação de um princípio novo no coração dos homens.

Mateus 13:1: “Naquele mesmo dia, saindo Jesus de casa, assentou-Se à beira-mar;”

Mateus 13:2: “e grandes multidões se reuniram perto dEle, de modo que entrou num barco e Se assentou; e toda a multidão estava em pé na praia.”

Mateus 13:3: “E de muitas coisas lhes falou por parábolas e dizia: Eis que o semeador saiu a semear.”

“O que semeia a boa semente é o Filho do homem” (Mt 13:37) – Cristo viera, não como rei, mas como semeador; não para subverter reinos, mas para espalhar a semente; não para levar Seus seguidores a triunfos terrenos, mas para estabelecer novos princípios.

Jesus explicou essa parábola do mesmo modo que torna clara a Sua palavra para todos os que O procuram com sinceridade de coração. Os que estudam a Palavra de Deus com o coração aberto não ficam sem entendê-la. “Se alguém quiser fazer a vontade dEle”, disse Cristo, “pela mesma doutrina, conhecerá se ela é de Deus ou se Eu falo de Mim mesmo” (Jo 7:17).

Quando saiu a semear, Cristo deixou o Seu lar seguro e cheio de paz, deixou a glória que possuía junto ao Pai antes de o mundo existir, deixou Sua posição no trono do Universo. Do mesmo modo, Seus servos precisam sair para semear. Todos os que são chamados precisam deixar tudo para seguir a Jesus. Velhas relações precisam ser cortadas. Planos de vida devem ser abandonados, esperanças terrenas renunciadas. Com muito trabalho, deve a semente ser lançada.

A semente é a Palavra de Deus (Mc 4:14). Cristo veio para lançar as sementes da verdade. Toda semente tem em si um princípio germinativo. Nela está contida a vida da planta. Do mesmo modo, há vida na Palavra de Deus. “As palavras que Eu vos disse são espírito e vida” (Jo 6:63). “Quem ouve a Minha palavra e crê naquele que Me enviou tem a vida eterna” (Jo 5:24). Aquele que pela fé aceita a Palavra de Deus, recebe a própria vida. Porém, quando a Palavra de Deus é posta de lado, o poder de refrear as paixões pecaminosas do coração natural é rejeitado e o espírito acaba cedendo às tentações.

O semeador deve comunicar aquilo que ele conhece por experiência própria. “Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas, mas nós mesmos vimos a Sua majestade” (2Pd 1:16).

Lucas 13:4: “E, ao semear, uma parte caiu à beira do caminho, e, vindo as aves, a comeram.”

Lucas 13:5: “Outra parte caiu em solo rochoso, onde a terra era pouca, e logo nasceu, visto não ser profunda a terra.”

Lucas 13:6: “Saindo, porém, o sol, a queimou; e, porque não tinha raiz, secou-se.”

Lucas 13:7: “Outra caiu entre os espinhos, e os espinhos cresceram e a sufocaram.”

Lucas 13:8: “Outra, enfim, caiu em boa terra e deu fruto: a cem, a sessenta e a trinta por um.”

Lucas 13:9: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.”

Lucas 13:10: “Acercando-se dEle os discípulos, disseram-Lhe: Por que lhes falas por meio de parábolas?”

Lucas 13:11: “Respondeu-lhes Jesus: Porque a vós é dado conhecer os mistérios [segredos] do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado.”

O segredo de Deus é a revelação de Si mesmo (AP 1:1). “O segredo do Senhor é para os que O temem” (Sl 25:14). “Nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão” (Dn 12:10).

Canção das Mulheres





Que o outro saiba
quando estou com medo,
e me tome nos braços
sem fazer perguntas demais.

Que o outro note
quando preciso de silêncio
e não saia batendo a porta,

mas entenda que não o amarei
menos por que estou quieta.

Que o outro aceite
que me preocupo com ele
e não se irrite com minha solicitude,
e se ela for excessiva saiba me dizer isso
com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba
minha fragilidade,
e não ria de mim,
nem se aproveite disso.

Que se eu faço uma bobagem,
que o outro goste um pouco mais de mim,
porque também preciso
fazer tolices tantas vezes.


Que se estou apenas cansada,
o outro não pense logo que estou nervosa,
ou doente, ou agressiva,
nem diga que reclamo demais.


Que o outro sinta
quanto me dói a idéia da perda,
e ouse ficar comigo mais um pouco,
mas talvez seu medo, ou sua culpa,
em lugar de voltar logo à sua vida,
não porque lá está sua verdade,

Que se começo a chorar sem motivo
depois de um dia daqueles,
o outro não desconfie logo
que é culpa dele,
ou que não o amo mais.

Que se estou numa fase ruim,
o outro seja meu cúmplice,
mas sem fazer alarde, nem dizendo
"Olha que estou tendo muita
paciência com você"!

Que se me entusiasmo por alguma coisa,
o outro não a diminua,
nem me chame de ingênua,
nem queira fechar
essa porta necessária
que se abre para mim,
por mais tola que lhe pareça.

Que, quando sem querer,
eu digo uma coisa bem
inadequada diante de mais pessoas,
o outro não me exponha
nem me ridicularize.

Que quando levanto de madrugada
e ando pela casa,

o outro não venha logo
atrás de mim reclamando:
”Mas que chateação essa sua mania,
volta pra cama!”

Que se eu peço um segundo
drinque no restaurante,
o outro não comente logo:
"Poxa, mais um?"


Que se eu eventualmente perco a paciência,
perco a graça e perco a compostura,
o outro ainda assim me ache linda
e me admire.

Que o outro, filho,
não me considere sempre disponível,
sempre necessariamente compreensiva,
mas me aceite quando não estou
podendo ser nada disso.
marido,
amante,
amigo,

Que, finalmente,
o outro entenda que mesmo
se às vezes me esforço,
não sou, nem devo ser,
a mulher-maravilha,
mas apenas uma pessoa:
vulnerável e forte,
incapaz e gloriosa,
assustada e audaciosa,
apenas...

"uma mulher".

O corpo é o último a perdoar



Rod Streiger, numa entrevista com Oprah Winfrey, relatou que teve depressão durante décadas, iniciada após ter feito uma cirurgia. Ele a descreve assim: Eu comecei a entrar lentamente numa névoa gordurosa, amarela e espessa que permeou meu corpo, meu coração, meu espírito e minha alma. Ela me tomou, roubando-me a vida.

Sempre que você estiver numa situação que pode causar a sua morte, pode acontecer em seu psiquismo a configuração de um trauma, porque há como que uma memória genética no ser humano que denuncia uma fragilidade diante da morte. Com o desenvolvimento de outras partes mais nobres do cérebro, a parte instintiva ficou como que muito inativa. Então, quando acontece a eminência da morte (pode ser qualquer situação, até uma extração de dente, um vestido rasgado na festa de quinze anos), o cérebro humano fica confuso, inibe o nosso impulso instintivo, e prende a energia criada por aquele fato.
No entanto, o trauma não está no acontecimento em si, mas sim no resíduo congelado de energia que não foi resolvido e descarregado. Este resíduo ficará preso no sistema nervoso onde poderá causar danos ao corpo e ao Espírito.

Nancy, numa sala de aula na faculdade teve uma grave crise de pânico e desenvolveu a síndrome agorafobia (medo de lugares abertos, públicos). Foi a uma clínica, estava em péssima condição emocional. Diante dela e não tendo nenhuma pista, o terapeuta, intuitivamente, sugeriu que ela imaginasse naquele momento a presença de um tigre e que ela tinha de correr, se esconder e subir numa árvore, para se livrar daquele animal. De pronto, ficou atônita, as pernas tremeram e ela deu um grito lancinante. Ficou prostrada, imobilizada e daí em diante passou a falar de uma situação que vivera quando ainda era menina, fora imobilizada com truculência numa mesa cirúrgica, para extração das amígdalas. Como se vê, esse fato acontecido quando era menina, teve repercussão em seu corpo e se manifestou vintes anos depois. Ao sair do consultório, ela disse que “se sentia ela própria, de novo”.

Nem sempre se torna necessário o processo catártico e a lembrança ou sensação do fato causador do trauma, basta apenas se realizar um processo que possa desalojar o “quantum” de energia que esteja retido, guardado no sistema nervoso da criatura. Uma simples conversa, você relatar o que aconteceu ou que sente, pode ser o suficiente para destravar a energia bloqueada. E a partir daí, surge a cura.

Noutras vezes, é preciso se elaborar um caminho perceptivo, onde os órgãos do corpo humano funcionam como portais, através dos quais poderemos encontrar a fonte de energia represada. Nesse caso, poderá ser interessante realizar um exercício onde você possa perceber cada parte do seu corpo, nesse passo, basta apenas sentir, evite tentar entender, apenas sinta, respire e observe suas partes corporais.

Elabore imagens de pássaros cantando em sua janela; o riso de crianças brincando no quintal; uma fina corrente de água, batendo nas pedras e jogando gotinhas frescas em seu rosto; você está vendo o Sol se por entre duas montanhas, deixando no céu um rastro colorido. Sinta as imagens, abra espaço em seu Universo para que esses sons, imagens e sensações percorram cada parte do seu corpo.

Não, o trauma não é um monstro que precisa ser destruído. Ele não foi criado por alguém, não há punição, desleixo, desatenção, desastre. Foi apenas uma atitude do seu corpo se protegendo; seu cérebro buscou um caminho para que você não sofresse tanto. Tenha paciência, aguarde, deixe tudo acontecer naturalmente. Passo a passo você poderá soltar essa energia.

Pegue fotos antigas da família, de passeios, de pessoas que fazem parte de sua história, tanto em casa como no trabalho. Observe a fotografia, com atenção, examine cada detalhe de quem está ali. Recorde-se de tudo o que vier em sua mente, procurando detalhes, cores, formas e tempo. Respire naturalmente, relaxe. Sinta o efeito da energia que vem dessas lembranças, dessas pessoas. Observe tudo e deixe que a energia circule em seu corpo e mente, como se você estivesse num rio e a água estivesse batendo em seu corpo, subindo e descendo sobre você, molhando suas pernas e pés... Observe tudo e sinta.

Uma internauta me diz que "quando alguém me dizia que eu poderia me curar se eu buscasse dentro de mim, eu me aborrecia e dizia que os problemas musculares eram causados por um desvio na coluna. Aprendi que o corpo físico é o último a perdoar. Lembrei-me de uma experiência ocorrida, comigo. Eu tenho um irmão que é mais novo do que eu, 14 anos (somos 9 irmãos, sou a nº 4). Sempre que nos aproximávamos eu sentia um aperto no coração e não identificando o motivo achava que ele não gostasse de mim. Por este motivo fui me afastando, sem nunca ter Comentado este fato, com ninguém. Um dia, fazendo exercícios de perdão, eu disse: "eu me perdôo e
peço perdão a todos que eu um dia magoei". A imagem de meu irmão apareceu em minha frente, quando ele era criança. Me lembrei de que eu havia escutado de uma pessoa que se dizia vidente que eu perderia um dos dois irmãos caçulas. Na minha, desejei que então fosse este irmão. Felizmente, nada aconteceu e tudo foi esquecido, por mim, até o momento desta prece. Ao recordar, senti o mesmo aperto no coração e entendi o que acontecia comigo, em relação a ele. Fiz uma prece, me perdoei, realmente, por isto e abracei o espírito dele, pedindo que também me perdoasse, por este pensamento tão triste do passado. Ele nunca soube disto, mas hoje, quando nos encontramos, meu coração fica feliz e nos abraçamos alegres. Ele mora no apartamento acima do meu e antes disto, nos víamos esporadicamente. Hoje, nos vemos todos os dias, trocamos confidências, viajamos juntos. Mesmo sem saber de nada, a forma dele se dirigir a mim mudou completamente. Aquela frieza do passado não existe mais".

Uma experiência incrível. E uma prova extraordinária de que somos, sim, a criatura divina, a excelência de Deus. É isto, você é a excelência divina, a obra prima da criação e a mão de Deus está dia a dia modelando seu corpo e alma, para tornar você o Anjo que há de na Terra resgatar o Céu, perdido em eras remotas

 

Curativos





Hoje, acordei sentindo uma grande dor no peito.

Sentei-me ao pé da cama,

coloquei minha mão sobre meu peito,

e perguntei ao meu coração:

O que você tem?

Porque está tão inquieto dentro de mim?

Você está doente?



Fiquei uns minutos em silêncio

e aí foi minha alma

a começar a ficar inquieta...

Perguntei a ela..

O que tens?

Porque se atormenta

dentro de mim?



Minha alma disse:

Estou assim porque você está assim;

Você me faz perguntas, mas não tenho as respostas

e sei que isso a faz infeliz...

Você se sente tão pequena,

e isso me faz pequena também...

Você queria ser diferente e eu fico triste por você...

Você está tão só, e eu me sinto sem você...



Mais uma vez tornei a ficar em silêncio...

E foi aí que meu coração

meio confuso me respondeu...

Estou tão triste...

Sinto-me tão pequeno...

Estou magoado com você!

Fiquei sem jeito e perguntei...

O que foi que eu te fiz?



Ele respondeu...

Você sofre tanto com as pessoas,

preocupa-se com elas, é atenciosa,

procura ser prestativa e sempre se decepciona...

Você ama e depois sofre

e fala que a culpa é minha...

Você espera por algo que não vem e fica triste...

Aí você chora e dói em mim...



Preciso de curativos

para um coração partido...

Curativos bons.

Perguntei ao meu coração:

Como assim bons?



Ele respondeu...

Curativos que estanquem essa sua tristeza,

essa sua mágoa, essa sua solidão...

Que estejam com você nos dias frios

e nas noites vazias,

nos dias de tempestade

e nas horas que você se sentir tão só...



Que eles sejam tão grandes

que possam envolver seu corpo

em um abraço cheio de ternura

e que você se sinta segura e amparada...

Curativos que lhe façam sentir

o quanto você é especial e amada,

mesmo que você nunca tenha sentido esse amor,

nem de seus próprios pais...



Preciso de bons curativos,

que não sejam eternos,

afinal nada é para sempre,

mas, que não sejam descartáveis...

Curativos que absorvam

esse sofrimento, essa dor...

Essa ferida que não se vê,

apenas se sente...



Que sejam fortes, e a prova d’água,

para que não se estraguem com suas lágrimas!

Que sejam macios para poder lhe fazer carinho

nos dias em que você se sentir carente...

Curativos que acima de tudo

nunca a decepcionem,

prometendo coisas que não cumprem...



Curativos companheiros e sinceros,

que se importem realmente com você...

Não quero pena, quero amor...

Amor de verdade.

Preciso que você também se ame

e prometa que vai procurar cuidar mais de mim,

sou parte de você

e se você sofre eu também sofro...



Queria poder colocar você

dentro de mim,

secar suas lágrimas, ninar você...

Dizer-lhe que tudo vai passar,

e lhe proteger das decepções da sua vida,

afinal você já sofreu tanto

que não sei como ainda consigo

bater forte em seu peito...



Você é especial...

Pena...

Ninguém perceber isso!

Preciso de Curativos

para um coração partido...

Alfabeto emocional


de alguns longevos saudáveis e concluiu que além

das características biológicas,

o denominador comum entre todos eles

está em suas condutas e atitudes.



“Cada pensamento gera uma emoção e cada

emoção mobiliza um circuito hormonal

que terá impacto nos trilhões de células

que formam um organismo – explica -.


As condutas “S”:

serenidade, silêncio, sabedoria, sabor, sexo, sono, sorriso,

promovem secreção de Serotonina,

…enquanto que as condutas “R”:

ressentimento, raiva, rancor, repressão, resistências,

facilitam a secreção de CoRtisol,

um hormônio coRRosivo para as células,

que acelera o envelhecimento.



As condutas “S” geram atitudes “A”:

ânimo, amor, apreço, amizade, aproximação.

As condutas “R” pelo contrário geram atitudes “D”:

depressão, desânimo, desespero, desolação.



Aprendendo este alfabeto emocional,

lograremos viver mais tempo e melhor,

porque o “sangue ruim”

(muito cortisol e pouca serotonina)

deteriora a saúde, oportuniza as doenças e

acelera o envelhecimento.



O bom humor, pelo contrário, é a chave

para a longevidade saudável.”



Tenha uma excelente vida!

Plena de Serotonina!!!

O Dr. Juan Hitzig estudou as características

O POÇO E A PEDRA



Um monge peregrino caminhava por uma estrada quando, do meio da relva alta, surgiu um homem jovem de grande estatura e com olhos muito tristes. Assustado com aquele aparecimento inesperado, o monge parou e perguntou se poderia fazer algo por ele.

O homem abaixou os olhos e murmurou envergonhado:

- Sou um criminoso, um ladrão. Perdi o afeto de meus pais e dos meus amigos. Como quem afunda na lama, tenho praticado crime após crime. Tenho medo do futuro e não sinto sossego por nenhum instante. Vejo que o senhor é um monge, livre-me então desse sofrimento, dessa angústia! Pediu ajoelhando-se.

O monge, que ouvira tudo em silêncio, fitou os olhos daquele homem e alguns instantes depois disse:

- Estou com muita sede. Há alguma fonte por aqui?

Com expressão de surpresa pela repentina pergunta, o jovem respondeu:

- Sim, há um poço logo ali, porém nele não há roldana, nem balde. Tenho aqui, no entanto, uma corda que posso amarrar na sua cintura e descê-lo para dentro do poço. O senhor poderá tomar água até se saciar. Quando estiver satisfeito, avise-me que eu o puxarei para cima.

O monge sorrindo aceitou a idéia e logo em seguida encontrava-se dentro do poço.

Pouco depois, veio a voz do monge:

- Pode puxar!

O homem deu um puxão na corda empregando grande força, mas nada do monge subir. Era estranho, pois parecia que a corda estava mais pesada agora do que no início. Depois de inúteis tentativas para fazer com que o monge subisse, o homem esticou o pescoço pela borda, observou a semi-escuridão do interior do poço para ver o que se passava lá no fundo. Qual não foi sua surpresa ao ver o monge firmemente agarrado a uma grande pedra que havia na lateral.

Por um momento ficou mudo de espanto, para logo em seguida gritar zangado:

- Hei! que é isso? O que faz o senhor aí? Pare já com essa brincadeira boba! Está escurecendo, logo será noite. Vamos, largue essa rocha para que eu possa içá-lo.

De lá de dentro o monge pediu calma ao rapaz, explicando:

- Você é grande e forte, mas mesmo com toda essa força não consegue me puxar se eu ficar assim agarrado a esta pedra. É exatamente isso que está acontecendo com você. Você se considera um criminoso, um ladrão, uma pessoa que não merece o amor e o afeto de ninguém. Encontra-se firmemente agarrado a essas idéias. Desse jeito, mesmo que eu ou qualquer outra pessoa faça grande esforço para reerguê-lo, não vai adiantar nada.

- Tudo depende de você. Somente você pode resolver se vai continuar agarrado ou se vai se soltar. Se quiser realmente mudar, é necessário que se desprenda dessas idéias negativas que o vêm mantendo no fundo do poço.

Desprenda-se e liberte-se.

A escuridão nada mais é do que a falta de luz, assim como o mal é a ausência do bem. Quando pensamentos negativos turvarem seus pensamentos, ocultando seus melhores sentimentos, busque a luz da verdade e o caminho do bem.

Abandone as pedras da ignorância e do medo que o mantêm prisioneiro de suas próprias imperfeições, nos poços do egoísmo e do orgulho.
Largue a pedra e acenda a luz!

Uma formiga me levou a orar


Outro dia, vi uma formiga que carregava uma enorme folha.
A formiga era pequena e a folha devia ter, no mínimo,
dez vezes o tamanho dela.
A formiga a carregava com sacrifício.

Ora a arrastava, ora a tinha sobre a cabeça.

Quando o vento batia, a folha tombava,
fazendo cair também a formiga.

Foram muitos os tropeços, mas nem por isso
a formiga desanimou de sua tarefa.
Eu a observei e acompanhei, até que chegou
próximo de um buraco, que devia ser
a porta de sua casa.

Foi quando pensei:
“Até que enfim ela terminou seu empreendimento”.
Ilusão minha. Na verdade, havia apenas
terminado uma etapa.

A folha era muito maior do que a boca do buraco,
o que fez com que a formiga a deixasse do lado
de fora para, então, entrar sozinha.
Foi aí que disse a mim mesmo:

“Coitada, tanto sacrifício para nada.”

Lembrei-me ainda do ditado popular:
“Nadou, nadou e morreu na praia.”
Mas a pequena formiga me surpreendeu.
Do buraco saíram outras formigas,
que começaram a cortar a folha em pequenos pedaços.

Elas pareciam alegres na tarefa.
Em pouco tempo, a grande folha havia desaparecido,
dando lugar a pequenos pedaços e eles estavam
todos dentro do buraco.

Imediatamente me peguei pensando em minhas
experiências. Quantas vezes desanimei diante
do tamanho das tarefas ou dificuldades?
Talvez, se a formiga tivesse olhado para o tamanho
da folha, nem mesmo teria começado a carregá-la.

Invejei a persistência, a força daquela formiguinha.

Naturalmente, transformei minha reflexão em
oração e pedi ao Senhor:

Que me desse a tenacidade daquela formiga,
para “carregar” as dificuldades do dia-a-dia.
Que me desse a perseverança da formiga,
para não desanimar diante das quedas.

Que eu pudesse ter a inteligência,
a esperteza dela,
para dividir em pedaços o fardo que,
às vezes, se apresenta grande demais.
Que eu tivesse a humildade
para partilhar com os outros
o êxito da chegada,
mesmo que o trajeto tivesse sido solitário.

Pedi ao Senhor a graça de, como aquela formiga,
não desistir da caminhada, mesmo quando
os ventos contrários me fazem
virar de cabeça para baixo,
mesmo quando, pelo tamanho da carga,
não consigo ver com nitidez
o caminho a percorrer.


A alegria dos filhotes que, provavelmente,
esperavam lá dentro pelo alimento,
fez aquela formiga esquecer e
superar todas as adversidades da estrada.

Após meu encontro com aquela formiga,
saí mais fortalecido em minha caminhada.

Agradeci ao Senhor por ter colocado aquela formiga
em meu caminho ou por me ter feito passar
pelo caminho dela.

Sonhos não morrem,

apenas adormecem

na alma da gente.

Viagem Interior






Na luz do dia

na plena Luz do dia

lembre-se...

lembre-se da Luz que você é!

lembre-se da consciência que você é!

lembre-se da Luz divina que você é!


Dessa Luz

que vestiu um corpo humano

para respirar a brisa

que vem do mar ou da mata...

respirar a brisa

carregada de aromas vegetais!


Para admirar

a beleza do pôr do Sol,

respirar o luar,

nadar no mar

e andar ao luar,

para compartilhar

da Grande Aventura!

compartilhar

da Criação Permanente do Universo!



Assim, nesse estado de graça,

nesse estado de felicidade

e de realidade plena,

com carinho, lembre-se...

lembre-se de um momento

de plenitude!!!



Lembre-se desse dia,

quando você estava

ao melhor da sua vitalidade,

e você estava passeando

na beira mar ou na mata.

Deixe seu corpo se lembrar,

se lembrar dessa sensação

de Paraíso Terrestre,

seu corpo se lembrar dessa leveza,

dessa força tranqüila,

dessa vitalidade encantada!

e você admirava

a beleza natural de uma árvore

ou das ondas do mar na praia...

com seu corpo admirava

a beleza natural do lugar.

E você sabe, seu corpo sabe:

assim fazendo,

você está falando

com uma tremenda inteligência,

com a inteligência orgânica em você.



Assim fazendo,

a inteligência orgânica em você

se lembra...

se lembra como despertar

e manter uma saúde plena,

uma saúde de Paraíso Terrestre,

em alegria com a Natureza, com a Vida.



Com seu corpo inteiro sentindo,

lembrando-se desse passeio

em plena felicidade,

deixando o passeio

de novo

encantar seu corpo,

se alegrar no seu corpo,

se deliciar.



E enquanto seu corpo

memoriza de novo

esse bem estar

em plenitude,

você continua

se lembrar,

e deixa nascer em você

uma canção,

como uma respiração!

como a respiração

que vem da terra,

vem do mais profundo,

que vem das raízes,

das plantas, da terra,

da Terra Divina,

a canção natural

das árvores e das plantas!

a canção da seiva

e da primavera

subindo da terra,

Subindo no seu corpo,

o cantar dos pássaros

e a beleza do levantar do Sol,

a beleza do levantar do Sol

massageando seu corpo,

se deliciando no seu corpo...

A Felicidade cura tudo.

Cura o Corpo.

Cura A Alma.

Cura o Destino.


Deixemos de nos Julgar.

Deixemos de rejeitar parte de nós!

SEJA FELIZ COM VOCÊ!

MILAGRES







Milagre para mim,

é ver a chuva molhar

os campos e reacender aquele cheiro

bom de terra molhada,

cheiro de banho de natureza,

que faz brotar sementes e até sonhos....



Milagre é olhar o céu

e ver aquele mundão

de estrelas, ali, tudo juntinho

sem competir, sem se esbarrar

e sem nenhuma empatar

o brilho da outra...



Milagre é

essa diversidade de flores que

Deus planta pra aqui e pra acolá,

só para colorir o caminho da gente

assim como quem não quer nada

mas querendo nos ver felizes...




Milagre é

tudo que o homem inventou

com a inspiração que Deus deu,

telefone, luz elétrica, rádio,

TV, cinema, etc.

Eu não sei como isso funciona

e nem quero aprender,

mas que é milagre É..



Milagre é o que a genética faz:

De uma coisa piquititinha de nada,

cria um embrião que vira pessoa,

e que Deus aprova,

porque a alma é Ele que coloca....




Milagre para mim,

é esse mundão sem porteira,

sem eira, sem ter um canto para o vento

fazer a curva sem ter começo delimitado

e nem fim...



Milagre é

quando olho para meus filhos

e vejo traços físicos meus,

quando adentro suas almas

e vejo traços de anjos,

aí eu agradeço a Deus

infinitas vezes, por esse milagre...




Milagre é

a inocência das crianças que falam

na cara da gente o que pensam.

Pequeno Buda de 6 anos,

falou que Deus é bom

porque faz nuvens com forma

de bichinhos fofos....




Milagre é

acordar de manhã, abrir a janela

e ver o amanhecer lindo

que Deus coloriu,

cada dia de um jeito,

faz tudo com capricho e carinho.

Ah, acordar já é milagre, e dos maiores...




Milagre é

quando Deus esquece de dar um irmão pra gente,

ai Ele acode e dá o irmão com o nome de amigo

esse é um dos milagres que eu adoro receber....




Milagre é

quando alguém que amamos,

sem querer, despedaça o nosso coração

em um fantastilhão de pedaços,

e a gente pensa que vai morrer.

Ai aparece alguém

com uma cola mágica e conserta




Milagre é ser um doador de órgãos,

pois quando Deus chama

para voltar para casa,

só chama o espírito,

e esse chega perfeito,

se do corpo ficar algo

é para aperfeiçoar uma outra vida...




Milagre é

a natureza que a neve mata

ou o fogo destrói,

ai nasce tudo de novo sem se importar

se vai ser destruída novamente,

acho esse milagre lindo!




Milagre é

quando vejo pessoas ajudando

as vítimas da fome, do frio,

do desabrigo e do desamor

tem gente que chama isso de solidariedade,

eu chamo de milagre...




Milagre,

é essa tal de internet que fez

minha mensagem chegar até você

que as vezes não conheço o rosto,

o nome, e nem sei dos sonhos...

Agora, se te fiz feliz,

ganhei o dia e o aval de Deus!

 

Saudade...




Um dia a maioria de nós
irá se separar.
Sentiremos saudades
de todas as conversas jogadas fora,
das descobertas que fizemos,
dos sonhos que tivemos,
dos tantos risos e momentos que
compartilhamos.



Saudades até dos momentos de
lágrimas, da angústia, das
vésperas de finais
de semana, de
finais de ano.
Enfim... do companheirismo
vivido.



Em breve cada um vai pra seu lado,
seja pelo destino,
ou por algum desentendimento,
segue a sua vida.
Talvez continuemos a nos encontrar.
Quem sabe, nos e-mails trocados...



Podemos nos telefonar,
conversar algumas bobagens...
Passarão dias, meses, anos...
até este contato tornar-se
cada vez mais raro.
Vamos nos perder no tempo...



Um dia nossos filhos verão aquelas
fotografias e perguntarão:
Quem são aquelas pessoas?

Diremos que eram nossos amigos.

A saudade vai apertar
bem dentro do peito.
Vai dar uma vontade de ligar,
ouvir aquelas vozes novamente...

E isso vai doer tanto...

Quando o nosso grupo estiver incompleto...
nos reuniremos para um
último adeus de um amigo.



Entre lágrimas, nos abraçaremos.
Faremos promessas de nos encontrar
mais vezes daquele dia em diante.



Por fim, cada um vai para o seu lado
para continuar a viver
a sua vida isolada do passado.
E nos perderemos no tempo mais uma vez.



Por isso, fica aqui um pedido
desta humilde amiga:

não deixe que a vida passe em branco
e que pequenas adversidades
sejam a causa de grandes tempestades...



“Eu poderia suportar,
embora não sem dor,
que tivessem morrido
todos os meus amores,
mas enlouqueceria
se morressem
todos os meus amigos”

Vinícius de Moraes




Aos meus nobres amigos e amigas.

Muita paz, muita luz!

Você é...




Você é forte quando apesar de sua mágoa, ensina a sorrir.

Você é corajoso quando supera seu temor e ajuda os outros a fazer o mesmo.

Você é feliz quando vê uma flor e se vê abençoado.

Você é amoroso quando sua própria dor não lhe faz cego à dor dos outros.

Você é sábio quando conhece os limites de sua sabedoria.

Você é verdadeiro quando admite que existem vezes em que você se engana.

Você está vivo quando a esperança de amanhã significa mais a você do que o erro de ontem.

Você é livre quando têm o controle de si e não deseja controlar os outros.

Você é honrado quando descobre que sua honra é honrar os outros.

Você é generoso quando pode receber tão docemente quanto você pode dar.

Você é humilde quando você não sabe como pode ser humilhado.

Você é atencioso quando me vê exatamente como sou e me trata exatamente como você é.

Você é misericordioso quando perdoa, nos outros, as faltas que você condena em si mesmo.

Você é belo quando não precisa que um espelho lhe conte.

Você é rico quando nunca precisa mais do que o que você tem.

Você é você quando está em paz com quem você é.

Você é... Apenas Você!


Quebrando pedras e perfumando almas



Eu nada sabia sobre Fibromialgia, até conhecer esta amiga internauta que está transitando pelo Universo ainda nebuloso dessa doença. Ela diz “eu estava desistindo e desacreditando de tudo e de todos... Muitas dores... Cansada, de verdade; um dia, lendo o site Somostodosum por indicação de uma amiga, vi um artigo escrito por um terapeuta holístico, dizendo que pode ler a alma das pessoas. Achei interessante alguém ler minha alma. Quem sabe ele poderia ler a razão das dores? Quantas pessoas me falaram que as dores estão na alma! Mandei um e-mail pedindo ajuda”. Ao receber a resposta, senti uma energia de amor universal tão grande que meu coração começou a bater fortemente e meus olhos se encheram de lágrimas. Ele não me falou de dores, ele sentiu a minha alma. Naquele momento deixei de desejar melhoras. Passei a desejar a minha cura e acreditar nela. Algo, dentro de mim, mudou.

Hoje sinto as dores, mas parece que elas estão distantes de mim, que elas não me pertencem. Tenho tido dias de alívio intenso. Me sinto com coragem para ter certeza de que elas não me pertencem, mas estão se manifestando porque estou, ainda, aprendendo com elas, que teimam em aparecer.
Não sei o que aconteceu comigo, mas sei que foi mágico, pois Deus me enviou um mensageiro o qual tocou meu coração que, naquele instante, explodiu em bênçãos de amor e carinho. A fé, a esperança, a força e a luz voltaram a povoar meu universo”.

Eu sempre costumo dizer que sim, posso ser como ela diz, um mensageiro de Deus, mas tenho absoluta convicção de que todo ser humano pode ser um emissário divino. Uma planta, um animal, uma noticia de jornal, um livro dado de presente, uma visita inesperada, enfim, Deus se manifesta de muitos jeitos e com certeza tem sempre algo ou alguém que se transforma em portador de uma mensagem divina.

“Hoje sinto as dores, mas parece que elas estão distantes de mim, que elas não me pertencem”. Veja que interessante isso. Você que está acometido por dores ou doenças insidiosas, que teimam em permanecer no seu corpo por muito tempo, observe bem a consciência dessa amiga, ela sente ainda as dores, mas dá um comando forte para seu cérebro, “essas dores não me pertencem, estão distantes de mim”.

Sim, eu sei que uma dor dói, mas entendo que a importância que damos e o medo que temos da dor pode aumentá-la. Então, será interessante que você inicie um processo contra ela e em seu benefício. Dê essa ordem para seu corpo, dizendo que ela está distante, imaginando-a fora de seu Universo, despache-a, imaginando-a sendo colocada num barco e lançada em alto mar. Observe-a sumindo lá no horizonte. E sinta-se mais confortado, mais livre dessa pertinaz sensação. Você pode e Deus abençoará seu esforço e determinação.

Ela continua sua narrativa, falando de sua história. “Nas minhas experiências para tratamento da Fibromialgia, aprendi muito. Foram anos de muita procura. Aprendi a exercer a tolerância, cavei um túnel dentro de mim e percorri todas as estradas, quebrando pedras e plantando flores, retirei alguns espinhos e ervas daninhas, aprendi a exercer a caridade usando a sabedoria que estava escondida atrás das pedras, nestas estradas. Abracei a espiritualidade e fui acolhida em seus braços, desenvolvi a mediunidade, trabalhei em Centro Espírita, Terreiro de Umbanda, iniciei em Umbanda Esotérica, formei grupo e trabalhei em socorro de casa em casa, freqüentei os Mestres Ascencionados onde fiz iniciação, apliquei Reiki e recebi também, tomei remédios, fiz hipnoses, regressões, cura do inconsciente, yoga, psicoterapia, acupuntura, hidroginástica, experiência somática, muita fisioterapia, injeções na Clínica de dor, tratamento de cura dos antepassados, exercitei tudo que eu pude alcançar, para a minha melhora. Consegui o meu crescimento espiritual, moral e emocional”.

Essa é a trajetória de muitas criaturas, envolvidas pela dor. Essa internauta nos mostra como ela está lidando com esse processo. Cava túneis, como diz ela, quebra pedras e encontra flores, e vai pelo mundo perfumando sua alma e procurando respostas e o que é muito interessante, dando respostas e apoio, por onde passa, porque atualmente é uma ativa colaboradora do Projeto Mutação.

Ela diz: “Quantas pessoas estão sendo iluminadas por sua existência, receba tudo de melhor que eu posso lhe oferecer, por toda minha vida, meu amigo, através de seu exemplo e de suas palavras, nos tornamos linhas tortas por onde Deus vai escrevendo mensagens de otimismo e esperança. E com isso Ele nos coloca onde Sua Graça possa nos alcançar e proteger”.

É bastante importante o que ela diz, porque deve confortar a alma de quem sofre, saber que Deus coloca a Sua Graça, a Sua Presença ao nosso alcance. Você pode, da sua cadeira de rodas, da sua cama, desse lugar onde você vive, dessa penumbra severa que oprime seu coração, estender as mãos e encontrar a Mão de Deus... que coisa maravilhosa! Sinta o poder das palavras dessa mulher e perceba que corre por sua espinha, por seu corpo, inundando sua alma, uma corrente de amor, uma força misteriosa que desalgema você dessa dor...

Agora, preste atenção nisso que vou relatar. Atendi uma cliente na clínica, com Fibromialgia, eu nada conhecia do assunto e para auxiliá-la, iniciei pesquisas, logo depois uma outra pessoa veio me procurar com um processo que entendo também ser Fibromialgia. Continuei pesquisando. Um dia uma psicóloga que trabalha comigo veio conversar e do nada", como se diz, me falou sobre Fibromialgia. Falei da minha pesquisa e ela indicou um floral que entende ser apropriado, dias depois apareceu na clínica (alguém deixou na recepção) uma revista com reportagem sobre Fibromialgia, tirei xerox, guardei e logo depois, mais duas pessoas internautas me escreveram falando do assunto. Uma delas falou do livro “O Toque que Cura” (tenho ele e adoro, é sobre Jin Shin Jyutsu). Utilizo-o minhas atividades como terapeuta holístico. É muito bom. Você percebe que nesses fatos todos havia algo que dirigia todos os fatos e as pessoas?.

A Fibromialgia ainda requer estudos, pesquisas e, principalmente, muita coragem de quem esteja envolvido por esse processo, mas será sempre importante que você busque observar-se e acreditar em si próprio e em Deus. E lutar tenazmente como está fazendo esta internauta e muitas outras pessoas. Quebre as pedras do caminho, colha flores, perfume sua alma e descubra por entre as pedras a sabedoria para poder lidar com seu corpo e sua alma. Esse é o caminho e Deus está lá na frente, na estrada, pronto para te dar a Graça e a Redenção, na presença de um Anjo, de um passarinho que canta, de um amigo que te ouve com carinho. Vamos, respire fundo, olhe pela janela, veja o azul que se estende no horizonte e siga seu caminho.

LIVROS PARA CONSULTA
O Toque da Cura - Alice Burmeister e Tom Monte
O Despertar do Tigre (curando o trauma) – Peter Levine com Ann Frederick
O Corpo Sente, o Corpo Dói - Evelyn Goldenberg
Síndrome de Fibromialgia - Leon Chaibow

Wilson Francisco

Subir a Montanha


Foi por pouco tempo, mas o suficiente para gravar uma admiração profunda em minha mente, quando conversei com Gabriel Garcia Marquez. O encontro aconteceu em uma Clínica em Marbella, na Espanha, no início da década de 1980.
Eu chegava naquele dia e ele terminava sua estada.

Homem de brilho próprio; de poucas palavras com muito conteúdo, vendia serenidade. O que falamos, neste momento não importa. Mas o que carrego comigo são algumas de suas verdades, mesmo não concordando sobre todas as suas afirmações. Ficou para mim o que efetivamente me interessa e vai de encontro às minhas verdades atuais.
É importante sabermos que a verdade de ontem muda conforme nossa compreensão do momento. Tudo evolui. Por isso temos que estar atentos a esta dinâmica. O fundamental não é seguir alguém, mas assimilar dele o que nos falta. Foi assim que guardei algumas das suas verdades e as incorporei em minhas atitudes:

Dou valor às coisas, não por aquilo que valem, mas pelo que significam.
Andaria quando os demais se detivessem, acordaria quando os demais dormissem. Aprendi que um homem só tem direito a olhar o outro de cima para baixo, quando o está ajudando a levantar-se.
Aprendi que todo o mundo quer viver no cimo da montanha, sem saber que a verdadeira felicidade está na forma de subir a escarpa.
Dias atrás, falando com o meu Mestre, conversávamos sobre duas pessoas que assistíamos em seu processo evolutivo, e ele me disse:
- Saul, preste atenção nas atitudes dos dois e irá perceber que um luta, não se entrega e faz a sua parte; quer efetivamente escalar e subir a montanha.
O outro, por sua vez, quer atravessar a montanha. Não é assim que se rompem obstáculos. Eles precisam ser encarados como lições. Só assim não serão repetidos. Quando entendemos o que acontece ao nosso redor e principalmente por que acontece, começamos a aprender como não se faz.

Como sei que não existem coincidências, pois tudo é uma conspiração do Universo para que fiquemos atentos aos sinais, imediatamente associei a lição do meu Mestre com as palavras que sempre admirei em Gabriel Garcia Marquez:
… A verdadeira felicidade está na forma de subir a montanha.

O importante é analisarmos o estágio em que nos encontramos. Um deles é perceber se já adquirimos a ciência da Paz em nossas atitudes. A paciência é uma virtude que se desenvolve e não algo que se quer ter. Todos queremos ter, mas poucos conseguem exercer.

O caminho para se conseguir ter e exercer a paciência é observar as dificuldades – como e a razão pela qual acontecem - enquanto estamos escalando a montanha... Não podemos nos esquecer que ENERGIA É VIDA e jamais que vida é energia. Este conceito muda a nossa caminhada.

Sei que nos veremos...
Beijo na alma

Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.

Saul Brandalise Jr

A Mulher que lê



Um casal sai de férias para um hotel-fazenda.
O homem gosta de pescar e a mulher gosta de ler.
Uma manhã, o marido volta de horas pescando e resolve tirar uma soneca.
Apesar de não conhecer bem o lago, a mulher decide pegar o barco do marido e ler no lago.
Ela navega um pouco, ancora, e continua lendo seu livro.
Chega um guardião do parque em seu barco, para ao lado da mulher e fala:

- Bom dia, madame. O que está fazendo?

- Lendo um livro - responde, pensando: será que não é óbvio?

- A senhora está em uma área restrita em que a pesca é proibida, informa.

- Sinto muito, tenente, mas não estou pescando, estou lendo.

- Sim, mas com todo o equipamento de pesca! Pelo que sei, a senhora pode começar a qualquer momento. Se não sair daí imediatamente, terei de autuá-la, multá-la e processá-la.

- Se o senhor fizer isso, terei que acusá-lo de assédio sexual.

- Mas eu nem sequer a toquei senhora ! - diz o guardião.

- É verdade, mas o senhor tem todo o equipamento. Pelo que sei, pode começar a qualquer momento.

- Tenha um bom dia, madame - diz ele, e vai embora.

Moral da história:

"Nunca discuta com uma mulher que lê.
Certamente ela pensa."

Como melhorar a sua auto-estima





1. Transforme os lamentos em decisões. Deixe a atitude passiva de lado e assuma para si a responsabilidade de promover mudanças.
2. Escolha objetivos possíveis, mesmo que você tenha que conquistá-los pouco a pouco. Metas inatingíveis são o caminho mais fácil para a frustração e uma nova recaída na auto-estima.
3. Trabalhe seu auto- conhecimento questionando sobre seus valores e analisando o que é realmente importante para você. Isto vai ajudá-lo a tomar decisões e mudar atitudes.
4. Assuma seus defeitos e se aceite do jeito que você é. Não se trata de ser acomodado, pelo contrário. Tente melhorar o que for possível, mas não exagere buscando perfeição em tudo. Essa busca é infinita, e você pode estar desperdiçando tempo e esforços que poderiam ser dedicados a outras atividades mais produtivas e prazeirosas.
5. Encare o fracasso como algo normal. Aproveite-o como uma lição valiosa para encarar os novos desafios, e não como prova de incapacidade.
6. Expresse suas opiniões, desejos. Por outro lado, respeite as opiniões de outras pessoas. Respeitar não significa que você deva concordar necessariamente com elas.
7. Diversifique e amplie suas relações.
8. Pequenas atitudes podem significar muito: um telefonema, uma festa com os amigos, arrumação do quarto, etc.
Atenção:
1. Dê um passo de cada vez. Querer resolver tudo de uma vez na maioria das vezes não é uma atitude realista.
2. Não caia na tentação do álcool para esquecer os problemas e obstáculos. O melhor é enfrentá-los de forma otimista, sem subestimá-los ou, ao contrário, achar que são intransponíveis.

Thais Behring

MIGALHAS



s.f. – fragmentos, pedacinhos, restos, sobras


Podes guardar o pão

para muitos dias,

ainda que o excesso

de tua casa

signifique ausência do essencial

entre os próprios vizinhos;

todavia, quanto puderes,

alonga a migalha de alimento

aos que fitam debalde

o fogão sem lume.




Podes conservar armários

repletos de veste inútil,

ainda que a traça

concorra contigo à posse

do pano devido

aos que se cobrem

de andrajos;

no entanto, sempre que possas,

cede a migalha de roupa

ao companheiro que sente frio.




Podes trazer bolsa farta,

ainda que o dinheiro supérfluo

te imponha

problemas e inquietações;

contudo,

quanto puderes,

oferece a migalha de recurso

aos irmãos

em necessidade.




Podes alinhar

perfumes e adornos

para uso à vontade,

ainda que pagues caro

a hora do abuso;

mas, sempre que possas,

estende a migalha de remédio

aos doentes

em abandono.




Um dia,

que será certo em tua vida,

deixarás pratos cheios

e móveis abarrotados,

cofres e enfeites,

para a travessia

do novo caminho...




... Entretanto,

não caminharás perdido

na noite sem estrelas

porque as migalhas de amor

que tiveres distribuído

estarão multiplicadas

como bênçãos

e tochas de luz

em tuas mãos.

Doutoras







Certo dia, uma mulher chamada Ana foi renovar a sua carta de condução.

Quando lhe perguntaram qual era a sua profissão, ela hesitou. Não sabia bem como se classificar.

O funcionário insistiu: "o que eu pergunto é se tem uma ocupação, um trabalho."

"Claro que tenho um trabalho", exclamou Ana. "Sou mãe."

"Nós não consideramos isso um trabalho. Vou por dona de casa", disse o funcionário friamente.

Uma amiga de Ana, a Marta, soube do que se passara e, durante algum tempo, meditou no assunto.

Num determinado dia, encontrou-se em situação idêntica. A pessoa que a atendeu era uma funcionária de carreira, segura, eficiente.

O formulário parecia enorme, interminável.

A primeira pergunta foi: "qual é a sua ocupação?"

Marta pensou um pouco e sem saber bem como, respondeu:

"Sou doutora em desenvolvimento infantil e em relações humanas."

A funcionária fez um ar de estupefacção e Marta repetiu palavra por palavra a sua afirmação.

Depois de ter anotado tudo, a jovem ousou perguntar:

"Posso saber, o que é que a senhora faz exactamente?"

Sem qualquer hesitação, em tom firme, com muita calma, Marta explicou: "Desenvolvo um programa a longo prazo, dentro e fora de casa."

Pensando na sua família, ela continuou: "sou responsável por uma equipa e já recebi quatro projectos. Trabalho em regime de dedicação exclusiva. O grau de exigência é de 14 horas por dia, por vezes mesmo de 24 horas."

À medida que ia descrevendo suas responsabilidades, Marta notou um crescente tom de respeito na voz da funcionária, que preencheu todo o formulário com os dados fornecidos.

Quando regressou a casa, Marta foi recebida pela sua equipa: três meninas de 13, 7 e 3 anos.

"Mãe, onde estão os meus sapatos? Mãe, ajuda-me a fazer os deveres? Mãe, o bébé não para de chorar. Mãe, vai-me buscar à escola? Mãe, vai à minha aula de ballet? Mãe, compra-me…? Mãe...?"

Subindo ao andar de cima da casa, ouviu o seu mais jovem projecto, um bébé de seis meses, a ensaiar um conjunto de novas sonoridades.

Feliz, Marta tomou o bébé nos braços e pensou na glória da maternidade, suas múltiplas responsabilidades e horas intermináveis de dedicação...

Sentada na cama, Marta pensou: "se ela era doutora em desenvolvimento infantil e em relações humanas, o que seriam as avós?"

E logo descobriu um título para elas: doutoras-sénior em desenvolvimento infantil e em relações humanas.

As bisavós, doutoras executivas-sénior.

As tias, doutoras-assistentes.

E todas as mulheres, mães, esposas, amigas e companheiras: doutoras na arte de tornar a vida melhor.

Num mundo em que se dá tanta importancia aos títulos, em que se exige sempre especialização nas mais diversas áreas profissionais,
torna-te um(a) especialista na arte de amar.

Envia esta mensagem a todas as mulheres...

Mostra-lhes que há sempre “um momento” em que alguém pensa nelas....





Deixa uma mulher feliz...
Hoje...
e sempre!!!
Mas, principalmente...


SÊ FELIZ TU TAMBÉM!!!

“Não se preocupe por não poder dar
aos seus filhos o melhor de tudo...

Dê a eles o seu melhor.”

( Autor desconhecido )

Agradeço a luz

porque me mostra o caminho

e sou grata a escuridão

porque me mostra as estrelas.

 

 

Uma planta pode desmaiar? Ou Não...


dê cambalhotas de tanto rir, isto pode ser verdade!

Toda árvore e as plantas em geral são uma fonte de forças ativas. O contato com elas pode nos enriquecer de energias novas e nos transmutar internamente. Elas têm como função universal serem as mediadoras entre a Terra e o Céu, enquanto o ser humano é o intermediário entre o Céu e a Terra.

Segundo Matias Diego, há uma constante troca de energia entre as plantas e o homem, seja ao contemplar uma flor, ao cultivar uma planta em casa ou levá-la junto ao corpo. Daí talvez o velho hábito de carregar um galhinho de arruda atrás da orelha para afastar mau-olhado. E para quem pensa que esse costume seja coisa de macumbeiro ou ainda como uma atitude mística, desprovida de inteligência, quero informar que a arruda cujo nome científico é Ruta graveolens, era usada na Antigüidade por gregos e romanos, contra doenças e também na proteção contra os maus fluidos.

Este pesquisador lembra que as plantas podem até mudar o humor das pessoas. "Mas é preciso haver uma intenção de quem utiliza a planta. Tudo depende do que cada um sente. Não existe energia boa ou má. As plantas são apenas seres abertos para contatos profundos."

Uma cliente tinha dificuldades na concentração e visualização, recomendei que ela se imaginasse próxima, quase tocando num eucalipto, quando iniciasse a meditação e ela me informou o seguinte: “visualizei um eucalipto e senti como se todo o meu corpo se esticasse e acompanhasse o tronco e ramos da dita árvore, fundindo-me nela, depois apareceu nesse mesmo mundo, que eu chamo etéreo, lindas flores muito miudinhas de cor violeta que iam duma ponta a outra do horizonte, como se volitassem no ar”.

Um policial americano de nome Cleve Backster, autor do livro A Vida Secreta das Plantas, especialista em detecção de mentiras na polícia de Nova York, decidiu ligar as folhas de uma dracena (Dracaena massageana) a um galvanômetro, aparelho que mede as oscilações causadas pela emoção nas células nervosas do ser humano. Convidou três cientistas para examinar a planta. Diante dos dois primeiros, nenhuma reação, mas quando entrou o terceiro, cuja especialidade era o carbono (ele queimava plantas para realizar suas pesquisas) a planta “desmaiou”, de acordo com o que indicou o galvanômetro.

Isso quer dizer que o cientista é mau? Não, mas a planta registrou o que estava em sua atmosfera e nela estava impregnada a atitude dele de queimar plantas. Essa ocorrência serve também para que tenhamos cuidado quando julgamos alguém, pode ser que a pessoa que estamos julgando, pelo que sentimos, apenas pode estar trazendo em sua atmosfera aquela energia, porque esteve em algum lugar ou com pessoas que eram portadoras de energia daquele tipo. Ou ainda, ela pode ter tido esse tipo de atitude em vidas passadas, mas agora pensa diferente, embora traga resíduos daquele tipo de forma-pensamento.

O meu filho é uma criança muito sensível, diz uma amiga. Ontem minha sogra o levou a um Centro Espírita, estava recebendo um tratamento, graças a Deus ficou bom e foi lá para uma revisão. Ele voltou de lá muito nervoso, choroso e eu tive a impressão de estar alguém próximo dele. Chorava muito. Fiz orações em voz alta, recitei o Salmo 23 e dei um banho nele para que se acalmasse. Naquele momento, pude ver vagamente um Espírito de aparência estranha que estava ali. Depois da prece e do banho, essa imagem desapareceu e eu fiquei na janela olhando as árvores e ninando-o para que ele adormecesse.

Num dado momento, tive a impressão de sentir que as árvores se aproximaram tanto de nós a ponto de nos abraçar por inteiro e nos encher de alento e da misericórdia de Deus. Foi um momento único. Elas se aproximaram, nos abraçaram e sussurraram palavras doces de carinho e consolo. Fiquei ali embalando o meu filho e assim ele adormeceu.

Com certeza os incrédulos de plantão vão dar cambalhotas de tanto rir, porque não aceitam que uma árvore pode nos abraçar, que o eucalipto não é capaz de facilitar um processo, afinal são plantas, seres inanimados. Desmaiar, então, nem pensar.

Pois bem, D. Maria é evangélica, chegou em casa e se espantou com o estado em que se encontravam suas violetas, todas despencadas, quase mortas. Ela ama suas plantas de paixão, como se diz. Não se conteve, acocorou-se defronte delas e falou carinhosamente com cada um, tocando levemente suas folhas, como faz com seus netos e bisnetos. Ficou ali orando e olhando-as com afeto. Entrou em sua casa e foi descansar. Duas horas depois, foi observar suas queridas plantinhas. Riu intensamente, quando viu que suas violetas estavam todas empinadinhas, viçosas e muito lindas. Que milagre será esse? Ou será um efeito natural, causado por um intenso amor dedicado a estes seres que ainda não são inteligentes, mas que sentem o nosso ódio ou amor! E como sentem.

Há também os casos em que a pessoa e sua casa se encontram com energia negativa, contaminada, por acirradas disputas e discórdias. Nessas situações, é recomendável a utilização de plantas de proteção e limpeza e os resultados sempre são excelentes. Após o processo, indico que a planta, quase sempre murcha depois desse ato de abnegação e sacrifício, seja homenageada, com um funeral simbólico.

Pode ser feito assim, o funeral: Coloque o que restou da planta num papel de presente, utilize um fita prateada para atar o embrulho e faça uma oração de gratidão, visualizando-a sendo recebida pelos anjos e mestres do Universo e coloque o embrulho no recipiente de lixo.

Algumas árvores, bem conhecidas têm, no sentido energético, funções específicas e importantes. A figueira, por exemplo, é protetora das crianças; seu fruto contém as forças ocultas do Sol; o figo desenvolve o éter sexual, enquanto o carvalho é uma fonte de proteção espiritual e nele habitam os Espíritos. Os druidas realizavam cultos nas sombras do carvalho e acreditavam que os Espíritos se comunicavam com eles, através das folhagens.

Wilson Francisco

Eu Acreditei...



Um dia disseste que vinhas. Eu acreditei.
Um dia disseste que vinhas. Eu esperei.


Um dia, há muito tempo, num adeus sofrido,
disse-te que te ia sentir a falta.
Disseste que não. Mas sabias que sim.

Quis saber se seríamos amigos de verdade para sempre.
Disseste que sim. Mas sabias que não.

Um dia....ainda no tempo dos segredos,
quando até as esperas faziam sentido.

E eu esperei.
Que viesses.

Contei os segundos que se tornaram minutos,
que galgaram o tempo e se transformaram em horas.
Horas moles, como todas as de quem espera.
Como se o tempo corresse tão devagar para nós, que esperamos.

As horas viraram dias...
e eu nem reparava que a Primavera
já tinha iniciado a sua transformação.

Distraida por esperar por ti.
Ou esperava por nós.
Nós que nunca o fomos
e eu que só queria sermos capazes de sermos nós.

E a Primavera tornou-se Verão.
E os dias viraram longos
e as noites que nunca mais terminaram.
Sempre à espera.


Já não havia pôr do sol,
nem bosques encantados,
nem vales, nem montanhas,
nem principes...

já não haviam palavras
nem letras nem poemas.

Já não havia uma chuva miudinha...
já não havia um farol nem ondas no mar.

Tudo mudou
enquanto eu remoía em mim
um sentimento, devagarinho.

Fiz tudo errado.


Tive coragem. Liguei.
Tu não vieste.

Nem nesse dia, nem nunca mais...
E eu acreditava que um dia...um dia...

Hoje já não acredito.
Não posso. Não consigo.
As palavras, por si só, de nada valem....
e eu queria tanto acreditar outra vez!

Como quis acreditar um dia, em ti.
E nessa busca para te acreditar,
passou a Primavera...

E eu à tua espera...
quando tu já eras ausência.
Esperando que fosses embora sem partires,
que te guardasse para sempre em mim.
Já sem doeres.


Um dia que sem nada ter, te quis.
Faz um dia uma eternidade...
Um dia que me perdi algures em mim.


E mesmo assim perguntei:
- Ainda gostas de mim?

Disseste que sim.
Hoje eu sei que não..

A Honestidade




A história é contada por Vladimir Petrov, jovem prisioneiro de um campo de concentração no nordeste da Sibéria.

Vladimir tinha um companheiro de prisão chamado Andrey.

Ambos sabiam que daquele lugar poucos saíam com vida, pois os alimentos que se dava aos prisioneiros políticos não tinham por objetivo mantê-los vivo por muito tempo.

A taxa de mortalidade era extremamente alta, devido ao regime de fome e aos trabalhos forçados.

E como era natural, os prisioneiros, em sua maioria, roubavam tudo quanto lhes caía nas mãos.

Vladimir tinha, numa pequena caixa, alguns biscoitos, um pouco de manteiga e açúcar. Coisas que sua mãe lhe havia mandado clandestinamente, de quase três mil quilômetros de distância. Guardava aqueles alimentos para quando a fome se tornasse insuportável. E como a caixa não tinha chave, ele a levava sempre consigo.

Certo dia, Vladimir foi despachado para um trabalho temporário em outro campo. E não sabia o que fazer com a caixa.

Andrey lhe disse:

- Deixe-a comigo, que eu a guardo. Pode estar certo de que ficará a salvo comigo.

No dia seguinte da sua partida, uma tempestade de neve que durou três dias tornou intransitáveis todos os caminhos, impossibilitando o transporte de provisões.

Vladimir sabia que no campo de concentração em que ficara Andrey, as coisas deviam andar muito mal.

Só dez dias depois os caminhos foram reabertos e Vladimir retornou ao campo. Chegou à noite, quando todos já haviam voltado do trabalho, mas não viu Andrey entre os demais.

Dirigiu-se ao capataz e lhe perguntou:

- Onde está Andrey?

- Enterrado numa cova enorme junto com outros tantos prisioneiros, respondeu ele. Mas antes de morrer pediu-me que guardasse isto para você.

Vladimir sentiu um forte aperto no coração.

"Nem minha manteiga nem os biscoitos puderam salvá-lo", pensou.

Abriu a caixa e, dentro dela, ao lado dos alimentos intactos, encontrou um bilhete dizendo:

"Prezado Vladimir. Escrevo enquanto ainda posso mexer a mão. Não sei se viverei até você voltar, porque estou horrivelmente debilitado. Se eu morrer, avise a minha mulher e meus filhos. Você sabe o endereço. Deixo as suas coisas com o capataz. Espero que as receba intactas."

Andrey

Uma amizade sólida e duradoura só se constrói com fidelidade e honestidade recíprocas.

Ser honesto é dever que cabe a toda criatura que tem por meta a felicidade.
A fidelidade é uma das virtudes que liberta o ser e o eleva na direção da luz.

Agradando a Deus

Um noviço perguntou ao Abade Nicerius:

- Quais são as coisas que devo fazer para agradar a Deus?

- Abraão aceitava os estranhos, e Deus ficou contente. Elias não gostava de estranhos, e Deus ficou contente. David tinha orgulho do que fazia, e Deus ficou contente. O publicano diante do altar tinha vergonha do que fazia, e Deus ficou contente. João Batista foi para o deserto, e Deus ficou contente. Jonas foi para a grande cidade de Nínive, e Deus ficou contente.

“Portanto, não existe fórmula para isso. Pergunte a sua alma o que ela tem vontade de fazer: se você caminhar a estrada de seus sonhos, o mundo fica melhor.”

RESSENTIMENTO


SIM,

Você recebeu um tratamento péssimo daquele cliente, daquele namorado, do professor, do seu marido, dos seus pais, dos seus filhos, dos vizinhos, do seu chefe, dos seus colegas, dos amigos, dos críticos, do cachorro...

Você tem toda razão em ter sentido mágoa, tristeza e desapontamento quando isso aconteceu.

Mas sentir tais coisas só tem lógica se for naquele momento.

NUNCA MAIS.

Se você está, ainda hoje, sentindo essa decepção, essa tristeza, essa mágoa com outra pessoa, então você está ressentido, com ela. Veja com atenção o significado da palavra ressentimento:

Sentir novamente; Sentir infinitamente, para alguns.

RE-SENTIMENTO

Qual a razão de usar sua mente para sentir novamente coisas ruins, fragilidades e decepções?

Sentir coisas ruins novamente não tem absolutamente nenhuma função, exceto prender você ao passado e tornar você uma eterna vítima de alguém que nem mesmo está tentando prejudicar você mais.

Ao guardar qualquer ressentimento você está se acorrentando a alguém que lhe fez mal, mesmo que essa pessoa não queira mais isso.

Você está re-sentindo a dor que só existe em sua memória.

A outra pessoa, por pior que tenha sido, não será prejudicada por seu ressentimento.

MAS VOCÊ SERÁ!

Você desperdiçará momentos únicos das suas vinte e quatro horas para pegar o punhal que alguém usou contra você há semanas, meses, anos ou décadas atrás e, acredite ou não, você mesmo estará se apunhalando dia-após-dia, com seu re-sentimento.

Não caia na armadilha do ressentimento.

Se o caso for tão grave que tenha que ser resolvido em tribunais, deixe advogados cuidando disso e se concentre em sua vida e sua felicidade.

Viva o momento que estiver vivendo.

Esqueça as coisas ruins do passado.
Ele não existe mais.

E, se mesmo com toda a lógica do mundo, você ainda estiver "sentindo re-sentimento" e mágoa de alguém, lembre-se do que disse William Shakespeare:

"Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra.

UM ALERTA PARA OS PAIS!!!



Criando um Monstro

O que pode criar um monstro? O que leva um rapaz de 22 anos a estragar a própria vida e a vida de outras duas jovens por... Nada?

Será que é índole? Talvez, a mídia? A influência da televisão? A situação social da violência? Traumas? Raiva contida? Deficiência social ou mental? Permissividade da sociedade?
O que faz alguém achar que pode comprar armas de fogo, entrar na casa de uma família, fazer reféns, assustar e desalojar vizinhos, ocupar a polícia por mais de 100 horas e atirar em duas pessoas inocentes?

O rapaz deu a resposta: 'ela não quis falar comigo'. A garota disse não, não quero mais falar com você.
E o garoto, dizendo que ama, não aceitou um não. Seu desejo era mais importante.

Não quero ser mais um desses psicólogos de araque que infestam os
programas vespertinos de televisão, que explicam tudo de maneira muito simplista e falam descontextualizadamente sobre a vida dos outros sem serem chamados.
Mas ontem, enquanto não conseguia dormir pensando nesse absurdo todo, pensei que o não da menina Eloá foi o único. Faltaram muitos outros nãos nessa história toda.

Faltou um pai e uma mãe dizerem que a filha de 12 anos NÃO podia namorar um rapaz de 19.
Faltou uma outra mãe dizer que NÃO iria sucumbir ao medo e ir lá tirar o filho do tal apartamento a puxões de orelha.
Faltou outros pais dizerem que NÃO iriam atender ao pedido de um policial maluco de deixar a filha voltar para o cativeiro de onde, com sorte, já tinha escapado com vida.
Faltou a polícia dizer NÃO ao próprio planejamento errôneo de mandar a garota de volta pra lá.
Faltou o governo dizer NÃO ao sensacionalismo da imprensa em torno do caso, que permitiu que o tal sequestrador converssasse e chorasse compulsivamente em todos os programas de TV que o procuraram.

Simples assim. NÃO. Pelo jeito, a única que disse não nessa história foi punida com uma bala na cabeça.

O mundo está carente de nãos.
Vejo que cada vez mais os pais e professores morrem de medo de dizer não às crianças.
Mulheres ainda têm medo de dizer não aos maridos ( e alguns maridos, temem dizer não às esposas ).
Pessoas têm medo de dizer não aos amigos.
Noras que não conseguem dizer não às sogras.
Chefes que não dizem não aos subordinados.
Gente que não consegue dizer não aos próprios desejos.
E assim são criados alguns monstros.
Talvez alguns não cheguem a sequestrar pessoas. Mas têm pequenos surtos quando escutam um não, seja do guarda de trânsito, do chefe, do professor, da namorada, do gerente do banco. Essas pessoas acabam crendo que abusar é normal. E é legal.

Os pais dizem, 'não posso traumatizar meu filho'. E não é raro eu ver alguns tomando tapas de bebês com 1 ou 2 anos.
Outros gastam o que não têm em brinquedos todos os dias e festas de aniversário faraônicas para suas crias.
Sem falar nos adolescentes. Hoje em dia, é difícil ouvir alguém dizer:
Não, você não pode bater no seu amiguinho.
Não, você não vai assistir a uma novela feita para adultos.
Não, você não vai fumar maconha enquanto for contra a lei.
Não, você não vai passar a madrugada na rua.
Não, você não vai dirigir sem carteira de habilitação.
Não, você não vai beber uma cervejinha enquanto não fizer 18 anos.
Não, essas pessoas não são companhias pra você.
Não, hoje você não vai ganhar brinquedo ou comer salgadinho e chocolate.
Não, aqui não é lugar para você ficar.
Não, você não vai faltar na escola sem estar doente.
Não, essa conversa não é pra você se meter.
Não, com isto você não vai brincar.
Não, hoje você está de castigo e não vai brincar no parque.

Crianças e adolescentes que crescem sem ouvir bons, justos e firmes NÃOS crescem sem saber que o mundo não é só deles. E aí, no primeiro não que a vida dá ( e a vida dá muitos ) surtam. Usam drogas. Compram armas. Transam sem camisinha. Batem em professores. Furam o pneu do carro do chefe. Chutam mendigos e prostitutas na rua. E daí por diante.

Não estou defendendo a volta da educação rígida e sem diálogo, pelo contrário. Acredito piamente que crianças e adolescentes tratados com um amor real, sem culpa, tranquilo e livre, conseguem perfeitamente entender uma sanção do pai ou da mãe, um tapa, um castigo, um não. Intuem que o amor dos adultos pelas crianças não é só prazer - é também responsabilidade. E quem ouve uns nãos de vez em quando também aprende a dizê-los quando é preciso. Acaba aprendendo que é importante dizer não a algumas pessoas que tentam abusar de nós de diversas maneiras, com respeito e firmeza, mesmo que sejam pessoas que nos amem. O não protege, ensina e prepara.

Por mais que seja difícil, eu tento dizer não aos seres humanos que cruzam o meu caminho quando acredito que é hora - e tento respeitar também os nãos que recebo. Nem sempre consigo, mas tento. Acredito que é aí que está a verdadeira prova de amor. E é também aí que está a solução para a violência cada vez mais desmedida e absurda dos nossos dias.

O irmão e a máfia

> Esta experiência foi relatada no Dia de Assembleia especial  por Anette A. Hayford
>
> Os irmãos estavam construindo um Salão do Reino na Armênia.
> Como é de costume, o canteiro de obras era um enxame em atividade.
> Isto atraiu a atenção de mafiosos. Um bandido e seus capangas apareceram.
> O irmão que os atendeu parece que era de constituição muito franzina.
> Eles pediram para ele levá-los ao chefe.
> Ele tentou explicar que eles eram Testemunhas de Jeová e não tinham chefe.
> O líder repetiu: "Leve-nos ao seu chefe!"
> A esta altura o irmão estava suando frio, e fez uma oração silenciosa.
> Ele se saiu com a resposta perfeita:
>
> "Ninguem jamais viu nosso chefe e continuou vivo.."
>
> Os bandidos se retiraram.

Luci Francis


IMPORTANTE

 

O Instituto do Câncer, como todos sabemos, é uma instituição seriíssima.
Cabe a nós atender sua solicitação e ampará-lo, pois se depender do
Governo (federal, estadual e/ou municipal) será seu fim!
Vamos salvar o site do câncer de mama? Não custa nada..
Digam a 10 amigas para dizerem a 10 amigas hoje!
O Site do câncer de mama está com problemas, pois não tem o número de
acessos e cliques necessários para alcançar a cota que lhes permite
oferecer UMA mamografia gratuita diariamente a mulheres de baixa
renda.
Demora menos de um segundo, ir ao site e clicar na tecla cor-de-rosa
que diz 'Campanha da Mamografia Digital Gratuita'.
Não custa nada e é por meio do número diário de pessoas que clicam,
que os patrocinadores oferecem a mamografia em troca de publicidade.
PASSEM A 10 AMIGAS PARA PASSAREM A 10 AMIGAS:

Será q procede?!
 Não sei ... mas não custa nada termos cuidado!!

 





 
 

> Venho através desta informar de um desastre ocorrido infelizmente, em minha família. Longe de ser uma daquelas correntes que só enchem nossa
caixa postal, este é um aviso para que não ocorra o mesmo sofrimento com outras pessoas.
> Viajei com meu irmão na passagem do ano para a famosa praia de CAMBORIÚ-SC. No sábado fomos nos divertir em uma casa noturna chamada IBIZA onde havia muita gente bonita, ambiente aconchegante. Foi uma noite super divertida..
> No domingo de manhã meu irmão acordou com fortes dores no estômago, febre alta e espasmos musculares.
> De imediato levamos ao HOSPITAL SANTA INÊS em Balneário Camboriú.
> Muitos exames e 04 dias de internamento depois, de início, eu suspeitava que os médicos sabiam o que ele tinha, mas não queriam contar.
> Falavam que, possivelmente, fosse uma Salmonella mas eu descartei a possibilidade já que nossa alimentação havia sido somente em casa.
> Meu irmão infelizmente veio a falecer e, como os médicos ainda não haviam nos passado o diagnóstico, contactei meu advogado que entrou em contato com o Hospital.
> Tivemos uma reunião diretamente com o Diretor do Hospital. Para nossa surpresa o caso era o seguinte: as casas noturnas servem cervejas LONG NECK, e muitas pessoas pedem para que seja colocado uma *FATIA DE LIMÃO* para um  'toque especial' (e porque não dizer mortal).
> Decidi fazer umas pesquisas por conta própria, já que tenho um amigo próximo, pesquisador da escola de biologia Universidade Federal de Santa Catarina. Desta forma, pude descobrir que, apesar de tudo estar sendo abafado pelos fabricantes de cerveja, o problema, está nos limões fatiados que não são utilizados prontamente, e muitas vezes eles são fatiados antes mesmo dos bares e restaurantes abrirem, durante a tarde.. Ácido cítrico do limão 'velho' em ação com os conservantes estabilizantes excessivos presentes na cerveja são um paraíso para micro organismos já existentes naturalmente nas cerveja(Sacarovictus Coccus Cevabacillus ativus) se tornando um veneno letal tipo draft.
> O resultado é a produção de uma toxina altamente nociva ao nosso organismo.. A sugestão para quem talvez não acredite nesta mensagem seria pedir que o garçom fatie o limão NA HORA E NA SUA FRENTE, isso minimiza e muito o risco de qualquer tipo de infecção...
> Peço humildemente que divulguem este e-mail, nada trará meu irmão novamente, mas muitas vidas poderão ser poupadas.
> Nessa até refrigerante com a famosa fatia de limão, ou a cuba libre.
> PROTEJAM-SE E PROTEJAM OUTRAS VIDAS!!!!!!!!!
>
>
> LIMÃO NO COPO - avisem os filhos, amigos, irmãos, enfim todos.
>
> Não guardem o limão depois de cortado, nem na geladeira adianta......
>
>
> José Raimundo Reis
> Instituto de Biologia - UNICAMP
> Departamento de Imunologia
> Tel: 3521 - 6264

TUDO TEM SEU TEMPO...

Não precisa mesmo de palavras... TUDO TEM SEU TEMPO... Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, tempo de morrer; de plantar, e de colher o que se plantou... Tempo de sentir saudade, e tempo de esquecer; tempo de derrubar, e tempo de edificar; Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de lamentar, e de dançar; Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e de afastar-se; Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de jogar fora; Tempo de estar calado, e tempo de falar; Tempo de amar, e tempo de sofrer; tempo de guerra, e tempo de paz. (Eclesiastes 3.1 a 8) Só não se deve perder tempo

 

O Caminho por desvendar................

Quando temos um objectivo bem visualizado na mente que nos permite dar início a uma caminhada que se mostra por vezes difícil e desencorajadora, se tivermos fé nessa mesma visualização e não desistirmos às primeiras quedas e condições adversas, é que ele vislumbra-se a pouco e pouco à nossa frente tornando o horizonte maior para regalo dos nosso olhos.
Ricardo P.

AMOR MAIÚSCULO







Um homem bastante idoso procurou uma Clínica para um curativo em sua mão ferida, dizendo-se muito apressado porque estava atrasado para um compromisso.
Enquanto o tratava, o jovem médico quis saber o motivo da sua pressa e ele disse que precisava ir a um Asilo de Velhos tomar o café da manhã com sua mulher que estava
internada lá há bastante tempo ...

Sua mulher sofria do “Mal de Alzheimer” em estágio bastante avançado...
Enquanto terminava o curativo, o médico perguntou-lhe se ela não ficaria assustada pelo fato dele estar atrasado.

- “Não, disse ele. Ela já não sabe quem eu sou. Há quase cinco anos ela nem me reconhece...”

Intrigado o médico lhe pergunta:

- “Mas se ela já nem sabe quem o senhor é, porque essa necessidade de estar com ela todas as manhãs?”

O velho sorriu, deu uma palmadinha na mão do médico e disse:

- “É verdade... ela não sabe quem eu sou, mas eu sei muito bem QUEM ELA É”


Enquanto o velhinho saía apressado, o jovem médico sorria emocionado e pensava:
“Esta é a qualidade de Amor que eu gostaria para a minha vida”


O Amor não se reduz ao físico, ao romântico ...

O Amor verdadeiro é a aceitação

DE TUDO O QUE O OUTRO É ...

DE TUDO O QUE O OUTRO FOI ...

DO QUE SERÁ ...

DO QUE JÁ NÃO É ...


Como o bom velhinho, que também vocês amigos, possam dar e receber, em profusão, deste Amor Maiúsculo!

“Sinto um vazio dentro de mim...”



Quantas vezes já ouvi esta frase...quantas outras já disse esta frase.

Erroneamente eu achava que este “buraco” dentro do meu peito era um defeito e eu deveria preenchê-lo rapidamente. E fazia tantas besteiras na tentativa...tantas!

Muitas vezes sai comprando coisas desnecessárias, outras comi mais do que o necessário, aceitei convites e fui a lugares onde não tinha nada a ver comigo e convivi com pessoas que me sugavam toda a energia, somente para preencher o tal vazio. E saibam o pior...nada disso funcionava.

Um dia resolvi parar e pensar seriamente nesse vazio!

Descobri então que não há nada de errado em sentir este vazio, esta sensação de que falta algo e que estou incompleta. Claro que falta algo!

E sempre irá faltar!!

Cada um de nós veio aqui para realizar alguma coisa muito especial. E é justamente neste “vazio” que temos a oportunidade de criar, de renovar, de poder despertar nossa sensibilidade e desenvolvermos belas melodias, inigualáveis poesias.

Antes que um mal, é o vazio um presente.

Veja a Natureza...é no vazio da terra que plantamos a semente.

É no vazio das crenças que ganhamos a real possibilidade de escolher em que acreditar.

Não devemos temer o vazio, e sim aproveitá-lo, pois sem ele estariamos passando pela Vida apenas.

Ao contrário, ame-o.

Sabe o que irá acontecer? Não vou contar não!

Alugo Sonhos.................






Alugo os meus sonhos

Eles já me levaram ao paraíso

E me derrubaram ao chão

Me fizeram viajar

E a vida largar.



Alguns deles dão uma linda vista para o mar

Outros para as montanhas mais altas

Podem levar ao topo do mundo

Ouvindo sinos a tocar

No caminho vendo

As mais belas orquídeas.




Alugo sonhos agora sem utilidade

Alugo para alguém que queira vivê-los

Alguém que possa usá-los

Para ser eterno...

Eu perdi a chance

Que eles me deram.



Alugo sonhos com vaga na garagem

Play Ground, Roda Gigante, Bung Jump

Ampla sala de música

Que toca ao simples fechar de olhos

Todos os ambientes

Estão sempre

Cuidadosamente perfumados.





Alugo sonhos com janelas amplas

Que a tudo ventilam

Junto estarão indo

Pedaços de vida e mudas de fé

Que se bem plantados e cuidados

Germinarão e darão flores com perfume

Para alegrar o seu destino





Também posso vender estes sonhos

Que me fizeram

Nascer, viver e voar

Fizeram-me ver a luz

E me esconder às sombras

E agora não sei

O que fazer com eles.





Como paga pela troca

Só quero ver alguém feliz com eles

Já que eu não pude.

Quem sabe alguém

Melhor saiba sonhá-los

E possa realmente

Ser feliz com meus sonhos!

Mauricio Soares

O FILHO PREFERIDO



Certa vez perguntaram à uma mãe
qual era seu filho preferido,
aquele que ela mais amava.

E ela, deixando entrever um sorriso,
respondeu:

- "Nada é mais volúvel que um coração
de mãe. E, como mãe, lhe respondo:

o filho dileto, aquele a quem me dedico
de corpo e alma...

É o meu filho doente, até que sare,

o que partiu, até que volte,

o que está cansado, até que descanse,

o que está com fome, até que se alimente,

o que está com sede, até que beba,

o que está estudando, até que aprenda,

o que está nu, até que se vista,

o que não trabalha, até que se empregue,

o que namora, até que se case,

o que casa, até que conviva,

o que é pai, até que os crie,

o que prometeu, até que se cumpra,

o que deve, até que pague,

o que chora, até que cale".

E, já com o semblante bem distante
daquele sorriso, completou:

- "O que já me deixou, até que o reencontre".

(autor não mencionado)

Não carregue mais carroças


Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios;
serei exaltado sobre a terra**” Salmos 46:10*


Em 1990 havia um cavalo pangaré chamado Mumu dos Anjos que era usado por um desses catadores de papelão para puxar carroça.
Mumu era visto subindo e descendo o morro da Favela no RJ carregando o pesado e ingrato fardo de coisas velhas e papelão usado. Comendo mato e pedaços de velhas espigas de milhos ou sobras que lhe davam.

Esta era a vida de Mumu e o seu destino parecia terminar assim, até que seu dono decidiu vendê-lo para pegar um dinheirinho.

Naquela na região havia um senhor que queria comprar um cavalo para dar à sua filha adolescente que estava aprendendo a cavalgar, por esta razão nada melhor que usar um pangaré.

Aconteceu que o pai desta menina tinha outro cavalo (só que de raça) e estava participando de um torneio na Hípica do Rio de Janeiro.

No dia anterior à competição o cavalo de raça se machucou e ficou impedido de participar do torneio.
A solução para manter-se inscrito era usar outro cavalo foi então que colocaram o pangaré Mumu, somente para manter o nome da equipe inscrita.

Desengonçado, sem sangue Árabe, sem treinamento, sem pedigree e sem história, Mumu era um daqueles que ninguém acreditava, nem sequer apostava.

Bom a surpresa veio!!

Mumu viu e entendeu que a vida lhe estava abrindo uma porta, e correu, correu, correu como nunca. Bom ele ganhou. Ninguém acreditou.

Anos depois o preço de Mumu estava por volta de Meio Milhão de Dólares, passando a ser transportado de avião, comendo ração importada, e sendo tratado como um rei. Obviamente continua correndo!!!

A historia deste pangaré é verdadeira e foi publicada no Jornal Gazeta Mercantil em 1990 . Assim como Mumu, eu, você e muitos outros não tivemos uma família rica, educação de primeira, viagens internacionais, alimentação balanceada ou outro tipo de preparo.

Isto às vezes se torna um peso para muitas pessoas que não lutam por acharem que não são competitivas.

No entanto veja que a vida de Mumu mudou a partir do dia que ele teve uma oportunidade e entendeu que precisava correr, para não continuar naquela mísera situação. Apesar de ter uma aparência de que nunca chegaria lá, ele mostrou ser possivel.

Amigo de Deus, não importa sua idade , está na hora de largar a carroça, deixar para trás os sentimentos de "eu não consigo, sou pobre, sou feio, sou sozinho, ninguém me ajuda, não tenho sorte" etc.

É hora de acordar e saber que lá fora tem uma corrida acontecendo.

Se as coisas não acontecem na vida profissional e você não é realizado, ao invés de reclamar das bagas de milho que possa estar comendo, procure ver aquilo que está faltando.

Quem sabe você não tem feito a coisa da forma certa, um currículo mal elaborado, é muito ansioso nas entrevistas, fala demais, não sabe ouvir, não é confiável no trabalho, falta muito, chega sempre atrasado, vive dizendo pequenas mentirinhas, não tem educação para falar com as pessoas ou é do tipo pavio curto?

Quem sabe falta aquele - Muito obrigado - Com licença -Por favor - Me desculpe, ou ainda um sorriso. De repente um simples sorriso muda tudo e abre muitas portas. Um Coração alegre aformoseia o rosto, portanto deixe de ser zangão.

Lembre-se que antes de querer ser Divino é necessário ser mais Humano.

Talvez o problema seja simplesmente que você tenha que voltar a escola terminar o ginásio, colégio, a faculdade, uma Pós Graduação ou quem sabe aquele curso de Modelagem, Costura Industrial, Telemarketing, Idiomas.

Existem muitos cursos de ótima qualidade e que são gratuitos oferecidos pelas Sindicatos, Prefeitura, Associações Comunidade e Igrejas, corra!!

Busque nos jornais de Domingo, consulte na Internet, pergunte às pessoas que você conhece, e finalmente espalhe que você quer correr atrás de algo que lhe falta. Certamente alguém será usado para lhe abrir a porta da oportunidade.

Quando isto acontecer e seu nome for chamado, Levante e Corra .

Mas corra, corra, corra muito mesmo, pois esta pode ser a sua única chance de largar a Carroça!!!

Nelson Aprígio de Lima

O SEGREDO DO DINHEIRO


"Tudo o que a mente de um homem pode imaginar ela pode alcançar".

Então chegamos a um ponto chave, "Como eu posso atrair mais dinheiro?" ou "Como eu posso ter mais riqueza e prosperidade?”, se você ainda pensa assim deve começar a ler novamente esta apostila ou ver o filme pois o "COMO"? É responsabilidade do universo, é lei da atração, é do seu gênio da lâmpada ou qualquer nome que você queira dar. ESSA NÃO É A SUA PARTE NESTE JOGO se continuar pensando no "Como" vai perder o jogo da vida.
É dinheiro que você quer, então é só pedir e visualizar já o tendo, pegue seu extrato do banco e escreva nele o valor que você quer ter no fim do mês, no fim do ano, dê seu prazo e fique receptivo para as mensagens do como que o universo te dará, seja por horas extras de trabalho, seja por uma herança, por uma comissão ou até um jogo da sorte. NÃO PENSE NO COMO E NO CAMINHO, APENAS PENSE NO QUE QUER E QUAL O VALOR E PRAZO.
É simples, pense que já tem o dinheiro e o que faz, não fará com ele e sempre terá dinheiro, pense em pagar dívida e sempre terá dividas, pense, sinta, visualize e então seu desejo é uma ordem.
Muitas pessoas querem duplicar seus ganhos, suas rendas, mas quando se presta atenção nas suas ações, elas não fazem as coisas que podem levar a tais objetivos. Elas até, podem seguir as regras da lei da atração, mas no seu dia a dia, acabam pensando "Puxa eu não tenho dinheiro para comprar isso". Então: O SEU DESEJO É UMA ORDEM. Pior ainda se você ficar irritado por não ter dinheiro suficiente, você esta ativando o sentimento e suas ondas magnéticas irão atrás de mais e mais momentos de irritação por falta de dinheiro. Você não pode querer ter dinheiro e viver reclamando ou fofocando que não tem, já diziam muito tempo atrás que: "Não se pode servir a dois mestres, ao mesmo tempo".

"Valorize suas crenças e filosofias para nunca se livrar delas e de seus efeitos" Como, por exemplo;
- Pessoas ricas são aquelas que exploram as outras;
- Dinheiro é coisa suja, ruim, do demônio;
- Se você tem dinheiro é do mal ou fez pacto;
- Dinheiro não cresce em árvore;
- Eu não sou sócio do banco nem sou um;
- Precisa trabalhar duro para conseguir dinheiro;
- Você consegue fazer isso, mas eu não;
Agora que você já conhece os princípios do segredo, já é possível perceber que estes ditados populares foram criados para esconder o segredo.
No que diz respeito a criar riqueza, saiba que é parte de um jogo mental, onde existe você no campo de batalha, onde sua mente e suas crenças são seus inimigos.
A vida deve ser abundante em todas as áreas. Não se deve buscar a riqueza e sucesso para conseguir felicidade, se fizer isso não terá fluxo magnético. Pense com certeza o que você quer.
Duas formas testadas de se realizar o desejo de ter mais dinheiro é pegar uma nota de qualquer valor, e escrever nela mais alguns zeros (ou seu holerite) e colá-la no teto acima de sua cama, para quando você acordar todos os dias, olhar para ela e começar seu jogo mental, primeiro lembrar de tudo que é grato do seu passado, depois do seu momento atual, agora visualize a sua situação desejada, sua conta bancária, seu cofre seja o que for e libere aquele sentimento de quem já tem o que se deseja e pronto, levante-se e siga seu dia, se neste decorrer desse dia você se lembrar da nota no teto ou mesmo do seu desejo, refaça este procedimento e fique atento a qualquer inspiração que o universo pode te apontar.
A segunda é parecida, embora mais abrangente, pegue uma cartolina e corte em circulo, triangulo, ou outra forma que te agradar e desenhe uma por uma das coisas que você deseja, e cole também no teto acima de sua cama, esse é o sistema chamado de quadro de visão, que pode ser usado com um pedido ou quantos deseja

SEGREDO DAS RELACÕES..................



"Se você se sentir emocionalmente vazio antes de iniciar um relacionamento, sentirá exatamente a mesma coisa depois que estiver dentro dele”.

Apaixonar-se é uma experiência mágica e poderosa. Cada beijo, cada conversa, cada um dos momentos do inicio parece tão perfeito, tão certinho... Mas logo isso tudo se transforma em um "relacionamento", e eis-nos trazidos de volta à terra diante da realidade desafiadora de compartilhar nossa vida com outra pessoa. E à medida que aquelas primeiras semanas encantadas vão se convertendo em meses, descobrimo-nos um dia perguntando "Essa é a pessoa para mim?".

E depois geralmente aparecem essas:
- Como pude ser tão cega (o)?
- Eu me sentia tão segura (o)?
- Nós nos amávamos, mas não conseguíamos concordar em nada.

É sempre muito mais fácil olhar para trás e distinguir com clareza coisas que não podíamos ver antes.
Mitos amorosos também são crenças que muitos de nós mantemos a respeito do amor e do romance, e que realmente nos impedem de atrair a pessoa e situação realmente desejada.
Tais crenças e idéias são desenvolvidas a partir da televisão e cinema, leitura romântica e falta de ensino ou experiência.
Os mitos falsos e fatais sobre o amor.
- O verdadeiro amor conquista tudo. Mesmo que ele beba, mesma que nossa vida sexual não seja grande coisa, mesmo que ele(a) me critique, que brigamos sempre, que sejamos de religião diferente, etc...
- Quando for realmente um amor verdadeiro, você saberá no momento em que encontrar a pessoa. Você espera um momento fantástico, pois parecia muito tranqüilo para ser um amor real e duradouro. Você espera pela química da primeira vista, que geralmente é erotismo.
- Existe apenas um único e verdadeiro amor. Você acredita ou ouve falar que ele é único e cria uma fantasia da alma gêmea.
- O parceiro perfeito preencherá todas as suas necessidades. Basicamente, espero que você preencha todas as minhas necessidades se não você não serve, mesmo você sendo uma pessoa maravilhosa, mesmo a gente sendo compatível, mesmo você aceitando todos os compromissos.
Os maiores erros que cometemos no início de um relacionamento.
- Não perguntamos o suficiente. Pode ser que não seja romântico, pode até parecer uma entrevista, mas com os inúmeros casos de gravidez indesejada, HIV e relacionamentos obsessivos pode até virar uma questão de vida ou morte. Pode até ser que não queremos saber da verdade, afinal depois de se estar desesperado ou por falta de opção, qualquer coisa serve e a realidade sabotaria a fantasia de príncipe encantado ou até queremos esconder alguma coisa.
- Assumimos compromissos prematuramente. Quando você conhece uma pessoa, compartilha com ela seus valores e crenças, isso é normal em uma atitude prematura você corre o risco de desistir de seus interesses ou atividades ou assume um envolvimento às atividades da outra pessoa que verdadeiramente não te atraem.

Os tipos de relacionamentos que não dão certo:
- Você ou o parceiro(a) se preocupam mais com o outro(a) do que consigo.
- Você ou o parceiro(a) estaria apaixonado(a), pelo potencial ou imagem publica do outro(a).
- Você ou o parceiro(a) estariam em uma missão de salvamento.
- Você ou o parceiro(a) estariam juntos por motivos alheios, como ser rebelde ou falta de opção.
- Você ou o parceiro não estão disponíveis para um relacionamento.

Seis qualidades para procurar em um parceiro(a).

- Compromisso com o crescimento pessoal. O parceiro tem como meta sempre aprender tudo que puder para se tornar uma pessoa melhor e um cônjuge melhor.
- Abertura emocional. Abertura emocional de um parceiro lhe permite acesso a seu mundo interior.
- Integridade. Alguém que seja honesto com você e com os outros, antes de qualquer coisa ele precisa ser honesto consigo mesmo.
- Maturidade e responsabilidade. Existem pessoas que não estão preparadas para assumir um relacionamento com compromisso.
- Atitude positiva diante da vida. Os relacionamentos se tornam muito fáceis quando se está ao lado de uma pessoa positiva.
- Auto-estima elevada. Seu parceiro só poderá amá-la(o) o tanto quanto se ama.

E, finalmente chegamos ao ponto com relação a lei da atração. Em um relacionamento, é preciso entender primeiro como e porque se está entrando nele.
Uma pessoa com baixa-estima por si, ama com o objetivo de se sentir bem consigo mesma. Quanto mais se amar menos você irá praticar abusos físicos e emocionais contra si, e não deixará que os outros te maltratem.
Como você pode esperar que os outros gostem de sua companhia se você mesmo não gosta dela.
E tudo isso são questões muito importantes para se entender a lei da atração e como você atrai as coisas. Você trata a si mesmo como você espera que os outros lhe tratem?
Você se tornará a solução para si mesmo. Será seu mestre, seu guia, seu próprio professor. E agora comece a dar mais tempo e energia a si mesmo, só você pode se entender, se compreender de verdade. E a partir daí poderá doar aos outros, mas não se doar e sim doar o que apreendeu.
Quer que as pessoas se apaixonem por você? Simples é só você se apaixonar por você mesmo antes. Pois quando você ama a si mesmo você pode amar a outros.
Você deve se focar na melhor parte de cada pessoa que lhe cerca. Faça até mesmo uma lista dos pontos positivos que te agradem nas pessoas com as quais você passa muito tempo.
Na privacidade da sua própria mente, você deve pensar, lembrar e sentir apenas as coisas que você mais gosta dessas pessoas e elas irão apresentar apenas esses pontos positivos para você. Quando elas estiverem com atitudes que não se encaixam com o sua, vocês passarão a se desencontrar, isso serve para conhecidos, colegas, amigos, parentes e até seu companheiro(a). Simplesmente a lei da atração irá colocá-los em lugares diferentes nestes momentos.
Se você conhecesse o seu potencial para se sentir bem, não iria pedir a ninguém para ser diferente ao seu lado. Você se libertaria de todas as necessidades de mudar o mundo, o seu parceiro, os seus filhos...
Quando você compreender por que fez as escolhas amorosas que fez no passado, estará livre para fazer novas e melhores escolhas. Suas crenças, filosóficas ou programações mentais inconscientes são responsáveis por grande parte do sofrimento na sua vida amorosa.
"Aqueles que se lembrarem de seu passado com sentimentos negativos, estão condenados a repeti-los novamente”.

O SEGREDO E A SAÚDE.............



"A mente pode ter diferentes níveis, mas não tem limites”.

A grande maioria das pessoas atribui à sorte, ao azar, ao acaso ou um poder superior ou mesmo inferior à causa e o comando de tudo que lhes acontece na vida.
É importante reconhecer que o estado de nosso corpo atual é o produto dos nossos pensamentos e sentimentos do passado. Mas o que é saúde? Para você, o que é saúde?
Alguns pensarão simplesmente na ausência de doenças ou de sintomas desagradáveis, outros pensarão no funcionamento harmônico entre corpo e mente.
Mas..."Saúde é a tranqüilidade, é uma condição em que um indivíduo é capaz de realizar suas aspirações, satisfazer suas necessidades e mudar ou enfrentar o ambiente".
Depois de inúmeras pesquisas com placebo, descobriu-se que a mente humana é o fator mais poderoso na arte da cura. Todas as doenças são o resultado de uma coisa, "stress", seja físico, mental, emocional e espiritual.
Nossa fisiologia cria doenças para que nós saibamos que nós estamos fora demais do equilíbrio. É um alarme do corpo, uma forma de nos chamar a atenção.
Então a pergunta é: - Se a pessoa tem uma doença manifestada é possível se curar? Bem se estamos a partir de agora substituindo o nome doença por alerta a resposta é sim, podemos desativar o sistema de alerta, mas o alerta é de que setor? De qual função? Podemos até descobrir, mas o como e o por que são responsabilidades do universo, a nós cabe estar receptivo às respostas e resolver.
Cada um de nós se coloca a um ritmo diverso à vida. Algumas vezes estamos mais "elétricos", outras, mais lentos. No entanto, temos um ritmo próprio, adaptável às diversas situações de vida. A saúde ou doença depende diretamente de como nos relacionamos com nosso próprio ritmo e também do respeito a ele.
Quando falamos de ritmo, indiretamente nos referimos ao processo de Stress.
O Stress é uma reação do organismo a estímulos externos ou internos, relacionados à necessidade de lutar, fugir, parar ou começar.
A doença surge muitas vezes como um alerta do corpo à necessidade de mudar o ritmo.
Doenças não sobrevivem em um corpo que está emocionalmente saudável.
Se você estiver em um estado de doença e se focar nela, pensando, reclamando e sentindo-a, você estará dando mais poder a ela e irá atrair mais doenças.
Pensamentos mais felizes geram uma bioquímica interna de felicidade e criam um corpo feliz e mais saudável.
Nada é impossível para o corpo resolver, o corpo elimina milhões de células e cria novas células, em minutos, dias, semanas, e em poucos meses nós teremos um corpo físico totalmente novo.
Então remova o stress fisiológico do corpo e ele fará o que foi dito para fazer, "SE AUTOCURAR".
Precisamos ter cada dia mais consciência de nossas vidas e consciência é um processo individual, cada um vive e sente suas próprias experiências de acordo com o que pensa da vida. À medida que ampliamos esse tal de conhecimento assumiremos mais responsabilidade sobre nossos atos. Responsabilidade é o poder de você ser você mesmo, de ser responsável por si

O SEGREDO E O MUNDO....................



"Quando uma sociedade inteira segue o fluxo, que mundo maravilhoso, esse será."

Fica muito claro que existem muitas pessoas que vivem em grandes condicionamentos. Elas enxergam coisas que, elas próprias acham maravilhosas e dizem: "Nós queremos ajudar nisso, nós votaremos naquilo, nós apoiamos isso doando nossa energia, tempo e dinheiro".
Quando elas enxergam coisas que elas não querem, dizem: "Nós precisamos fazer algo a respeito, precisamos nos livrar disso".
Mas é necessário perceber que conforme se rejeita algo indesejado, estamos dando poder e força a esse algo. Lembre-se que quando se foca em alguma situação a lei da atração te traz mais dessa situação, pois a mente acredita que o que se está pensando é importante e deve ser repetido.
É estranho a primeira vista, mas movimentos antiguerra criam mais guerra, movimento antidrogas criam mais dependentes, já movimentos pela paz cria-se paz, atividades culturais criam mais cultura e integração social. Sempre se deve focar, pensar, dar atenção e lembrar do que se quer.
Tudo bem em saber, o que está acontecendo, mas saber o que acontece é uma coisa e se envolver, emocionalmente, mentalmente, fisicamente e até espiritualmente, é outra coisa, aprenda a ver e saber sem envolver sentimentos, sem dar justificativas e principalmente sem rejeitá-las. Pois quanto mais falarmos sobre o que não queremos mais dessa situação será criada em resposta a lei da atração que "pensa" que gostamos disso pelo simples fato de darmos atenção a essas situações.
"Nós estamos aqui para criar ao nosso redor um mundo de nossa escolha, ao mesmo tempo em que temos que permitir que o mundo que outros escolheram também exista, mesmo que estes possam parecer menos justos que o nosso".
Há uma mentira se espalhando entre os que conhecem a lei da atração, que se todos no mundo descobrirem o segredo, o universo irá falir, falhar e que não existirá prosperidade a todos, isso é uma gigantesca mentira, veja bem, se todos quiserem o mesmo carro da mesma cor não ficaria mais fácil e barato para a indústria construir tudo igual? Imagina então ao universo.
Nem todos querem as mesmas coisas então sempre existirá de tudo, sempre existirá bondade mais do que o necessário para todos e mais e mais se aparecem idéias criativas para melhorar o mundo. As pessoas são diferentes e cada uma tem um desejo diferente. Tudo isso fica claro em uma mente que está consciente da sua própria natureza infinita.

"Essa é a beleza do segredo".
"Existe mais que o suficiente para todos"

O SEGREDO E VOCÊ...............


"SIGA A SUA ALEGRIA E O UNIVERSO ABRIRÁ PORTAS PARA VOCÊ ONDE ANTES SÓ HAVIA PAREDES."

Quando nós olhamos ao redor, até mesmo do nosso próprio corpo, o que nós vemos é apenas a ponta do iceberg.
Pense nisso por um momento: olha para a sua mão. Sua mão parece sólida, mas na verdade ela não é. Se você a visualizar em um microscópio específico, o que você verá será uma massa de energia vibrando, chamada de átomos.
Tudo é feito da mesma matéria-prima, quer seja a sua mão, o mar, ou uma estrela. "Tudo é energia".
É simples, existe o universo, a nossa galáxia, o nosso planeta, onde há indivíduos e dentro de cada corpo existem, órgãos, onde há células, onde há moléculas, onde há átomos, que são energia. (elétrons negativos, prótons positivos e nêutrons sem carga aparente).
Se tudo no universo é energia... e é mesmo! Então estamos todos conectados, nós apenas não percebemos isso. Não existe um "lá fora" e um "aqui dentro". Tudo no universo está conectado, é apenas um campo de energia.
Sabe, uma das coisas que a física quântica descobriu? "Não se pode ter um universo separado da mente".
Você é um ser espiritual, que gera um campo de energia que está próximo a outros campos parecidos, que está operando em um campo de energia ainda maior.
Você é a "energia fonte". As pessoas trabalham para se manter bem fisicamente, mas o corpo lhe distrai e lhe faz esquecer de que você realmente é um ser eterno, você é a força de Deus, você é uma parte de Deus. Por isso somos Deuses criadores.
A questão que eu peço para que você considere é: os resultados que você tem na sua vida são o que você realmente quer? Eles são valorosos? Caso não sejam, agora seria o momento adequado para mudar isso, porque você tem o poder de fazê-lo.

"TODO O PODER VEM DE DENTRO E ESTÁ, PORTANTO, SOBRE NOSSO PRÓPRIO CONTROLE".

Muitas pessoas se sentem como vítimas da vida. Muitas se prendem aos eventos do passado como, por exemplo, um abuso na infância, uma família desequilibrada. E daí?
O que realmente importa é o que você vai fazer agora. O que você escolhe agora. Você pode manter o foco nas coisas ruins que já lhe aconteceram ou mudar o foco. Quando as pessoas mantêm o foco no que elas querem, o que elas não querem perde a força, o que você quer se expande e o que você não quer desaparece.
Você é o criador da sua própria experiência, você gerencia os seus próprios pensamentos que criam a sua realidade.
Outra beleza da lei da atração é que você pode começar onde você está. Você pode começar a pensar e gerar dentro de si mesmo um sentimento de harmonia, de felicidade e a lei passará a responder a isso.
Você passará a acreditar em outras coisas como, por exemplo, que há mais do que o suficiente para todos no universo, que tudo dá certo para você e até mesmo que você não envelhece, e sim rejuvenesce.
E você pode se libertar de padrões hereditários, códigos culturais, crenças sociais e provar, de uma vez por todas, que o poder dentro de você é maior do que o poder que está no mundo.
Há algum limite para isso? Absolutamente não. Nós somos seres ilimitados. Nós não temos limites. As capacidades, os talentos, os dons e o poder que está dentro de cada indivíduo nesse planeta é ilimitado.
Você viverá em uma realidade diferente, em uma vida diferente e as pessoas olharão para você e dirão: "O que você faz de diferente de mim?". A única coisa que é diferente, é que você trabalha com o "SEGREDO".

APRENDER, DESAPRENDER E REAPRENDER...



Embora só podemos apreender conscientemente uma pequena quantidade das informações que o mundo nos oferece, percebemos e reagimos inconscientemente a muitas outras coisas.
Segundo um ponto de vista, apreender é uma habilidade que se divide em quatro estágios:

1) Primeira Parte – Incompetência – Inconsciente: É quando não sabemos fazer algo, e não sabemos que não sabemos. Ex: Uma pessoa que nunca dirigiu um carro não tem a mínima idéia do que fazer.

2) Segunda Parte – Incompetência – Consciente: É quando descobrimos que não sabemos fazer algo. Ex: Quando se começa a aprender a dirigir e logo descobre suas limitações.

3) Terceira Parte – Competência - Consciente: É quando se aprende o básico e nos sentimos aliviados. Ex: Quando se aprende, pode-se dirigir o carro, mas precisamos de muita concentração.

4) Quarta Parte – Competência – Inconsciente: Todos os pequenos padrões que aprendemos com tanto esforço juntam-se numa harmônica unidade de comportamento. Ex: Quando a pessoa pode dirigir, ouvindo radio, conversando, vendo a paisagem. Nossa mente consciente estabelece o objetivo e deixa que a mente inconsciente cuide dele, liberando a atenção para outras coisas, isso é o habito, uma tarefa que devemos adquirir com a lei da atenção, criar o habito de usá-la sempre e não só quando se precisa de algo especifico.

Nota dos autores da apostila:

"Nós, Márcia e Edgar, acreditamos que você é grande, que existe algo de magnífico a seu respeito. Não importa o que esteja acontecendo na sua vida neste momento, porque isso já é passado, foi antes de você conhecer o segredo e não importa quão jovem ou quão velho você ache que você seja, quando você passar a pensar apropriadamente, esse poder interior começará a emergir e tomará conta da sua vida, irá lhe alimentar, lhe vestir, lhe guiar, lhe proteger, lhe direcionar, sustentará a sua existência, se você o permitir. Isso é o que nós sabemos e o que temos certeza, simplesmente por que testamos o segredo e ele funcionou, é por isso que vocês estão aqui!".

"Foi VOCÊ quem atraiu isso para a sua vida,
e é sua a escolha de agarrar e utilizar isso ou não".

DECIDA-SE.................





Lógico que você merece ser feliz!

Um sonho é para ser realizado,

e o seu está cada vez mais maduro.


Tenha atitudes positivas:

À noite você sonha...

Durante o dia realize.


Eleve seu pensamento à Deus diariamente

e agradeça tudo que conquistar.


Por favor

Não se compare com ninguém!

Entenda de uma vez por todas

que você é unico.


Lance seu desafio ao Universo e diga:


Agora é a minha vez!


Sua determinação

é do tamanho da sua necessidade.


Uma estrada só se vence

quando se dá o primeiro passo

e sem olhar para a distância.


As boas novas se conquistam

com pequenos gestos.


Faça de cada dia

um novo dia de vitória.


Esqueca o passado, perdoe!


Liberte-se de qualquer amarra

que possa te segurar

no cais da tristeza.


Insista mais um pouco...


Dê mais um passo.


Cuide de seus pensamentos

e suas palavras.


Use tudo com bom senso.

Invista na sua paz...


Diga não quando precisar.


Dedique alguns minutos

para cuidar de você...


Diariamente.

Apaixone-se por tudo o que for fazer.


Compre a idéia. Vista a camisa.

Definitivamente...


Eu não conheço ninguém

mais pronto para prosperar...


E ser Feliz!!!

É a escolha que te cabe nesse momento.


Você merece!

Paulo Roberto Gaefke

Tese de Guerdjef..............



Tese de um pensador russo chamado Guerdjef, que no início do século passado já falava em auto-conhecimento e na importância de se saber viver.

Dizia ele: "Uma boa vida tem como base o sentido do que queremos para nós em cada momento e daquilo que,

realmente vale como principal".

Assim sendo, ele traçou 20 regras de vida que foram colocadas em destaque no Instituto Francês de Ansiedade e Stress, em Paris.

Dizem os "experts" em comportamento que, quem já consegue assimilar 10 delas, com certeza aprendeu a viver com qualidade interior.

Ei-las:


1) Faça pausas de dez minutos a cada duas horas de trabalho, no máximo.

Repita essas pausas na vida diária e pense em você, analisando suas atitudes.


2) Aprenda a dizer não sem se sentir culpado ou achar que magoou.

Querer agradar a todos é um desgaste enorme.


3) Planeje seu dia, sim, mas deixe sempre um bom espaço para o improviso,

consciente de que nem tudo depende de você.


4) Concentre-se em apenas uma tarefa de cada vez.

Por mais ágeis que sejam os seus quadros mentais, você se exaure.


5) Esqueça, de uma vez por todas, que você é imprescindível.

No trabalho, casa, no grupo habitual. Por mais que isso lhe desagrade, tudo anda sem a sua atuação, a não ser você mesmo.


6) Abra mão de ser o responsável pelo prazer de todos.

Não é você a fonte dos desejos, o eterno mestre de cerimônias.


7) Peça ajuda sempre que necessário, tendo o bom senso

de pedir às pessoas certas..


8) Diferencie problemas reais de problemas imaginários e elimine-os porque são pura perda de tempo e ocupam um espaço mental precioso para coisas mais importantes.


9) Tente descobrir o prazer de fatos cotidianos como dormir, comer e tomar banho, sem também achar que é o máximo a se conseguir na vida.


10) Evite se envolver na ansiedade e tensão alheias enquanto ansiedade e tensão. Espere um pouco e depois retome o diálogo, a ação.


11) Família não é você. Está junto de você. Compõe o seu mundo, mas não é a sua própria identidade.


12) Entenda que princípios e convicções fechadas podem ser um grande peso, a trave do movimento e da busca.


13) É preciso ter sempre alguém em que se possa confiar e falar abertamente ao menos num raio de cem quilômetros.

Não adianta estar mais longe.


14) Saiba a hora certa de sair de cena, de retirar-se do palco, de deixar a roda.

Nunca perca o sentido da importância sutil de uma saída discreta.


15) Não queira saber se falaram mal de você e nem se atormente com esse lixo mental; escute o que falaram bem, com reserva analítica, sem qualquer convencimento.


16) Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois, é ótimo ... para quem quer ficar esgotado e perder o melhor.


17) A rigidez é boa na pedra, não no homem.

A ele cabe firmeza, o que é muito diferente.


18) Uma hora de intenso prazer substitui com folga

3 horas de sono perdido. O prazer recompõe mais que o sono.

Logo, não perca uma oportunidade de divertir-se.


19) Não abandone suas 3 grandes e inabaláveis amigas:

a intuição, a inocência e a fé!


20) E entenda de uma vez por todas, definitiva e conclusivamente:

Você é o que se fizer ser!

-Dou-lhe minha palavra!

Parece estranho não parece?
Pois é, hoje em dia dizer esta frase já não pesa, nem mesmo um contrato celebrado com testemunhas em cartórios pesa mais.

Nunca se viu tanta falta de palavra como hoje.
Nas relações humanas, nos empregos , no corre corre do dia a dia.
A consciência adormeceu por completo a palavra.

A mentira pervalece, a dor multiplica com isso.
A palavra já não existe, uma das mais maravilhosas heranças que recebemos deitámo-la na sarjeta.
Quanto vale dizermos, dou-te minha palavra e é quanto baste?
Agora nada vale, embora ainda há quem tente manter essa herança, não se consegue.
As pessoas são volúveis, não sabem para onde ir, o que fazer ou pensar...

Hoje é branco, amanhã é preto.
Nada é credível...

É lamentavel.
Publicada por DoceNuvem

 


"É preferível dizer cem vezes "não", do que dizer um "sim" e não cumprir a palavra."

 

A VIDA E O AMOR





Às vezes as pessoas que amamos

nos magoam,

e nada podemos fazer

senão continuar nossa jornada

com nosso coração machucado.


Às vezes nos falta esperança.

mas alguém aparece

para nos confortar.


Às vezes o amor nos machuca profundamente,

e vamos nos recuperando muito lentamente

dessa ferida tão dolorosa.


Às vezes perdemos nossa fé,

então descobrimos

que precisamos acreditar,

tanto quanto precisamos respirar...

é nossa razão de existir.


Às vezes estamos sem rumo,

mas alguém entra em nossa vida,

e se torna o nosso destino.


Às vezes estamos no meio

de centenas de pessoas,

e a solidão aperta o nosso coração

pela falta de uma única pessoa.


Às vezes a dor nos faz chorar, nos faz sofrer,

nos faz querer parar de viver,

até que algo toque nosso coração, algo simples...


como a beleza de um pôr de sol,

a magnitude de uma noite estrelada,

a simplicidade de uma brisa

batendo em nosso rosto,


é a força da natureza

nos chamando pra a vida.


Você descobre que as pessoas

que pareciam ser sinceras

e receberam sua confiança,

te traíram sem qualquer piedade.


Percebe que não há

como distinguir os bons e os maus,

pois poucos nascem assim,

a vida é que os torna melhores ou piores,

pelas tristezas e felicidades que passaram

e experiências vivenciadas.


É como se a vida fosse formada

por corações e cruzes,

onde os corações representam

nossos momentos felizes,

o carinho e amor que recebemos,


e as cruzes são nossas dores,

decepções, sofrimentos,

momentos ruins pelos quais passamos.


Então você poderá entender

que alguns de nós vivenciaram

pouquíssimas cruzes

e muitos corações

o que fará com que essas pessoas

tenham muito mais amor a transmitir...


Outras passaram pelo contrário

e são predominantemente frias, insensíveis,

buscam coisas materiais,

acreditam que os fins justificam os meios!


Com essas é preciso ter cuidado,

alguns podem mudar e melhorar,

outros podem mudar você

e trazê-lo para a realidade deles.


Assim, ao conhecer alguém

preste atenção no caminho

que essa pessoa percorreu.

Não deixe de acreditar no amor,

mas certifique-se

de estar entregando seu coração

para alguém que dê valor

aos mesmos sentimentos que você dá...


Manifeste suas idéias e planos,

para saber se vocês combinam,

esteja aberto a algumas alterações,

mas jamais abra mão de tudo,

pois se essa pessoa te deixar,

então nada irá lhe restar.

Aproveite ao máximo

seus momentos de felicidade!

Quando menos esperamos

iniciam-se períodos difíceis

em nossas vidas.


Tenha sempre em mente

que às vezes tentar salvar um relacionamento,

manter um grande amor,

pode ter um preço muito alto

se esse sentimento não for recíproco,


pois em algum outro momento

essa pessoa irá te deixar

e seu sofrimento será ainda mais intenso,

do que teria sido no passado.


Pode ser difícil fazer algumas escolhas,

mas muitas vezes isso é necessário.

Existe uma diferença muito grande

entre conhecer o caminho e percorrê-lo.


Não procure querer conhecer

seu futuro antes da hora,

nem exagere em seu sofrimento,

esperar é dar uma chance à vida

para que ela coloque

a pessoa certa em seu caminho.


François de Bittencourt

O mestre que reside dentro de nós



Tenho aprendido que seguir o chamado do coração é sempre mais seguro do que se guiar pelo que os outros esperam